Primeiro capítulo de Sinhá Moça aberto no VIVA Play


Lisandra Souto interpretou Sinhá Moça na infância

 

A novela Sinhá Moça, de 1986, estreou nesta segunda, dia 29, no VIVA. O primeiro capítulo ficará disponível por sete dias para não assinantes no VIVA Play, até o dia 4 de fevereiro: https://globosatplay.globo.com/viva/v/6383680/

O capítulo proporcionou ao público a oportunidade de rever Lisandra Souto ainda criança, interpretando a protagonista da novela de Benedito Ruy Barbosa na infância. A atriz, que havia estreado na TV no ano anterior, na minissérie Tenda dos Milagres, também celebrou a exibição da trama, na tarde desta segunda-feira. "Fiz a Sinhá Moça com onze anos. Imagina para mim, fazer a Lucélia Santos criança, era um sonho! Foi meu primeiro trabalho como protagonista, mesmo que por poucos capítulos. Trabalhando com Selton Mello, que também estava no começo de sua carreira. Era um ambiente muito bom, todos nos ajudavam muito. As cenas eram muito fortes, de choro, e o Monjardim, que era o diretor, tinha todo um carinho e atenção conosco. Foi bem marcante ter feito a novela".

Escrita por Benedito Ruy Barbosa, com direção de Reynaldo Boury e Jayme Monjardim, a história foi inspirada no romance homônimo, de Maria Dezonne Pacheco Fernandes.


Uma história de lutas e amores


Sinhá Moça (Lucélia Santos) é uma moça romântica e sonhadora, filha do Coronel Ferreira (Rubens de Falco), o Barão de Araruna, e de Cândida (Elaine Cristina). De volta à sua cidade, depois de terminar os estudos na capital, ela conhece o republicano abolicionista Rodolfo (Marcos Paulo), por quem se apaixona.

Contrária às ideias do pai, um escravocrata, Sinhá Moça junta-se a Rodolfo e outros abolicionistas na luta em defesa dos negros. Durante uma madrugada, com outra identidade, Rodolfo invade as senzalas e liberta os escravos.

Além da mãe, que aceita os ideais da filha, Sinhá Moça conta com o carinho e apoio de Bá (Chica Xavier). A escrava perdeu o filho, vendido pelo Barão em um lote de escravos, e sonha um dia rever o menino, fruto de seu amor com Pai José (Milton Gonçalves).


Em sua segunda novela na televisão, Patrícia Pillar interpretou Ana do Véu, a jovem que vivia com o rosto coberto devido a uma promessa de sua mãe, a religiosa Nina (Norma Blum). Embora prometida a Rodolfo, é Ricardo (Daniel Dantas) que se encantará pela moça.


Um dos maiores inimigos do Barão de Araruna é Rafael (Raymundo de Souza), seu filho com a escrava Maria das Dores (Dhu Moraes). O rapaz foi vendido pelo Barão, mas na infância viveu bem próximo a Sinhá Moça e tornaram-se amigos. Depois de alforriado, Rafael retorna com o nome de Dimas, disposto a se vingar. Ele conta com o apoio do jornalista Augusto (Luiz Carlos Arutin), um abolicionista convicto.

Mais uma história de amor, contra todos os preconceitos, é a de José Coutinho (Tato Gabus Mendes) e Adelaide (Solange Couto). Ele, filho de um ambicioso fazendeiro enquanto ela, é escrava, levada por Sinhá Moça para viver na casa grande e ser sua dama de companhia. Apaixonados, eles conseguem as bênçãos de Frei José (Sérgio Viotti), que realiza o casamento dos dois.


A trama de Sinhá Moça se desenrola ao longo de um período de dois anos e termina no dia da Abolição, 13 de maio de 1888.


Sinhá Moça


De segunda a sábado, às 14h30

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana

​Karina Oliani comanda "A outra face do Everest" no Canal Off