VIVA estreia a novela Bebê a Bordo em janeiro


Viva


Isabela Garcia e Tony Ramos são os protagonistas da divertida história de Carlos Lombardi

Sucesso nos anos 1980, a novela Bebê a Bordo, de Carlos Lombardi, chega ao VIVA em 15 de janeiro, 30 anos após a estreia na Globo. Com direção de Roberto Talma, a trama principal gira em torno da relação da pequena Helena, com Ana (Isabela Garcia), Laura (Dina Sfat) e Tonico Ladeira (Tony Ramos). "Fazer esta novela foi uma loucura. Dirigia ambulância, caminhão, ônibus, caíamos de telhados e tudo o mais que você possa imaginar", conta Isabela.

A novela fala das relações familiares com um viés muito divertido. Com muita ação, o primeiro capítulo da trama já apresenta os personagens e as confusas e engraçadas relações entre eles.

Depois de se envolver em um assalto, para tentar ajudar o atrapalhado marido Zezinho (Leo Jaime), Ana dá à luz dentro do carro de Tonico. Para fugir da polícia, ela deixa o bebê para trás e Tonico passa a cuidar de Helena. Um tempo depois ela reaparece e pega a menina. Mas como ainda se envolverá em muitas confusões, mais uma vez Ana terá que deixar Helena aos cuidados de outra pessoa, que será Laura, sem saber que é a sua verdadeira mãe.

Laura carrega uma culpa por ter abandonado sua filha Ana, anos atrás, e decide procura-la. Ao descobrir que, agora, também tem uma neta, ela vai lutar pela guarda da criança.

Apesar de viver com Zezinho, Ana não sabe quem é o verdadeiro pai de sua filha e a menina é disputada por ele, por Antônio Antonucci (Rodolfo Bottino) e pelos irmãos Rei (Guilherme Fontes) e Rico (Guilherme Leme).

Curiosidades

A dupla Rei e Rico também merece destaque. Os dois, abandonados pelo pai e pelo irmão mais velho, vivem numa fábrica desativada. É deles o bordão que fez sucesso na época: "levar uns coelhos". Os irmãos também lançaram a moda de lencinho na cabeça.

A novela traz histórias paralelas como a da secretária Ângela, vivida por Maria Zilda Bethlem. A moça, reprimida, dedicou a vida a cuidar dos irmãos Zetó (Jorge Fernando) e Caco (Tarcísio Filho), mas extravasa seus desejos nos sonhos. Todas as suas fantasias são apresentadas em seu imaginário, de maneira ágil e sensual.

A trilha sonora também fez sucesso, sobretudo a canção Mordida de Amor, da banda Yahoo, uma versão brasileira da canção Love Bites, da banda Def Leppard. Foi um megahit em 1988, que fechava a última cena da novela com Heleninha, a então bebê Beatriz Bertu.

Beatriz Bertu, na época com 10 meses, foi um dos grandes destaques de Bebê a Bordo (gravou a novela até um ano e meio de idade). Hoje, aos 30 anos, Beatriz é formada em teatro pela UniRio e pela Casa de Artes de Laranjeiras (CAL) e já atuou em 15 peças.

Bebê a Bordo foi a última novela da atriz Dina Sfat, falecida em 20 de março de 1989. Foi também a estreia, em novelas globais, da filha de Dina, Bel Kutner.

O assinante do VIVA ainda pode acessar toda a programação do canal no Globosat Play. O serviço de TV Everywhere disponibiliza os conteúdos dos canais Globosat sem custo extra - na SmartTV, no computador ou em aplicativos para celulares e tablets. Muitos programas também podem ser assistidos através dos serviços sob demanda das operadoras: Net NOW, Vivo Play, e Oi Fibra.

As novelas também podem ser assistidas no VIVA Play. Cada capítulo fica disponível e o conteúdo arquivado na plataforma, até trinta dias após o fim da exibição completa da atração no canal.

Estreia - Bebê a Bordo
15 de janeiro
Horário principal: de segunda a sábado, às 15h30
Horário alternativo: de segunda a sábado, à 0h30

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho