Telecine Cult exibe Especial Truffaut em dezembro


Entre os dias 3 e 24 de dezembro, sempre às 20h, o Telecine Cult exibe aos sábados uma sequência de dois filmes do cineasta francês François Truffaut. Serão oito clássicos dirigidos por um dos fundadores do movimento cinematográfico conhecido como Nouvelle Vague.

A mostra Especial François Truffaut exibirá no dia 3 Os Incompreendidos (1959), que conta a história de Antoine, um jovem parisiense, filho negligenciado pela mãe e pelo padrasto. Ele falta às aulas para assistir a filmes e brincar, mente para ocultar as fugas da escola, até que decide sair de casa para viver de pequenos roubos. O filme é o primeiro da saga de Antoine Doinel, alter-ego de Truffault e personagem principal de cinco filmes de sua carreira. Em seguida, às 22h, será exibido Antoine e Colette (1962), a segunda aparição do personagem Antoine Doinel. Neste curta, Doinel mora sozinho e trabalha numa loja de discos. Ele conhece Collete, por quem se apaixona. Apesar de se tornarem amigos, ela parece não se interessar por ele como homem. Quando Colette se encanta por outro rapaz, tudo muda entre eles.

Na semana seguinte, dia 10, vai ao ar Beijos Proibidos (1968), indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro de filme em língua estrangeira. A história de Antoine continua, desta vez, ao terminar o serviço militar, Antoine retorna à vida civil trabalhando como detetive em uma agência. É designado para a missão de vigiar a Sra. Tabard (Delphine Seyrig), por quem se apaixona. Na sequência, Um Só Pecado (1964), indicado à Palma de Ouro em Cannes, conta a história de Pierre,  um homem de meia-idade, casado há 12 anos e pai da menina Sabine. Em uma viagem de trabalho para Lisboa, ele inicia um caso com a jovem aeromoça Nicole. Em razão de seu casamento, Pierre mantém o novo relacionamento em segredo, mas essa decisão pode trazer prejuízos à vida de todos.

 
 

No dia 17 é a vez de O Amor em Fuga (1979). Antoine volta a ser o protagonista da história, tem mais de 30 anos, está divorciado de Christine e apaixonado por Sabine, uma vendedora de discos. Colette, sua paixão de adolescência agora é uma advogada. Quando os dois se encontram por acaso, velhas lembranças mexem com ambos. O filme foi indicado ao Urso de Ouro do Festival de Berlim. Logo após será exibido Domicílio Conjugal (1970), em que Antoine ainda está casado com Christine, porém, logo depois do nascimento do primeiro filho, tem um caso com a japonesa Kyoko e acaba se separando da esposa. Cansado da aventura, tenta reconquistar a esposa.

Para fechar o Especial François Truffaut no dia 24 vai ao ar A Mulher do Lado (1981), com Gérard Depardieu, Catherine Deneuve e Jean Poiret no elenco. O filme conta a história de Bernard, que vivia feliz com sua esposa Arlette e seu filho Thomas. Certo dia, o casal Philippe e Mathilde se muda para vizinhança. Esse encontro reúne Bernard e Mathilde, que haviam sido amantes anos antes. O relacionamento dos dois reacende, complicando a vida de todos. Em seguida, O Último Metrô (1980) mostra um dramaturgo judeu que se vê obrigado a se esconder dos nazistas no porão de um teatro. Para sua mulher cabe continuar a montagem da peça abandonada pelo marido. O aperto do cerco torna o plano mais difícil e, para complicar, ela se apaixona pelo ator contratado para o papel principal. Foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro de filme em língua estrangeira.

 

A grade completa pode ser conferida no www.telecine.com.br.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”