Globo concorre hoje em duas categorias do Emmy Internacional de Jornalismo


 

Jornalistas da emissora participam, em Nova York, da entrega de medalhas para os indicados

 

A Globo concorre hoje em duas categorias do Emmy Internacional de Jornalismo 2017, que será entregue no Jazz at Lincoln Center, em Nova York. Na categoria "Atualidade", a Academia Internacional de Artes e Ciências da Televisão escolheu como finalista o 'Globo Repórter', com o programa 'Arte como Passaporte'. O 'Jornal Nacional' foi indicado em "Notícia", pela cobertura do escândalo envolvendo o nadador americano Ryan Lochte durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. No início desta tarde, jornalistas da emissora participaram da cerimônia de entrega de medalhas para os indicados do ano.

 

Emoção e superação são os ingredientes principais de 'Arte como Passaporte', que concorre com produções da Malásia, Reino Unido e Suécia. No programa, exibido em junho de 2016, o 'Globo Repórter' mostrou como a arte mudou a vida de jovens de comunidades pobres brasileiras, que venceram dificuldades e estão brilhando no Brasil e no exterior. "Esse programa tem significado especial para mim, pois marca minha volta ao Brasil depois de uma temporada como correspondente em Londres, e ao 'Globo Repórter', programa pelo qual tenho grande carinho e onde fiz minhas primeiras matérias na televisão. É evidente a preocupação com os detalhes, a sensibilidade na captação das imagens, na edição e na finalização. É um belo trabalho em conjunto. A indicação deve ser comemorada", diz Renato Machado, que representa o programa em Nova York ao lado da chefe de redação Mônica Maria Barbosa.

 

Já o jornalismo investigativo do 'Jornal Nacional' foi reconhecido por desvendar uma das maiores mentiras dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Dias depois de conquistar a medalha de ouro no revezamento 4x200m livre, o nadador americano Ryan Lochte disse que tinha sido assaltado à mão armada na saída de uma festa. A imprensa mundial repercutiu e relacionou o fato a problemas de segurança da capital fluminense. Porém, como noticiou o JN, imagens de câmeras de segurança de um posto de gasolina e a investigação policial provaram que o atleta inventou toda a história para se livrar de uma confusão armada por ele mesmo. Os adversários na categoria "Notícia" são reportagens do Reino Unido, de Israel e das Filipinas. O diretor-geral de jornalismo da Globo, Ali Kamel; a apresentadora e editora-executiva do JN, Renata Vasconcellos; o diretor da editoria Rio, Miguel Athayde; o chefe de reportagens investigativas da editoria Rio, Tyndaro Menezes; e o correspondente Felipe Santana estão em Nova York para acompanhar a premiação.

 

A Globo já acumula 16 prêmios Emmy. O primeiro foi em 1976, quando Roberto Marinho recebeu o troféu de "Personalidade Mundial da Televisão". Em 1981, o musical 'A Arca de Noé' ganhou em "Arte Popular". No ano seguinte, foi a vez de 'Morte e Vida Severina', na mesma categoria. Roberto Marinho recebeu novamente o prêmio de "Personalidade Mundial da Televisão" em 1983. Em 2009, o Emmy de "Melhor Novela" foi para 'Caminho das Índias'. Em 2011, a emissora venceu mais uma vez na categoria, com 'Laços de Sangue', coprodução com a SIC, exibida em Portugal. No mesmo ano, no Emmy Internacional de Jornalismo, a Globo foi premiada pela cobertura do 'Jornal Nacional' sobre a invasão do Complexo do Alemão. Em 2012, duas estatuetas foram conquistadas com as produções 'O Astro', como "Melhor Novela", e 'A Mulher Invisível', em "Comédia". No ano seguinte, além do prêmio de Fernanda Montenegro como "Melhor Atriz", a Globo levou a estatueta de "Melhor Novela" com 'Lado a Lado'. Já em 2014, foi a vez de Roberto Irineu Marinho receber o prêmio de Personalidade Mundial da Televisão. No mesmo ano, 'Joia Rara' conquistou o prêmio de "Melhor Novela". Em 2015, 'Império' levou o troféu de "Melhor Novela", e 'Doce de Mãe'', o de "Melhor Comédia". No ano passado, Verdades Secretas' foi eleita a "Melhor Novela".

 

Além das indicações do Jornalismo, a Globo tem outras seis indicações no Emmy de Entretenimento, que será realizada no dia 20 de novembro. A lista de quatro finalistas de "Melhor Novela" tem dois títulos da emissora: "Totalmente Demais" e "Velho Chico". Adriana Esteves concorre, pela segunda vez, como "Melhor Atriz" pela personagem Fátima, de 'Justiça'. A minissérie também disputa o troféu de "Melhor Série Dramática". O 'Tá no Ar' concorre como "Melhor Comédia", enquanto 'Alemão' foi indicado na categoria "Melhor Filme/Minissérie para TV".

 

Foto: Renata Vasconcellos e Renato Machado na cerimônia de entrega de medalhas para os indicados ao Emmy de Jornalismo de 2017.

Crédito: Globo/Luiz C. Ribeiro

 

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REPÓRTER POLICIAL REVELA INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE CASOS DE GRANDE REPERCUSSÃO

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

GNT começa 2017 com documentários inéditos