DESTAQUES CANAL CURTA! - DE 23 A 27 DE FEVEREIRO





SEGUNDAS DA MÚSICA – 23/02


PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
“DANÇAS BRASILEIRAS - 1ª TEMPORADA: FREVO E CAPOEIRA” (série)
Dia 23 de fevereiro, segunda, às 19h30
Horários alternativos: terça, às 5h30 e às 13h30 / quarta, às 7h30 / sábado, às 13h
A série "Danças Brasileiras" circula por todo o Brasil para mostrar grupos regionais e folclóricos de dança. O trabalho de pesquisa de Antônio Nóbrega e Rosane Almeida tem o desafio de criar uma linguagem de movimentos corporais. Nesta semana o telespectador confere as curiosidades do frevo e da capoeira. O frevo vem da mistura da capoeira com marchinha e é um estilo de dança de rua. Eram os “capoeiristas”, inclusive, que abriam as apresentações das bandas de música militares, em Recife.

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
“A ODISSEIA MUSICAL DE GILBERTO MENDES” (documentário)                                       
Dia 23 de fevereiro, segunda, às 20h                                                          
Horários alternativos: terça, à 0h e às 14h / quarta, às 8h / sábado, às 18h / segunda, à 0h

O documentário apresenta as ideias e a obra musical de Gilberto Mendes, o maior compositor brasileiro vivo de música erudita de vanguarda. Com direção de Carlos Moura Ribeiro Mendes, a produção mostra a trajetória artística do precursor da bossa nova nos anos 40. Com filmagens na Rússia, Alemanha, Bélgica, Holanda e Brasil, o longa ressalta a importância musical de Gilberto Mendes, que introduziu as músicas aleatória, concreta e eletrônica nos anos 60 no Brasil. Além disso, ele é reconhecido devido a criação da música Teatro nos anos 70 e do minimalismo nos anos 80.  

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
“BETHÂNIA BEM DE PERTO – A PROPÓSITO DE UM SHOW” (documentário)
Dia 23 de fevereiro, segunda, às 22h15
Horários alternativos: terça, às 2h15 e às 16h15 / quarta, às 10h15 / domingo, às 2h30 e às 21h

Com direção de Júlio Bressane e Eduardo Escorel, o documentário “Bethânia Bem de Perto – A Propósito de um Show” mostra a chegada da cantora para o seu primeiro show no Rio de Janeiro. A produção de 1966 acompanha o cotidiano da cantora e encontros com Caetano Veloso, Jards Macalé, Anecy Rocha, Wanda Sá, Rosinha de Valença, Silvinha Teles, entre outros.

PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
ÍCONES DO JAZZ: ANITA O´DAY” (série)
Dia 23 de fevereiro, segunda, às 23h
Horários alternativos: terça, às 3h e às 17h / quarta, às 11h / sábado, às 22h / domingo, às 17h

A série americana “Jazz Icons” traz apresentações memoráveis de ícones do jazz. O episódio desta semana é dedicado a Anita O’Day e traz dois de seus memoráveis shows: um na Suécia, em 1963, e outro na Noruega, em 1970. Ambos mostram a artista em ótima forma e são prova de que ela merece ser considerada uma das melhores cantoras de jazz ao lado de Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan e Billie Holiday. No repertório, músicas como “Sweet Georgia Brown”, “Let’s Fall In Love”, “A Nightingale Sang In Berkeley Square”, “Fly Me To The Moon”, “Honeysuckle Rose”, “On Green Dolphin Street”, “Tea For Two”.


TERÇAS DAS ARTES – 24/02

PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
“CONTATOS FOTOGRÁFICOS: HELMUT NEWTON” (série)
Dia 24 de fevereiro, terça, às 20h
Horários alternativos: quarta, à 0h e às 14h / quinta, às 8h
A série “Contatos Fotográficos” mostra a abordagem artística dos maiores fotógrafos contemporâneos. Por meio de uma série de imagens, o telespectador mergulha no mundo secreto da criação do artista. Na terça o protagonista é Helmut Newton. Mundialmente famoso por suas fotografias de moda desde os anos 70, Helmut é reconhecido como um mestre no seu gênero particular - meticulosamente encenado e glamouroso em cenários luxuosos que combinam sexo, dinheiro e poder. 


PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
ARQUITETURAS: MUSEU GUGGENHEIM BILBAO” (série)
Dia 24 de fevereiro, terça, às 20h30
Horários alternativos: quarta, à 0h30 e às 14h30 / quinta, às 8h30 / domingo, às 14h30

A série “Arquiteturas” traz para a tela do Curta! a história e curiosidades sobre algumas das mais importantes obras arquitetônicas do mundo. O episódio desta semana mostra o Museu Guggenheim Bilbao. Em 1997, a Fundação Guggenheim inaugurou um novo museu construído por Franck O' Gehry. Já conhecido por criar formas estranhas e desconexas, Franck desenhou um prédio proporcional à sua ambição: uma escultura monumental, caótica e abstrata.

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
“FIGURAS DA DANÇA: MÁRCIA HAYDÉE” (série)
Dia 24 de fevereiro, terça, às 21h
Horários alternativos: quarta, à 1h e às 15h / quinta, às 9h / sábado, às 14h30 / domingo, às 18h
O episódio da série de documentários dirigida por Sérgio Roizenblit e Inês Bogéa fala sobre Márcia Haydée. Consagrada mudialmente, a bailarina e coreógrafa brasileira é conhecida como “Maria Callas da Dança” por sua grande força interpretativa. Em sua carreira, atuou no Balé do Marquês de Cuevas (França), mas foi no Stuttgart Ballet (Alemanha), sob a direção de John Cranko, que no início dos anos 1960 ela se tornou musa do coreógrafo e foi revelada como grande intérprete e bailarina. Na década de 1970, após a morte de Cranko, Márcia assumiu a direção da companhia, onde ficou durante 20 anos. Atualmente com 77 anos, a bailarina trabalhou ao lado de grandes nomes da dança como Richard Cragun, Rudolf Nureyev, Jorge Donn, Maurice Bejárt e John Neumeier.


PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
PINDORAMA - A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS SETE ANÕES” (documentário)                                                                     
Dia 24 de fevereiro, terça, às 21h30
Horários alternativos: quarta, à 1h30 e às 15h30 / quinta, às 9h30 / sábado, às 15h / domingo, às 10h

Sete irmãos. Sete anões.  Charles, Zuleide, Gilberto, Cleide, Rogério, Claudio e Lobão são descendentes de Pindoba, o menor e mais engraçado palhaço do mundo. Juntos eles formam o circo Pindorama, uma trupe que circula pelo sertão nordestino, despejando alegria, risos e conquistando os corações do Brasil. Dirigido por Roberto Berliner, Lula Queiroga e Leo Crivellare, o documentário foi vencedor na categoria “Melhor Filme” no 2º Festival Brasileiro de Cinema de Toronto, e mostra como é a vida dessa peculiar família.

PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
“O SÉCULO STANISLAVSKI: PARTE 2” (série)
Dia 24 de fevereiro, terça, às 23h
Horários alternativos: quarta, às 3h e às 17h / quinta, às 11h / sábado, às 8h / segunda, às 4h
A série conta um pouco mais sobre Konstantin Stanislavski, que foi o fundador lendário do Teatro de Arte de Moscou. O segundo episódio mostra o desgaste do ator após oito anos de trabalho árduo com produções. Cansado de estar longe da área criativa, ele começou a formar seu próprio manual para a interpretação, com um estudo minucioso de técnicas para o ator.


QUARTAS DO CINEMA – 25/02

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE ESTREIA
A VIDA É CURTA! – “UM OUTRO ENSAIO”, “QUAL QUEIJO VOCÊ QUER” E “ALUGA-SE” (filme)
Dia 25 de fevereiro, quarta, às 20h
Horários alternativos: quinta, à 0h e às 14h / sexta, às 8h / sábado, às 12h / domingo, às 6h
      
A faixa “A Vida é Curta” exibe três curtas-metragens de diretoras de diversos cantos do Brasil. Nesta quarta é a estreia de “Um Outro Ensaio”. A produção é dirigida pela pernambucana Natara Ney e mostra um casal apaixonado que supera as barreiras da vida. A mulher ficou cega em um acidente e tenta se esconder do mundo na vasta escuridão. Seu parceiro, no entanto, tenta ser o melhor companheiro possível. Em seguida é a vez do premiado “Qual Queijo Você Quer?”, que foi o primeiro trabalho profissional no roteiro e direção da catarinense Cíntia Bittar. A comédia dramática foi rodada em 2010 e mostra uma discussão entre um casal de senhores após o marido pedir à mulher que compre um queijo. Na briga, os dois falam sobre a convivência, os planos que não realizaram e os sonhos que não viveram. O curta faturou mais de 20 prêmios nacionais e internacionais. Para encerrar a faixa, o telespectador confere “Aluga-se”, de Marcela Lordy.  O personagem principal é a cidade de São Paulo, onde se passa a história de um casal. A partir disso, fala sobre especulação imobiliária, verticalização da cidade, gentrificação e, por fim, a percepção do espaço público como uma tradução de nós mesmos. O elenco conta com o ator Paulo Tiefenthaler.

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO LIVRE
CRÍTICO (documentário)
Dia 25 de fevereiro, quarta, às 21h
Horários alternativos: quinta, à 1h e às 15h / sexta, às 9h / domingo, à 0h e às 18h30
Com direção de Kleber Mendonça Filho, o documentário segue os questionamentos de quem está situado na indústria cultural tanto como cineasta, como também observador da arte e da indústria do audiovisual. Os registros começaram em 1998 e seguiram até 2007, ocorridos no Brasil, Estados Unidos e Europa, com cineastas e críticos do mundo inteiro. Trata-se de uma janela para uma arte cada vez mais julgada por mecanismos de mercado e que luta para permanecer humana tanto no fazer, como no observar.

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS
CURTA! RELÂMPAGO: “Ser Tão Cinzento” (documentário)
Dia 25 de fevereiro, quarta, às 22h30
Horários alternativos: quinta, às 2h30 e às 16h30 / sexta, às 10h30 / domingo, às 5h30

“Ser Tão Cinzento”, com direção de Henrique Dantas, é uma recriação da memória do filme "Manhã Cinzenta", do cineasta autodidata Olney São Paulo. O filme de Olney foi uma das mais belas e contundentes obras cinematográficas produzidas sobre o período da Ditadura Militar.

 PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS
FILMES QUE MARCARAM ÉPOCA: “LE PÈRE NOËL EST UNE ORDURE” (série) 
Dia 25 de fevereiro, quarta, às 23h
Horários alternativos: quinta, às 3h e às 17h / sexta, às 11h / sábado, às 23h / domingo, às 16h
A série francesa traz documentários que revelam os bastidores de clássicos do cinema. Neste episódio, ela revisita “Le Père Noël Est Une Ordure”, de Jean-Marie Poiré, em 1981. A história se passa na véspera de Natal, na sede de uma empresa de atendimento telefônico ao suicida. Enquanto um homem desesperado tenta se matar, todos os tipos de personagens aparecem no escritório. O filme é baseado na peça homônima, produzida pela companhia de teatro "Le Splendid", que já havia passado pelo cinema com o grande sucesso de 1978, "Les Bronzés".


QUINTAS DO PENSAMENTO – 26/02

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS
“POR QUE A GENTE É ASSIM?: EDUCAÇÃO” (série)
Dia 26 de fevereiro, quinta, às 20h
Horários alternativos: sexta, à 0h e às 14h / sábado, às 13h30 / domingo, às 7h30 / segunda, às 8h
A série “Por que a Gente é Assim” aborda os valores que norteiam as escolhas dos brasileiros. O tema central desta quinta faz um balanço sobre a situação da educação no país. Arthur Dapieve é o mediador do debate iniciado por “Sala Escura” (2010), de Luiz Ferraz e Guilherme Aguilar. A partir dele, o professor e diretor de teatro Amir Haddad questiona a pouca claridade característica de alguns locais de ensino. A obra de Bruno Assis, “Na Canoa para Aprender” (2011), oferece, de acordo com a antropóloga Regina Novaes, um novo modelo de aprendizagem. Por fim, “Os Animais” (2011), assinado por Gustavo Beck e Ernesto Gougain, aprofunda a discussão explorando a relação entre pais e filhos durante os estudos.

PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS
“VIVER COM CAMUS” (documentário)
Dia 26 de fevereiro, quinta, às 20h30
Horários alternativos: sexta, à 0h30 e às 14h30 / sábado, às 16h30 / domingo, às 8h30 / segunda, às 8h30

Albert Camus é considerado o escritor francês do século XX mais lido mundialmente. Os admiradores de Camus formam uma grande "comunidade", que ultrapassa fronteiras. Um grupo animado e improvável, que conta com pessoas de diferentes caminhos da vida, como cantores (The Cure, Patti Smith), um padre Bretão, um abolicionista americano, um procurador de Chicago, um calígrafo japonês e uma dançarina de Yaoundé.

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO 10 ANOS
“CURTA! RELÂMPAGO: BOCA A BOCA” (filme)
Dia 26 de fevereiro, quinta, às 23h30
Horários alternativos: sexta, às 3h30 e às 17h30 / segunda, às 11h30

Boca a Boca” mostra João e Maria em um dilema. Em uma adaptação literária de um conto de Luis Fernando Veríssimo, o curta-metragem de Allan Ribeiro mostra a rejeição da dupla com seus amigos. Eles inventam desculpas para não almoçarem com o grupo, mas sem que percam a dignidade.


SEXTAS DA SOCIEDADE – 27/02

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO 12 ANOS
“JANGO” (documentário)
Dia 27 de fevereiro, sexta, às 20h
Horários alternativos: sábado, à 0h30 / domingo, às 3h15 e às 21h45 / segunda, às 13h30 / terça, às 7h30

Sexta maior bilheteria da história do cinema brasileiro, o documentário Jango, de Silvio Tendler, fala do período em que João Goulart permaneceu à frente da Presidência do Brasil (1961-1964). Com narração de José Wilker, ele refaz a trajetória política do ex-presidente e traz detalhes do golpe militar que interrompeu seu mandato, falando também dos movimentos de resistência à ditadura. Para isso, Tendler usa imagens de arquivo e entrevistas com importantes personalidades políticas como Afonso Arinos, Leonel Brizola, Celso Furtado, Frei Betto e Magalhães Pinto, entre outros. A produção ganhou o Troféu Margarida de Prata, da CNBB (1984), os prêmios especial do júri, do público e de melhor trilha-sonora do Festival de Gramado (1984) e prêmio especial do júri no Festival de Havana (1984).

PROGRAMA NACIONAL CLASSIFICAÇÃO 10 ANOS
“VERDADE 12.528” (documentário)
Dia 27 de fevereiro, sexta, às 22h30
Horários alternativos: sábado, às 3h / domingo, à 1h30 e às 20h / segunda, às 16h / terça, às 10h

O documentário de Paula Sacchetta e Peu Robles fala sobre a Ditadura Militar e suas consequências de como lidar com este momento obscuro da História brasileira. E ainda questiona como é possível manter viva a memória dos que tombaram neste período. O filme também destaca o trabalho da Comissão da Verdade e o que a população espera dela.

PROGRAMA INTERNACIONAL CLASSIFICAÇÃO 10 ANOS
“RÁDIO BIKINI” (documentário)
Dia 27 de fevereiro, sexta, às 23h30
Horários alternativos: sábado, às 4h / domingo, às 12h / segunda, às 17h / terça, às 11h
Em 1946, os Estados Unidos evacuaram as Ilhas Bikini, no Pacífico Central, para testar os efeitos de bombas atômicas sobre navios. Uma frota de dezenas de navios japoneses e alemães capturados na Guerra, e mais alguns americanos, obsoletos, foi montada especialmente para o teste. Para documentar a operação, que também tinha a função de propaganda do poderio militar americano, foram utilizados equipamentos equivalentes a onze produções de Holywood na época.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO