Reclamações registradas na Anatel caem 19,9% em abril


No mês de abril de 2017, foram registradas 258,8 mil reclamações na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), queda de 19,9% na comparação com abril de 2016.  Todos os principais serviços de telecomunicações apresentaram redução: a telefonia móvel, com 125,6 mil reclamações (-14,1%), a telefonia fixa, com 54,9 mil (-31,8%), a banda larga fixa, com 39,7 mil (-21,4%), e a TV por Assinatura, com 37,1 mil (-15,5%).

Reclamações sobre cobrança lideraram em abril de 2017 o total das queixas recebidas pela agência reguladora nos serviços de TV por Assinatura (46.47%), telefonia fixa (39,76%) e telefonia móvel pós-paga (53,79%). Na banda larga fixa a liderança ficou com as reclamações sobre qualidade do serviço (46,22%) e na telefonia móvel pré-paga foi relativa à créditos (49,52%).

Em segundo lugar no total das reclamações ficou a qualidade do serviço na TV por Assinatura (11,79%) e telefonia fixa (22,48%). E reclamações relativas às ofertas, como promoções e bônus, na telefonia móvel, pós-paga (9,43%) e pré-paga (14,31%). Na banda larga fixa, cobrança ocupou o segundo lugar (22,39%).

Cancelamento foi a terceira modalidade mais reclamada no mês de abril na TV por Assinatura (9,82%), telefonia fixa (6,95%) e telefonia móvel pós-paga (8,99%). Na banda larga o terceiro maior volume de reclamações foi relativo à instalação ou ativação (10,84%) e na telefonia móvel pré-paga foi qualidade (12,34%).

Empresas - Com exceção da TIM, que com 42,3 mil de reclamações em abril de 2017 apresentou aumento de 12,9% nos últimos 12 meses, todas as outras prestadoras na telefonia móvel registraram queda: Nextel, com 8,5 mil (-20,5%), Oi, com 15,9 mil (-33,5%), Claro, com 25,5 mil (-19,3%), e Vivo, com 33,1 mil (-21,8%).

Na telefonia fixa, todos os grupos acompanhados pela Agência apresentaram redução em abril de 2017 quando comparado com abril de 2016: Oi, com 30,3 mil reclamações (-38,5%), Vivo, com 16,4 mil (-23,9%) e NET/Claro, com 6,8 mil (-18,7%).

Na TV por Assinatura, todas as prestadoras registraram redução: Net/Claro, com 17,4 mil reclamações (-3,8%), Sky, com 13,4 mil (-24,6%), Oi, com 3,5 mil (-31,7%), e Vivo, com 2,6 mil (-3,4%).

Na banda larga fixa, unicamente a Net apresentou elevação nas reclamações em abril de 2017 quando comparado com abril do ano passado, com 6,6 mil (+12,8%). Oi registrou 18,1 mil reclamações (-33,5%) e Vivo 11,3 mil (-18,9%).

UFs -  De janeiro a abril deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, o Brasil registrou uma redução de 16,1% nas reclamações dos serviços de telecomunicações. De janeiro a abril de 2017 foram registradas 1.180,5 mil de queixas contra 1.407,7 mil de janeiro a abril de 2016.

Todos os estados brasileiros e o Distrito Federal apresentaram redução nas reclamações nos primeiros quatro meses deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. As quedas percentuais foram lideradas pelo Amapá (-34,6%), Amazonas (-34,0%) e Rio Grande do Sul (-33,8%). São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que são os estados que apresentam os maiores volumes de reclamações, registraram quedas de  -10,1%, -24,6% e -13,0% no volume de reclamações.

--
Line-UP - Divulgação de Programação e Distribuição de Canais de TV.
http://www.lineup.net.br
http://blog.lineup.net.br
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho