“Mostra Cine-Delas” estreia nova temporada no Canal Brasil trazendo um bate-papo entre cineastas brasileiras

CINE DELAS DANI NEFUSSI _baixa



No primeiro programa, Samara Felippo fala sobre o machismo que cerca a maternidade

 

O olhar feminino sobre diversos aspectos abordados no cinema nacional está em destaque na "Mostra Cine-Delas", que estreia a terceira temporada no Canal Brasil, dia 6 de janeiro. A cada semana, Anna Muylaert recebe cineastas brasileiras para abordar questões relacionadas ao longa-metragem (sempre dirigido por mulheres) exibido no dia.
 
Na estreia, antes da exibição de "Mãe Só Há Uma", Anna Muylaert (diretora do filme e apresentadora da mostra) bate um papo com Dani Nefussi, atriz coadjuvante da produção. As duas falam sobre o machismo que ronda a maternidade, os estereótipos que cercam as mulheres depois que têm filhos e a desvalorização da mãe na sociedade. Entremeados na conversa, estão depoimentos de atrizes e pessoas ligados ao universo cinematográfico. Samara Felippo, mãe de duas meninas, opina sobre o assunto.
 
"O machismo na maternidade é escancarado a partir do momento em que você se torna mãe. Quando nasce um filho, já nasce uma culpa com a mulher, que se cobra para ser o centro disso tudo: a que educa, a que não erra, a que acorda cedo, a que faz a comida, a que leva à escola. Antes do empoderamento feminino, acho que o empoderamento da mãe está um pouco atrasado", diz. 
 
"Mãe Só Há Uma" é inspirado livremente no caso real do sequestro de um menino ainda na maternidade e traz no elenco Naomi Nero, Dani Nefussi, Matheus Nachtergaele e Luciana Paes. Pierre (Naomi Nero) é um adolescente de 16 anos de perfil nada convencional e desobediente às convenções tradicionais de gênero. Com um visual andrógino, ele toca em uma banda de rock, se veste com roupas femininas, pintas as unhas, usa maquiagem no rosto e demonstra interesse por ambos os sexos. Ele mora com a mãe, Aracy (Dani Nefussi), e a irmã, Jacqueline (Laís Dias), e tem o cotidiano radicalmente alterado quando um oficial de justiça bate à porta alegando que sua mãe o raptou da maternidade ainda bebê e seus pais biológicos o procuram desde então.
 
O jovem é encaminhado por uma assistente social à casa de seus pais biológicos, um casal bem-sucedido formado Matheus (Matheus Nachtergaele) e Glória (também interpretada por Dani Nefussi), onde mora Joca (Daniel Botelho), seu novo irmão. Ansioso, o casal tenta recomeçar a vida e incluir o menino em um cotidiano pré-estabelecido, muitas vezes forçando seus próprios costumes e hábitos na rotina dele. A cineasta insere um abismo emocional na diferença entre o que Matheus e Glória esperam de Pierre – agora rebatizado de Felipe – e aquilo que o menino tem a oferecer de fato.
 
Até março, mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, serão apresentados aos sábados onze filmes assinados por diretoras das mais diversas naturalidades e sotaques. Entre as produções que fazem parte da "Mostra Cine-Delas" estão "Entorno da Beleza" (2012), "O Diabo a Quatro" (2004), "Marighella" (2012), "Desenrola" (2010), "Antônia" (2007), ente outros.
 
 
 
Mostra Cine-Delas
INÉDITO
Estreia: Sábado, dia 6 de janeiro, às 22h
Horário alternativo: Segundas-feiras, à 0h15

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

Canal Gloob lança ovo de Páscoa de “Miraculous – As Aventuras de Ladybug”

MEGAPIX - Destaques de 13 a 19 de março