Globo concorre hoje em duas categorias do Emmy Internacional de Jornalismo


 

Jornalistas da emissora participam, em Nova York, da entrega de medalhas para os indicados

 

A Globo concorre hoje em duas categorias do Emmy Internacional de Jornalismo 2017, que será entregue no Jazz at Lincoln Center, em Nova York. Na categoria "Atualidade", a Academia Internacional de Artes e Ciências da Televisão escolheu como finalista o 'Globo Repórter', com o programa 'Arte como Passaporte'. O 'Jornal Nacional' foi indicado em "Notícia", pela cobertura do escândalo envolvendo o nadador americano Ryan Lochte durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. No início desta tarde, jornalistas da emissora participaram da cerimônia de entrega de medalhas para os indicados do ano.

 

Emoção e superação são os ingredientes principais de 'Arte como Passaporte', que concorre com produções da Malásia, Reino Unido e Suécia. No programa, exibido em junho de 2016, o 'Globo Repórter' mostrou como a arte mudou a vida de jovens de comunidades pobres brasileiras, que venceram dificuldades e estão brilhando no Brasil e no exterior. "Esse programa tem significado especial para mim, pois marca minha volta ao Brasil depois de uma temporada como correspondente em Londres, e ao 'Globo Repórter', programa pelo qual tenho grande carinho e onde fiz minhas primeiras matérias na televisão. É evidente a preocupação com os detalhes, a sensibilidade na captação das imagens, na edição e na finalização. É um belo trabalho em conjunto. A indicação deve ser comemorada", diz Renato Machado, que representa o programa em Nova York ao lado da chefe de redação Mônica Maria Barbosa.

 

Já o jornalismo investigativo do 'Jornal Nacional' foi reconhecido por desvendar uma das maiores mentiras dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Dias depois de conquistar a medalha de ouro no revezamento 4x200m livre, o nadador americano Ryan Lochte disse que tinha sido assaltado à mão armada na saída de uma festa. A imprensa mundial repercutiu e relacionou o fato a problemas de segurança da capital fluminense. Porém, como noticiou o JN, imagens de câmeras de segurança de um posto de gasolina e a investigação policial provaram que o atleta inventou toda a história para se livrar de uma confusão armada por ele mesmo. Os adversários na categoria "Notícia" são reportagens do Reino Unido, de Israel e das Filipinas. O diretor-geral de jornalismo da Globo, Ali Kamel; a apresentadora e editora-executiva do JN, Renata Vasconcellos; o diretor da editoria Rio, Miguel Athayde; o chefe de reportagens investigativas da editoria Rio, Tyndaro Menezes; e o correspondente Felipe Santana estão em Nova York para acompanhar a premiação.

 

A Globo já acumula 16 prêmios Emmy. O primeiro foi em 1976, quando Roberto Marinho recebeu o troféu de "Personalidade Mundial da Televisão". Em 1981, o musical 'A Arca de Noé' ganhou em "Arte Popular". No ano seguinte, foi a vez de 'Morte e Vida Severina', na mesma categoria. Roberto Marinho recebeu novamente o prêmio de "Personalidade Mundial da Televisão" em 1983. Em 2009, o Emmy de "Melhor Novela" foi para 'Caminho das Índias'. Em 2011, a emissora venceu mais uma vez na categoria, com 'Laços de Sangue', coprodução com a SIC, exibida em Portugal. No mesmo ano, no Emmy Internacional de Jornalismo, a Globo foi premiada pela cobertura do 'Jornal Nacional' sobre a invasão do Complexo do Alemão. Em 2012, duas estatuetas foram conquistadas com as produções 'O Astro', como "Melhor Novela", e 'A Mulher Invisível', em "Comédia". No ano seguinte, além do prêmio de Fernanda Montenegro como "Melhor Atriz", a Globo levou a estatueta de "Melhor Novela" com 'Lado a Lado'. Já em 2014, foi a vez de Roberto Irineu Marinho receber o prêmio de Personalidade Mundial da Televisão. No mesmo ano, 'Joia Rara' conquistou o prêmio de "Melhor Novela". Em 2015, 'Império' levou o troféu de "Melhor Novela", e 'Doce de Mãe'', o de "Melhor Comédia". No ano passado, Verdades Secretas' foi eleita a "Melhor Novela".

 

Além das indicações do Jornalismo, a Globo tem outras seis indicações no Emmy de Entretenimento, que será realizada no dia 20 de novembro. A lista de quatro finalistas de "Melhor Novela" tem dois títulos da emissora: "Totalmente Demais" e "Velho Chico". Adriana Esteves concorre, pela segunda vez, como "Melhor Atriz" pela personagem Fátima, de 'Justiça'. A minissérie também disputa o troféu de "Melhor Série Dramática". O 'Tá no Ar' concorre como "Melhor Comédia", enquanto 'Alemão' foi indicado na categoria "Melhor Filme/Minissérie para TV".

 

Foto: Renata Vasconcellos e Renato Machado na cerimônia de entrega de medalhas para os indicados ao Emmy de Jornalismo de 2017.

Crédito: Globo/Luiz C. Ribeiro

 

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho