SescTV mostra a fusão de diferentes estilos musicais no encontro do pianista norte-americano Kevin Hays e do pandeirista brasileiro Sergio Krakowski

 

Os músicos participam de documentário e shows inéditos, no dia 15/01, domingo, a partir das 21h



Foto: Piu Dip.

 

Que tipo de som surge quando dois artistas de culturas e estilos diferentes se encontram? Um documentário da série Passagem de Som e um show da série Instrumental Sesc Brasil propõe uma resposta possível ao regristrar o encontro, no Brasil, do pianista e compositor nova-iorquino Kevin Hays e o pandeirista e compositor carioca Sergio Krakowski.  No primeiro, os artistas falam sobre a parceria dos dois, suas musicalidades e inspirações; e, no segundo, apresentam repertório autoral e de clássicos da música brasileira. Com direção geral de Max Alvim, as produções estreiam no dia 15/1, domingo, a partir das 21h, no SescTV (assista também em sesctv.org.br/avivo).Ser

 

Krakowski começou a tocar pandeiro com 15 anos e aos 18 já frequentava rodas de choro, no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. Hoje, com 37 anos de idade e 21 de carreira, tem como referências os percussionistas Marcos Suzano e o Jorginho do Pandeiro. Já Hays, 48 anos, possui reconhecimento internacional e é considerado um dos pianistas de jazz mais importantes de sua geração. O gosto pela música brasileira o fez aceitar o convite do carioca - que vive há três anos em Nova Iorque - para fazerem juntos uma turnê pelo Brasil, em 2016, além de participações no documentário e no show exibidos pelo SescTV.

 

Passagem de Som mostra a visita dos instrumentistas ao Espaço Uirapuru, na capital paulista, um lugar dedicado à música. Ali conversam com Luiz Araújo Amorim, o "Luizinho 7 Cordas" - um dos mais relevantes violonistas de choro e de samba - e com a dupla Prettos, formada pelos irmãos Magnu Sousá e Maurilio Oliveira, integrantes do Quinteto em Branco e Preto. A produção ainda exibe conversa dos músicos com o pianista Rafa Castro.

 

Krakowski recorda quando chegou com Hays ao Rio de Janeiro e logo o levou para uma roda de samba no bairro Andaraí. O norte-americano comenta que já tinha ouvido o ritmo antes, mas nada se compara ao que experimentou naquele dia. "Escutar o samba, sentir a força dele na comunidade, eu nunca conheci nada assim". Fã de compositores brasileiros, como Tom Jobim, Caetano Veloso e Guinga, ele não esconde sua admiração por Milton Nascimento. O nova-iorquino conta que fez uma música inspirada e dedicada ao artista mineiro.

 

Intitulada Milton, a composição está no repertório do show da série Instrumental Sesc Brasil,  que o canal exibe na sequência. Além, dessa, Kevin Hays e Sergio Krakowski tocam músicas de seus álbuns recentes: Pássaros – The Fundation of the Island, que o brasileiro gravou em formação jazzística com Vitor Gonçalves, no piano, e Todd Neufeld, na guitarra; e North, CD do norte-americano junto com Rob Jost, no baixo, e Greg Joseph, na bateria. I Love Her, de John Lennon e Paul McCartney, Senhorinha, de Guinga, e Leãozinho, de Caetano Veloso, também estão no espetáculo.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho