Futura: Cine Conhecimento apresenta “Gordo, Calvo e Baixo”, de Carlos Osuna, no dia 12/3


No domingo, 13/3, o filme será "Medianeras - Buenos Aires na era do amor virtual", dirigido por Gustavo Taretto

 

No próximo sábado, 12/3, às 22h, o Futura exibe "Gordo, Calvo e Baixo", do cineasta Carlos Osuna. A trama gira em torno da vida de Antônio, que parece ser muito injusta. Sua sorte talvez esteja mudando, desde que entrou para um grupo de autoajuda.

No domingo, 13/3, às 22h, é a vez de "Medianeiras – Buenos Aires na era do amor virtual", do cineasta Gustavo Taretto. A trama conta a relação entre Mariana, Martin e a cidade. Os dois vivem na mesma quadra, em apartamentos vizinhos, mas nunca se encontraram. Eles se cruzam sem saber da existência do outro e a cidade que os coloca juntos é a mesma que os separa.

Além da exibição dos filmes, o Cine Conhecimento transmite ao público informações sobre as obras, como detalhes de produção, história, curiosidades, premiações, perfil de profissionais e análise de linguagens, a fim de compreender comportamentos e diferenças culturais. Os comentários são apresentados por Lorena Calábria com a participação de convidados: a cineasta Laís Bodanzki e o crítico de cinema e DJ Marcelo Janot.

 

CONFIRA OS FILMES DA SEMANA NO CANAL FUTURA:

 

12/03, sábado, 22h

GORDO, CALVO E BAIXO

Direção: Carlos Osuna

Produção: Colômbia (2011)

Álvaro Bayona, Fernando Arevalo, Jairo Camargo

A vida de Antônio parece muito injusta. No trabalho nada acontece, os colegas estão sempre provocando e ele não costuma se dar muito bem com as mulheres. Mas a sorte de Antônio talvez esteja mudando: ele agora participa de um grupo de autoajuda e, além disso, o novo chefe da empresa se parece muito com ele.

 

13/03, domingo, 22h

MEDIANERAS - BUENOS AIRES NA ERA DO AMOR VIRTUAL

Direção: Gustavo Taretto

 

Produção: Espanha , Argentina , Alemanha (2011)

Com Javier Drolas, Pilar López de Ayala, Inés Efron

Mariana, Martin e a cidade. Os dois vivem na mesma quadra, em apartamentos um de frente para o outro, mas nunca conseguem se encontrar. Eles se cruzam sem saber da existência do outro. Ela sobe as escadas, ele desce as escadas; ela entra no ônibus, ele sai do ônibus. Eles frequentam a mesma videolocadora, sempre com um stand de filmes os separando. Eles sentam na mesma fileira em um cinema, mas a sala é escura. A cidade que os coloca juntos é a mesma que os separa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”