Jornal da Cultura estreia nova fase com Maria Cristina Poli

Telejornal investe no noticiário analítico e ganha novos quadros e cenário, além de cinco duplas de debatedores

 

A jornalista Maria Cristina Poli assume nesta segunda-feira (4/10) a bancada do Jornal da Cultura, que estreia com uma série de novidades, que vão desde o cenário até o formato. O telejornal passa a ser mais analítico e contará com a participação de debatedores.

 

Cinco duplas de profissionais irão se revezar ao longo da semana para discutir, junto com a apresentadora, temas importantes em pauta, nas mais diversas áreas, como economia, política, meio ambiente, saúde etc. Entre os participantes estão o sociólogo Demétrio Magnoli, o historiador Marco Antônio Villa, o escritor e roteirista Paulo Lins, o professor do departamento de filosofia da Universidade de São Paulo (USP) Vladimir Safatle e o economista Alexandre Schwartsman.  

 

Com uma hora de duração, o jornalístico terá ainda novos quadros, como: Jornal da Cultura Explica – uma espécie de abc da notícia, em que serão traduzidos para o público termos utilizados no cotidiano, mas que não são compreendidos pela maioria da população; Janelas para o Mundo – uma exibição de notícias e imagens registradas via câmera de celular, ou qualquer outro equipamento, pelos telespectadores; Arquivo da Cultura – preciosidades do rico acervo da TV Cultura; e In site – dicas semanais de sites curiosos relacionados aos mais diversos assuntos.

 

Segundo Maria Cristina Poli, o novo JC é um telejornal de análise, que se preocupa em traduzir os fatos para o telespectador. "Queremos ir além da notícia, desvendar o que está por trás dela", explica a apresentadora.


O Jornal da Cultura é exibido de segunda a sábado, às 21h.

 

 

Maria Cristina Poli

A jornalista começou na tevê em 1979, ainda estudante, como assistente de produção do Programa Hebe Camargo, na TV Bandeirantes.
Nas décadas de 80 e 90, foi repórter especial da TV Globo e participou de projetos importantes como a implantação da Rede Globo Oeste Paulista e a coberturas de eventos internacionais como os Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992.

Entre 1993 e 1998, apresentou e fez reportagens especiais para o programa Vitrine, da TV Cultura, inclusive em outros países como Japão e Inglaterra.

Em 1999, foi para o Canal 21, do Grupo Bandeirantes, onde permaneceu até 2001 como apresentadora do Circular - programa ancorado dentro de um ônibus, que circulava pelas ruas de São Paulo. Ainda na Bandeirantes, entre 2002 e 2003, assumiu como âncora e editora-chefe no Jornal da Noite.


De volta a Rede Globo, em 2004, trabalhou como repórter especial da Central de Jornalismo e, no último ano, em 2008, como repórter exclusiva do programa Fantástico.

Este ano, ingressou no canal Discovery Health como diretora de conteúdo – atualmente dirige série de documentários para o canal americano sobre saúde. Além disso, foi contratada pela TV Cultura para comandar o Jornal da Cultura.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO