Globo, GloboNews e SporTV são premiados no Festival de Filme e Televisão de New York 2017


 

As emissoras receberam 14 medalhas – 3 ouros, 5 pratas e 6 bronzes – em festival internacional que reconhece as melhores criações da TV mundial

 

Na noite desta terça-feira, 25 de abril, em Las Vegas, nos Estados Unidos, programas e projetos da Globo, GloboNews e do SporTV foram premiados no Festival de Filme e Televisão de New York, que reconhece os melhores do mundo nas campanhas de publicidade e programação. As emissoras subiram ao palco 14 vezes, depois de conquistar 3 medalhas de ouro, 5 medalhas de prata e 6 de bronze. O júri, formado por especialistas renomados da indústria, selecionou inscritos de mais de 40 países e, das 27 indicações brasileiras, 25 foram do Grupo Globo.

 

O departamento de Arte e Ilustração do Jornalismo e Esportes da TV Globo foi premiado com quatro medalhas, sendo três delas pelo projeto do Estúdio Olímpico montado no coração do Parque Olímpico nos Jogos Rio 2016: um ouro pelo melhor uso da tecnologia, uma prata por melhor design e direção de arte e mais uma prata por melhor inovação, o terceiro ano consecutivo em que o departamento é premiado nesta categoria. A área recebeu ainda um bronze pela abertura do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, em 2015. "Esse é o terceiro ano consecutivo em que somos premiados, mas foi especial, pois dessa vez ganhamos quatro medalhas e dois certificados de participação. Foi especial também porque foi o resultado do trabalho integrado de várias áreas da Globo. Esporte, Jornalismo, Tecnologia e Infraestrutura dedicaram empenho e talento para conseguirmos essa conquista. O primeiro e mais importante prêmio foi o reconhecimento do público e esse agora vem aumentar mais ainda nossa satisfação", comemorou Alexandre Arrabal, diretor de Arte e Ilustração do Jornalismo e Esportes.

 

O Esporte da Globo foi duplamente premiado: recebeu uma medalha de prata pelo documentário sobre o terremoto do Nepal e um bronze pelo 'Planeta Extremo' sobre a ultramaratona no Deserto do Atacama, no Chile. Clayton Conservani e Carol Barcellos, que estavam a frente dos dois programas, dedicaram os prêmios aos colegas de trabalho mortos no acidente com o avião da Chapecoense no final do ano passado. Entre as vítimas da tragédia, estava Ari Jr, cinegrafista do 'Planeta Extremo' que participou das duas coberturas.

 

O SporTV recebeu sete medalhas no festival: um ouro pela série "Eu me movo", uma coprodução com a Sentimental Filmes, duas pratas e quatro bronzes pela cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, incluindo arte, vinhetas, estúdio e transmissão.  

 

A GloboNews foi premiada com uma medalha de ouro para o documentário 'Síria em Fuga', em que o repórter Gabriel Chaim e a editora Marita Graça retratam a destruição em Aleppo, a segunda maior cidade da Síria, com depoimentos de rebeldes que lutam contra o governo de Bashar al-Assad. O documentário terá nova reexibição na GloboNews na próxima segunda-feira, dia 01º de maio, às 19h05.

 

Além da Globo, GloboNews e SporTV, o Canal Futura também recebeu uma medalha de prata pelo documentário "Não saia hoje", uma coprodução com a Modo Operante Produções. 

--
Line-UP - Divulgação de Programação e Distribuição de Canais de TV.
http://www.lineup.net.br
http://blog.lineup.net.br
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho