Relatos comoventes e inspiradores marcam o fim de semana da GloboNews


 

GloboNews Literatura, GloboNews Documentário "Filhos de Ruanda" e Diálogos da Esperança falam de superação, recomeço e diversidade

 

Histórias comoventes e inspiradoras de pessoas que, de maneiras diferentes, transformaram suas vidas e seu entorno, marcam a programação do fim de semana da GloboNews.  No sábado, dia 29, às 19h30, o 'GloboNews Literatura'faz um recorte especial da 15° edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que acontece até domingo. Uma das estrelas do evento deste ano, a ruandesa Scholastique Mukasonga, é entrevistada pela correspondente Elisabeth Carvalho na Normandia, onde mora. Scholastique teve a família dizimada na guerra de Ruanda e conseguiu reconstruir sua vida através da literatura. O programa traz ainda reportagens e entrevistas com outros destaques da programação da Flip, como a angolana Djaimilia Pereira de Almeida, o poeta de Juiz de Fora Edimilson de Almeida e a sul-africana Deborah Levy. Esta última lança no Brasil "Coisas Que Não Quero Saber", uma resposta a ensaios de George Orwell e, ao mesmo tempo, um diálogo com "Um Teto Todo Seu", de Virginia Woolf.  

 

Ainda no sábado, às 21h05, o 'GloboNews Documentário Filhos de Ruanda', mostra como vivem os milhares de ruandeses afetados pela guerra étnica entre tutsis e hutus, na década de 1990, que culminou no genocídio de mais de 800 mil pessoas. Durante uma semana, a repórter Ana Terra Athayde percorreu Kigali, capital do país, para registrar imagens e relatos de ruandeses que cresceram enquanto suas famílias e o país se recuperavam do massacre, um dos piores do século XX.  São histórias que carregam as marcas do genocídio, mas que principalmente mostram uma nova Ruanda. O documentário acompanha o estudante universitário Serge Nors durante uma manhã de umuganda, um mutirão obrigatório que reúne ruandeses de diferentes origens uma vez por mês. Ele conta como funciona o trabalho comunitário e lembra o importante papel que a tradição teve durante o processo de reconciliação, colocando lado a lado genocidas e parentes de suas vítimas e incentivando o perdão. 'Filhos de Ruanda' também traz o relato da empreendedora Christelle Kwizera, que lidera uma empresa aos 23 anos e é um exemplo do protagonismo das mulheres na sociedade em que vive.

 

No domingo, dia 30, às 21h05, acontece o segundo debate 'Diálogos da Esperança – Como vai você, jovem brasileiro?'. Apresentado por Pedro Bial, o programa reúne uma plateia formada por jovens, jornalistas, formadores de opinião e ativistas em torno de temas relacionados à diversidade. Uma conversa sobre racismo, identidade de gênero e respeito às pessoas com deficiência reúne Gabriela Moura, do coletivo 'Não me Khalo', o youtuber Murilo Araújo, a mobilizadora social Bruna Waitman e o professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, André Lázaro. Assim como no primeiro debate – que teve a educação como tema –, os mobilizadores do 'Criança Esperança', Lázaro Ramos, Leandra Leal, Dira Paes e Flavio Canto contribuem com a discussão, ressaltando a importância do respeito à diversidade, seja qual for a natureza da diferença, e alertando para os efeitos da violência motivada pelas singularidades.    

 

Foto1: A repórter Elisabeth Carvalho e a escritora Scholastique Mukasonga, na Normandia.

Crédito: Globo

Foto 2 e 3: Imagens do documentário 'Filhos de Ruanda'

Crédito: Globo

Foto 4: Pedro Bial no 'Diálogos da Esperança – Como vai você, jovem brasileiro?'

Crédito: Globo/ Marcos Rosa


--
Line-UP - Divulgação de Programação e Distribuição de Canais de TV.
http://www.lineup.net.br
http://blog.lineup.net.br
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REPÓRTER POLICIAL REVELA INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE CASOS DE GRANDE REPERCUSSÃO

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

GNT começa 2017 com documentários inéditos