Carlos Café une o blues ao jazz e à música popular brasileira em dois programas inéditos

 
 
O guitarrista participa de um documentário e um show, que o SescTV estreia
no dia 03/12, domingo, a partir das 21h


Foto: Piu Dip.
 
Os programas Passagem de Som e Instrumental Sesc Brasil, que o SescTV exibe neste mês, contam com a participação inédita do guitarrista, compositor e arranjador Carlos Café. As produções serão apresentadas no dia 3/12, domingo, às 21h e 21h30, respectivamente. (assista também em sesctv.org.br/avivo).
 
Café iniciou a carreira em 1970, participando de festivais. Estudou arranjo, harmonia e percepção com o pianista húngaro brasileiro Ian Guest. Foi para a Califórnia aperfeiçoar sua técnica de improviso no Guitar Institute of Technology, mas muito de sua formação deve às ruas, onde tocou em cabarés, casas noturnas e bares. Na série Passagem de Som, ele fala a respeito de seu sentimento em relação à música. "O blues para mim é o estilo mais honesto e intenso que existe, é simples, rico e permite que o músico mostre tudo o que tem a dizer", afirma.
 
O programa mostra que as habilidades artísticas de Café se estendem ao campo dos trabalhos manuais, na fabricação de suas próprias guitarras e na criação de dioramas, miniaturas realistas de cenas da vida. O músico também dedica tempo ao teatro de bonecos junto da tecladista Fafá, sua parceira nos palcos e na vida. "Entrei no teatro pela trilha sonora e acabei gostando. Fiz até cenário", comenta o artista. 
 
Além da composição de trilhas, Café faz direção musical para teatro, dá aulas e palestras sobre guitarra. Nos anos 2000, lançou três discos Mestres do Blues; Bagagem Código Blues; e Blues Acridoce, com canções e músicas instrumentais.  
No Instrumental Sesc Brasil, exibido na sequência, o músico sobe ao palco do Sesc Consolação, na capital paulista,  acompanhado por um trio composto por João Gravina, no  baixo, Rui Lessa Jr., na bateria, e Fafá , no teclado e bongô. No repertório, composições autorais e outras já consagradas, como Santorini e Happy Blues (Carlos Café), Summertime (George Gershwin), Faltando um Pedaço (Djavan), Little Wing (Jimi Hendrix), Come Together (Beatles) Cause We've Endend as Lovers e Superstition (Steve Wonder).
 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho