Jovem Deangelo Silva esbanja maturidade e virtuosismo à frente do piano


 
Em dois programas inéditos do SescTV, o pianista de 25 anos, vencedor do 17º Prêmio BDMG Instrumental, destaca-se apresentando repertório de seu primeiro disco


Deangelo Silva. Foto: Piu Dip.

A partir das 21h de domingo, dia 18/2, oSescTV exibe dois programas com um jovem pianista que vem se destacando na música instrumental contemporânea. Trata-se de Deangelo Silva, que venceu o 17º Prêmio BDMG Instrumental, em 2017, com apenas 25 anos de idade. NoPassagem de Som, Deangelo conversa com o consagrado pianista Amilton Godoy, recorda seu início de carreira e, por fim, visita uma fábrica de pianos. Na sequência, o show dividido entre Deangelo, sua banda e Amilton é exibido noInstrumental Sesc Brasil. A direção geral é de Max Alvim. (Assista também emsesctv.org.br/aovivo).
 
Quando Deangelo Silva descobriu ser um dos quatro vencedores do Prêmio BDMG Instrumental, teve que escolher um padrinho para acompanhá-lo no show de lançamento de seu primeiro disco, "Down River", que seria gravado no Sesc Consolação, na capital paulista. Sem hesitar, chamou Amilton Godoy, pianista que fundou em 1964 o Zimbo Trio, grupo fundamental na musicalidade da época. "O respeito musical que o Brasil tem, hoje, se deve a esse cara. A gente está ao lado de um capítulo muito grande da história", derrete-se Deangelo, ao falar de Amilton. Mas os elogios vêm dos dois lados. Amilton revela ter se sentido honrado com o convite do jovem. "Quando vi ele tocando no festival, eu fiquei impressionadíssimo com o virtuosismo dele e a disposição que ele tem para tocar", conta.
 
No Passagem de Som, Deangelo visita a fábrica de piano Fritz Dobbert, em Osasco, onde é informado por marceneiros e afinadores a respeito do processo de construção e comercialização dos pianos no Brasil, que em geral demora 60 dias. Deangelo, que escolheu o piano como instrumento após machucar-se repetidamente tentando a sorte em outros, comoveu-se observando todo o processo necessário para manufatura-lo. "O piano é um instrumento que gera sonho, tem uma alma. Gerado por essas pessoas que fazem. Não é uma máquina fazendo. Ainda, a mão humana é essencial. Isso mostra que a individualidade de cada instrumento está na confecção", avalia, em êxtase, o músico.
 
No episódio de Instrumental Sesc Brasil, pode-se perceber as características musicais para as quais Amilton tanto chamou a atenção ao descrever a maneira especial com que Deangelo toca piano. No show, ele se diverte com os dedos, ágeis, à procura das teclas certas. Natural da cidade mineira de São Gonçalo do Rio Abaixo, o jovem se expressa à vontade, com ímpeto, vigor e improviso. Enquanto balança o corpo diante do piano, com frequência, Deangelo deixa escapar um sorriso infantil. O saxofonista Breno Mendonça, seu amigo de infância, destaca essa particularidade do pianista: a alegria de viver que ele conserva desde criança. Para Amilton, depois de acompanhar as gravações do disco "Down River", ficou claro que o futuro de Deangelo é promissor. "Eu adorei as composições dele. Ele é muito jovem para ter tanta informação", opina o músico.
 
Repertório: Bahia (Deangelo Silva), Choro (Amilton Godoy), Maracatu Papai (Deangelo Silva e Breno Mendonça); Dois mil e Jazz (Deangelo Silva).
 
Músicos: Deangelo Silva (Piano e teclado), Felipe Vilas Boas (Guitarra), André Limão (Bateria), Bruno Vellozo (Baixo), Breno Mendonça (Sax Tenor), Wagner Souza (Trompete). Participação de Amilton Godoy (Piano).
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana