Anatel publica estudo sobre ampliação da banda larga no Brasil


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) disponibilizou, a partir desta terça-feira (5/12) no Portal online da entidade, a íntegra dos resultados do Acordo de Cooperação Técnica com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo, realizado entre 2016 e 2017, indicou que a demanda reprimida por acesso à Internet no país pode chegar a 11,6 milhões de domicílios.

Segundo os documentos publicados pela agência reguladora, no Brasil há 39,1 milhões de domicílios com acesso à banda larga fixa ou 3G e 4G na telefonia móvel e, se o acesso a esses serviços de telecomunicações fosse universalizado, haveria a inclusão de mais 6 milhões de domicílios. O número pode ser ainda maior, com a entrada 11,6 milhões de residências, resultando em 50,7 milhões de domicílios no total, se com o aumento da rede houvesse redução nos preços cobrados aos usuários.

O objetivo do Acordo Anatel-Ipea é gerar dados que possam orientar a adoção de uma política de expansão da banda larga no Brasil. "Uma boa escolha de política pública deve ser aquela que contempla a priorização com base no mercado potencial, pois é aquela que gera o maior ganho econômico além de atender os diferentes seguimentos da população", informa o estudo.

De acordo com o texto do documento, na expansão da banda larga, a priorização do mercado potencial é o que gera maior retorno econômico, seguido pelo tamanho da população. Assim, por esses critérios, a população jovem e a de baixa renda seriam mais beneficiadas com a ampliação do acesso à Internet.

No entanto, o estudo também informa que no país um domicílio urbano tem três vezes mais chances de ter acesso à Internet do que um domicílio rural. Para realização da pesquisa, foram utilizados dados do Censo 2010 e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2015, ambos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho