São Paulo está em nova fase da digitalização da TV aberta


O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, declarou que o desligamento do sinal analógico da TV aberta nos municípios compreendidos nas regiões de Campinas, de Santos e do Vale do Paraíba no Estado de São Paulo começa nesta quarta-feira (29/11). Em Santos, as emissoras de televisão poderão encerrar as transmissões analógicas até o dia 20 de dezembro de 2017 e, em Campinas e no Vale do Paraíba, o prazo vai até o dia 17 de janeiro de 2018. Quadros e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Giberto Kassab, realizaram coletiva à imprensa nesta quarta-feira, em Brasília.

Para Kassab, é uma satisfação que mais uma parcela da sociedade brasileira conte com o sistema digital na TV aberta. Segundo Quadros, as regiões de Campinas, de Santos e do Vale do Paraíba têm, de acordo com pesquisa Ibope encomendada pelo grupo de implantação da TV digital (Gired), praticamente 90% de domicílios digitalizados e, na data final do desligamento do sinal analógico, todas estarão no nível de digitalização exigido pela Portaria ministerial nº 2.996/2017.

Para Quadros, "o cronograma de digitalização da TV aberta tem sido cumprido, a sociedade tem adequado a recepção de seus televisores, as empresas de radiodifusão tem desativado os parques de geração analógica, e as empresas de telefonia poderão passar a utilizar a faixa de 700 Megahertz (MHz)". 

A faixa de 700 MHz é uma parte nobre do expecto de radiofrequências utilizado pelas transmissões da TV analógica, na telefonia móvel em 4G o seu uso permite transmitir dados a maior velocidade, de 15 megabits por segundo para 45 megabits, explicou o presidente da Anatel. A secretária de radiodifusão do MCTIC, Vanda Bonna, informou que há viabilidade para entrada em operação do serviço de telefonia móvel na faixa de 700 MHz em mais de 2.400 municípios brasileiros.

Franca e Ribeirão Preto

Nas regiões de Franca e de Ribeirão Preto, o desligamento do sinal analógico da TV aberta será apenas em 31 de janeiro de 2018, de acordo com proposta do Gired aceita pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Sobre a alteração da data, que também seria nesta quarta-feira, Kassab disse que "do ponto de vista da política pública isso não faz diferença. Nós que ficamos sempre espantados quando não tem nenhuma prorrogação, por isso que a pesquisa é realizada".

A região de Ribeirão Preto está com 86% de digitalização nos domicílios e a de Franca com 84%. Nelas deverá ser realizada uma nova pesquisa para medir inserção do sinal digital da TV aberta. A confirmação do encerramento das transmissões dos sinais analógicos também dependerá de nova reunião do Gired, a ser realizada no dia 30 de janeiro de 2018.

A região metropolitana da capital paulista conta com transmissões unicamente digitais na TV aberta desde 29 de março de 2017. E as regiões de Bauru, Presidente Prudente e São José do Rio Preto, também no Estado de São Paulo, deverão ser digitalizadas no dia 28 de março 2018 e outros 396 municípios do interior paulista terão unicamente sinal de TV Digital em 28 de novembro 2018. A TV digital garante uma melhor qualidade de sinal de sons e imagens em comparação com as transmissões analógicas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REPÓRTER POLICIAL REVELA INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE CASOS DE GRANDE REPERCUSSÃO

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

GNT começa 2017 com documentários inéditos