Reclamações sobre serviços de telecomunicações caem 12,9% em 2017


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no ano de 2017, registrou menos 506.161 reclamações contra prestadoras de telecomunicações, quando comparado ao ano anterior. O total de 3.405.697 reclamações registradas pela Superintendência de Relações com Consumidores (SRC) representa uma redução de 12,9% no volume de queixas. Trata-se do segundo ano consecutivo de diminuição, entre 2015 e 2016 as queixas foram reduzidas em 4,3%. 

Os serviços de banda larga fixa, de telefonia fixa, de telefonia móvel nas modalidades pré-paga e pós-paga, e o de TV por Assinatura registraram redução nas reclamações no ano de 2017. Juntos, eles totalizam 327.267.253 contratos ativos.

Volume de reclamações por serviço

Serviço

2016

2017

2017-2016

Variação

Telefonia fixa

943680

760992

-182688

-19,4%

Telefonia móvel pré-paga

595016

485951

-109065

-18,3%

Banda larga fixa

580952

525288

-55664

-9,6%

Telefonia móvel pós-paga

1260613

1143980

-116633

-9,3%

TV por assinatura

511053

467363

-43690

-8,5%

Outros *

20544

22123

1519

7,7%

Total Geral

3911858

3405697

-506161

-12,9%

*Reclamações contra serviços de radiodifusão (Rádio e TV) ou em relação à própria agência reguladora. 

A SRC considera que a redução das reclamações contra prestadoras de telecomunicações é, principalmente, consequência da diminuição das ocorrências de problemas no funcionamento dos serviços fixos. Contudo, informa que há ainda bastante espaço para a redução deste tipo de reclamações, especialmente na banda larga fixa. 

Neste ano de 2018, a Anatel deve iniciar processos de fiscalização relativos às falhas de informação na oferta e contratação de serviços e nas alterações de planos e pacotes, à indisponibilidade das informações obrigatórias no espaço reservado ao consumidor nos portais online das prestadoras, e às dificuldades em cancelamento dos serviços de telecomunicações. Estudos realizados pela SRC associam problemas na oferta dos serviços e na clareza das vendas ao consumidor à alta prevalência de reclamações sobre cobrança. 

Redução nas reclamações por serviço 

A liderança na diminuição das reclamações de telecomunicações por serviço ficou com a telefonia fixa, um total de 182.688 queixas a menos (-19,4%). O resultado se deveu a uma redução no volume de reclamações sobre o funcionamento nas prestadoras Oi, Vivo e Net. Essas principais prestadoras registraram um saldo de 185.757 reclamações a menos, evolução maior do que o resultado do serviço como um todo.

Telefonia fixa - principais prestadoras

Prestadora

Volume de Reclamações

2016

2017

2017-2016

Variação

Oi

550436

407811

-142625

-25,9%

Vivo

263383

230542

-32841

-12,5%

Net

111261

100970

-10291

-9,2%

 

No primeiro semestre de 2017, a Anatel iniciou fiscalização relativa à contratação de Serviços de Valor Adicionado (SVAs) à revelia do usuário. De acordo com a SRC, a diminuição das reclamações na telefonia móvel pré-paga é resultado dessa ação. O SVA é um tipo de serviço que, não sendo de telecomunicações, utiliza a rede desses. A sigla SVA engloba uma diversidade de ofertas ao consumidor, como o envio de notícias por mensagens de texto ou de novos toques para o aparelho celular.

Telefonia móvel pré-paga - principais prestadoras

Prestadora

Volume de Reclamações

2016

2017

2017-2016

Variação

TIM

266677

244952

-21725

-8,1%

VIVO

135324

97199

-38125

-28,2%

CLARO

109259

79725

-29534

-27,0%

OI

82747

62235

-20512

-24,8%

 

Na banda larga fixa, a Oi liderou a redução no número de reclamações sobre funcionamento e reparo. Esse mesmo tipo de reclamação, mais as relativas à cobrança, foram responsáveis pelo aumento registrado na Net. As reclamações de qualidade e de funcionamento compõem o maior volume de queixas no serviço, 46% do total.

Banda Larga Fixa- principais prestadoras

Prestadora

Volume de Reclamações

2016

2017

2017-2016

Variação

OI

288278

227723

-60555

-21,0%

VIVO

162508

149757

-12751

-7,8%

NET

74596

85188

10592

14,2%

 

Na telefonia móvel pós-paga, a TIM foi a única que registrou aumento de reclamações. No entanto, em todas as principais prestadoras, as reclamações relativas a cancelamento e a atendimento caíram.

Telefonia móvel pós-paga - principais prestadoras

Prestadora

Volume de Reclamações

2016

2017

2017-2016

Variação

VIVO

360326

298585

-61741

-17,1%

TIM

296925

319740

22815

7,7%

CLARO

286082

265563

-20519

-7,2%

OI

180838

152189

-28649

-15,8%

 

Os assinantes dos serviços via satélite das prestadoras Sky, Claro e Oi formaram o grupo de usuários que apresentou a maior redução no registro de reclamações à Agência Nacional de Telecomunicações na TV por Assinatura. A Net teve um aumento de 7,8% devido a queixas de cobrança após o cancelamento e cobrança em desacordo com o contratado.

TV por assinatura - principais prestadoras

Prestadora

Volume de Reclamações

2016

2017

2017-2016

Variação

SKY

189342

169701

-19641

-10,4%

NET

150725

162428

11703

7,8%

CLARO

76054

55435

-20619

-27,1%

OI

59450

44382

-15068

-25,3%

VIVO

30994

32093

1099

3,5%

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho