Sexy Hot apresenta seus números – em crescimento – de 2017 e confirma a vontade dos brasileiros em consumir pornografia


O Sexy Hot divulgou seus resultados digitais entre janeiro e dezembro de 2017. Os números, em alta, mostram que os brasileiros têm grande interesse em saber mais quando o assunto é sexo.

No Sexy Hot Play, site gratuito para assinantes do canal, foram mais de 5 milhões de pageviews ecrescimento de 16% na média de videoviews. As categorias mais procuradas são Rapidinhas - Cenas Curtas, Amador, Anal, Prêmio Sexy Hot e Orgias.

Já o site pago do Sexy Hot fechou o ano com crescimento na base de usuários e mais de 11 milhões de pageviews, número 15% maior do que em 2016, e com crescimento de 15% em videoviews. Já as categorias mais procuradas são Melhores do Mês, Anal, Lésbicas, Brazzers e Nacional.

Este ano o acesso mobile dominou as plataformas pornôs do Sexy Hot. O canal fecha o ano com 74% de acessos mobile no sexyhot.com.br, 11% a mais do que no ano anterior. Já no Play, o canal fecha o ano com 63% de acesso mobile, 6% a mais do que em 2016. Dentre os dispositivos, a maior representatividade é dos smartphones.

O ano de 2017 foi de novidades para o Sexy Hot na internet. Seu canal no YouTube foi lançado em março de 2017 com vídeos novos todas as segundas-feiras e participação de Mulher Melão, Mr. Catra, Milton Cunha, Inês Brasil, entre outros convidados, atrizes e atores pornôs, youtubers e influenciadores, além da apresentadora Natália Rosa, a sexpert Tati Presser e funcionários do canal. 

Com a nova estratégia de conteúdo, o canal chegou a mais de 36 mil inscritos, um crescimento de 101% em relação ao ano anterior.

Saiba mais sobre cada quadro que foi ao ar em 2017:

·         No quadro "Canal Adentro", os internautas conferiram tudo que rola nos bastidores do Sexy Hot, conheceram os funcionários, suas rotinas e histórias mais curiosas de quem trabalha com sexo o dia todo.

·         No "Contra Parede", celebridades como Mr. Catra foram sabatinadas com perguntas quentes e indiscretas.

·         Em "Cobertura Sexy Hot", Natália acompanhou eventos do mundo pornô como feiras eróticas, festas e o Prêmio Sexy Hot, mostrando um universo muitas vezes desconhecido do público.

·         "Sexpert Responde": Tati Presser tirou as dúvidas dos internautas e seguidores, falando de sexo sem tabus.

·         "Conselho de Porn Star" reuniu atores e atrizes pornôs num jogo de perguntas rapidinhas e sem-vergonha.

As redes sociais do canal acompanharam a curva crescente em relação ao público e não fizeram feio. Até novembro de 2017, o Instagram do Sexy Hot registrou um crescimento de de 159% em relação a 2016. Já no Facebook, foram 15% e no Twitter, 16%.

Mais especificamente no Instagram, as lives e stories que tiram dúvidas sobre sexo e que abordam curiosidades sexuais fazem muito sucesso. Os seguidores adoram ver o que a equipe do canal está fazendo no escritório e sempre estão curiosos sobre as suas preferências sexuais.

Já o Prêmio Sexy Hot, o Oscar do pornô nacional e um dos eventos mais esperados do ano na indústria pornográfica, chamou atenção pela sua proporção em 2017. Foram mais de 160 mil votos na edição desse ano, 104% a mais do que em 2016, um recorde da premiação. Pela primeira vez, o prêmio foi transmitido ao vivo no Youtube do canal com apresentação de Léo Jaime. Foram 6.174 visualizações ao vivo com mais de 1200 acessos simultâneos.  No canal do Youtube, o registro da edição 2017 do Prêmio Sexy Hot já alcançou 48 mil visualizações. Este também foi o ano com o maior número de produtoras inscritas, 14% a mais do que em 2016. Em relação a cenas inscritas, tivemos um aumento de 22%, com 24 cenas.

Para fazer de 2017 um ano ainda melhor, o canal lançou o selo Sexy Hot Produções. Em seu primeiro ano, o canal produziu três filmes e a primeira série pornô do Brasil. São os primeiros conteúdos exclusivos e próprios do canal. A ideia é trazer mais qualidade técnica e estética para os conteúdos pornôs nacionais. Desde então, são os conteúdos mais acessados dos sites do Sexy Hot. 

Nas produções, o canal procura explorar temáticas criativas e recursos especiais de fotografia como drones, por exemplo. O objetivo do canal é investir cada vez mais nas produções próprias em 2018, lançando um filme exclusivo por semana a partir de Abril, totalizando 30 produções no próximo ano.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana