A&E estreia a produção nacional FDP

 

Série acompanha a história de um juiz de futebol, que sonha em apitar a final da Copa do Mundo, mas tem de lidar com as muitas derrotas em sua vida pessoal

 

 

Estreia: 20/10, sexta-feira, 23h15

 

 

 

A&E apresenta a série nacional FDP. A produção acompanha a história do juiz de futebol Juarez Gomes da Silva, que é convocado para a Taça Libertadores da América e sonha apitar a final da Copa do Mundo. No entanto, sua vida pessoal é cheia de derrotas. Uma delas é seu casamento com Manuela, mãe de seu filho Vini, desfeito por causa de uma traição.

 

A vida de Juarez não é fácil, tanto dentro como fora dos gramados, mas ele não deixa a bola cair e enfrenta tudo com humor. É considerado um árbitro correto e tecnicamente bom, apesar dos altos e baixos nas situações e emoções. Em 13 episódios, FDP conta com a participação especial de jogadores e especialistas em futebol.

 

O elenco de FDP é composto por Eucir de Souza (Juarez), Cynthia Falabella (Manuela), Victor Moretti (Vini), Maria Cecília Audi (Rosali), Paulo Tiefenthaler (Carvalhosa, o bandeirinha), Gustavo Machado (Rui), Fernanda Franceschetto (Vitória) e Saulo Vasconcelos (Serjão), entre outros. A série é uma produção da Prodigo Filmes para a HBO; tem roteiro de José Roberto Torero e Marcus Pimenta, e direção geral de Adriano Civita.

 

A&E exibirá dois episódios por semana, às sextas-feiras.

 

No episódio de estreia, Juiz x juiz, depois de ter sido chutado para fora de casa por causa de uma traição, Juarez Gomes da Silva, juiz de futebol, disputa judicialmente com sua ex-esposa Manuela a guarda de seu filho Vini. Para complicar a situação, o juiz de Direito, encarregado do julgamento e torcedor fanático de um dos times da partida que Juarez vai apitar, dá a entender que o resultado do jogo vai influenciar sua decisão no tribunal.

 

Em seguida, em A mãe, sem dinheiro para continuar no flat, Juarez volta a morar com a mãe e passa a conviver com o namorado dela, o argentino Guzmán, torcedor de um dos times da partida que ele vai apitar. Como resultado de sua boa fase, Juarez é convidado pelo cartola Caponero para apitar a Taça Libertadores da América, sua maior conquista profissional.

 

Sobre os personagens:

 

Juarez (Eucir de Souza)

Juarez Gomes da Silva nasceu no Brás, em São Paulo, e passou sua infância e adolescência no bairro e na vizinha Mooca. Filho de Giuliano, mestre de bateria de escola de samba, falecido logo após o nascimento do filho, e de Rosali, guarda de trânsito aposentada. Atualmente, Juarez é árbitro da Federação Paulista de Futebol e o Clube Atlético Juventus é seu time do coração. Do tipo família, está separado da esposa Manuela e tem um filho chamado Vini. Considerado um árbitro correto e tecnicamente bom, sempre foi preterido por outros na hora de apitar jogos importantes. Seu sonho mais próximo é apitar na Libertadores e o distante, e maior, numa Copa do Mundo.

 

Manuela (Cynthia Falabella)

Manuela Moura da Silva é a ex-mulher de Juarez. Bióloga marinha, faz o tipo hippie chique, gosta de sair com as colegas de trabalho e é franca e desinibida. Fidelidade, pra ela, é questão primordial e, apesar de ter recebido vários convites de colegas de trabalho, nunca cedeu à tentação de trair Juarez. Alegre e mãe dedicada, é extremamente ética e correta. Mãe de Vini, Manuela não tem medo dos problemas e gosta de encorajar os que estão  à sua volta.

 

Vini (Victor Moretti)

Vinícius Moura da Silva é filho de Juarez e Manuela. Com uma vida social animada, ele vai sempre às festinhas dos colegas e gosta de esportes. Dócil, ele puxou mais o temperamento do pai do que o da mãe, mas é bastante teimoso.

 

Carvalhosa (Paulo Tiefenthaler)

Nascido em Niterói, Romeu Carvalhosa é bandeirinha e o melhor amigo de Juarez e mais velho que ele. Filho de imigrantes espanhóis, falsificou os documentos para continuar apitando. Divertido, é do tipo que leva uma vida social agitada, que faz gracinhas para as balconistas e chama os garçons pelo nome. Tem relações históricas com prostitutas e é padrinho dos filhos de algumas.

 

Rosali (Maria Cecília Audi)

A baiana Rosali Gomes da Silva veio para São Paulo quando era criança e é mãe de Juarez (avó de Vini, portanto). Guarda de trânsito aposentada, ela só fez o primário e adora futebol. Rosali sai bastante e está sempre disposta a tudo. Boa avó, porém, recusa-se a fazer o papel convencional da boa velhinha e tem até um namorado. Tem pavio curto e é hipocondríaca.

 

Guzmán (Adrian Verdaguer)

O argentino Guzmán veio para o Brasil em 2000. Namorado de Rosali, por quem é completamente apaixonado, ele tem um forte sotaque e é funcionário aposentado dos correios. Atualmente, vive da aposentadoria e é torcedor do Santelmo. Guzmán vive cada minuto como se fosse o último.

 

Ladislau Caponero (Carlos Meceni)

Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Ladislau Caponero é brasileiro, filho de imigrantes poloneses e italianos. Advogado, é casado com a rica Isadora, que já não lhe dá tanto prazer quanto ele gostaria.

 

Vitória da Matta (Fernanda Franceschetto)

Vitória nasceu em Santo André, São Paulo, é bandeirinha e sabe que a atração sexual que exerce sobre os homens é fundamental para o seu sucesso. Liberal e criativa, vai sempre direto ao ponto para conseguir o que quer. É torcedora do Esporte Clube Santo André.

 

Sérgio Balado (Saulo Vasconcelos)

Sérgio é bandeirinha e amigo de Juarez, ao lado de quem sempre atua, tal qual Carvalhosa. Gay não assumido, é discreto e chama a atenção pelo seu temperamento de machão. Faixa preta de tae-kwon-do, adora cozinhar.

 

Rui Zwiebel (Gustavo Machado)

Advogado e namorado da Manuela, ex-esposa de Juarez, Rui nasceu e cresceu em São Paulo. Dono de um patrimônio razoável, cursou a conceituada Faculdade do Largo de São Francisco, é ambicioso e pretende subir na profissão. Torcedor do Pauliceia.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REPÓRTER POLICIAL REVELA INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE CASOS DE GRANDE REPERCUSSÃO

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

GNT começa 2017 com documentários inéditos