Twitter lança estratégia de esportes


Assunto é tema de milhares de conversas que conectam todos os dias torcedores, atletas, times, produtores de conteúdo e marcas na plataforma

O esporte, nas mais diversas modalidades, é um dos principais temas de interesse no Twitter no Brasil. O assunto motiva conversas intensas e apaixonadas que conectam diariamente torcedores, atletas, times, produtores de conteúdo e marcas no Twitter: 80% dos brasileiros na plataforma se interessam por esportes. Desde o início de 2016 até o fim de junho de 2017, foram contabilizados 217 milhões de Tweets sobre o assunto no país. Esses e outros dados foram apresentados pelo Twitter em um evento realizado nesta segunda-feira (10) no Museu do Futebol, em São Paulo, que mostrou a relevância do esporte como tema de engajamento.

Da esq. para direita: Pitter Rodriguez, diretor de parcerias de esportes do Twitter para a América Latina; José Colagrossi, diretor-executivo do Ibope Repucom; Marinalva Almeida, atleta paralímpica; Márcio Moron, VP de produção dos canais FOX Sports; Daniel Orlean, vice-presidente de Marketing do Flamengo; Cadu Aun, diretor comercial do Twitter Brasil; e Fiamma Zarife, diretora-geral do Twitter Brasil

"O interesse dos brasileiros vai muito além do futebol, também envolve eSports, outros esportes coletivos e modalidades norte-americanas. O Twitter é a arquibancada mais diversa do Brasil, reunindo torcidas, clubes e ídolos, por exemplo, em torno de uma paixão comum a todos", afirma Pitter Rodriguez (@pitrodriguez), diretor de parcerias de esportes do Twitter para a América Latina. "Temos uma audiência influenciadora, que mobiliza conversas muito além de seu círculo social, e um conteúdo de qualidade que se traduz em conversas que se espalham e extrapolam a plataforma, chegando à TV, ao rádio, aos sites e outras plataformas digitais. Além disso, nosso conteúdo é brand-safe. Ou seja, as marcas sabem exatamente com quais conteúdos vai interagir quando fazem uma ação na plataforma", acrescenta.

No primeiro trimestre de 2017, o Twitter transmitiu globalmente mais de 800 horas de conteúdo premium ao vivo, com cerca de 300 parceiros, como emissoras de TV, sendo a grande maioria relacionada a esportes e voltada ao público jovem, uma vez que 75% dos consumidores no Twitter têm menos de 35 anos.

Evento do Twitter Brasil realizado ontem (10) no Museu do Futebol, em São Paulo

Dados mostram que o Brasileirão é o segundo campeonato nacional mais Tweetado do mundo. O Brasil também se destaca em outros esportes: o país é o que mais Tweeta sobre NFL (Liga Nacional de Futebol Americano) fora da América do Norte, o quarto país que mais falou sobre NBA na última temporada e o segundo que mais Tweetou sobre eSports em 2016, atrás apenas dos EUA.

"É incrível como as conversas que começam no Twitter se transformam em notícia rapidamente, repercutindo nos diversos meios. Sabendo dessa característica, procuramos explorar ao máximo o potencial da plataforma. O perfil do Flamengo possui o maior engajamento entre os clubes na América Latina e está em oitavo lugar no mundo", diz Daniel Orlean (@orlean), vice-presidente de Marketing do Flamengo.

Durante o evento, Orlean falou sobre a estratégia adotada pelo clube, que tem feito os seus principais anúncios primeiramente no Twitter, além de engajar diariamente em conversas com contas de outras modalidades esportivas, parceiros, patrocinadores, atletas e torcedores do time. Recentemente, o rubro-negro fez em seu perfil no Twitter (@Flamengo) uma enquete para escolher o nome do estádio Luso-Brasileiro que está sendo usado nos jogos do clube nesta temporada. Além disso, as contratações de jogadores como Diego, Geuvânio, Éverton Ribeiro e Dario Conca também foram anunciadas pela plataforma.

"Para nós é muito gratificante participar de um evento como case. Nosso investimento e foco na área digital é muito intenso e segue procurando inovações, formas e meios de aproximar, informar e entreter o público, focando sempre na integração com on air", afirma Márcio Moron (@mmoron), VP de produção dos canais FOX Sports.

Para a atleta paralímpica Marinalva Almeida (@marialmeidaof), o Twitter é uma poderosa ferramenta para saber quais são os interesses de seus fãs e seguidores. "Costumo falar sobre o que as pessoas querem ouvir. São elas que me mostram quais são seus interesses, e é partir daí que entro na conversa. Acho importante usar o Twitter como ferramenta de contribuição entre as pessoas, seja na troca de ideias ou no debate de temas importantes como esporte e superação", diz ela.

Segundo levantamento apresentado pelo IBOPE Repucom, as 40 maiores contas de times do futebol brasileiro no Twitter somam mais de 38 milhões de seguidores. "Esporte e social media são, sobretudo, um exercício de paixão, o que oferece às marcas inúmeras possibilidades de ativação de conteúdo patrocinado", afirma José Colagrossi (@JColagrossiNeto), diretor-executivo do Ibope Repucom.

De acordo com Cadu Aun (@cadu_aun), diretor comercial do Twitter no Brasil, diversas marcas já aproveitam de forma criativa e consistente as conversas sobre esportes na plataforma para se conectar com os consumidores. "O perfil do Twitter, que conecta os mais diversos pontos de vista do esporte, como atletas, clubes, fãs e produtores de conteúdo, em conversas com conteúdo relevante e que se espalham rapidamente, é um diferencial para que marcas e anunciantes possam se apropriar do território esportivo e transmitir suas mensagens de maneira assertiva", afirma.

--
Line-UP - Divulgação de Programação e Distribuição de Canais de TV.
http://www.lineup.net.br
http://blog.lineup.net.br
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REPÓRTER POLICIAL REVELA INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE CASOS DE GRANDE REPERCUSSÃO

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

GNT começa 2017 com documentários inéditos