Show inédito da banda norte-americana de hard bop The Cookers estreia no SescTV


 
O grupo reúne jazzistas consagrados, como Cecil McBee, Eddie Henderson e Billy Hart, no espetáculo que vai ao ar no dia 18/4, quarta-feira, às 22h 


Foto: Marina Pires.
 
Após carreiras individuais de sucesso, músicos aclamados do jazz norte-americano dos anos 1960 e de hoje se reuniram em 2009 e formaram a The Cookers, considerada a maior super banda de hard bop do mundo. O show inédito do septeto, gravado na sétima edição doNublu Jazz Festival, em 2017, no Sesc São José dos Campos, no interior de São Paulo, será exibido no dia 18/4, quarta-feira, às 22h, no SescTV. Com os veteranos Cecil McBee (82), Billy Hart (77) e Eddie Henderson (77) e David Weiss (53), Craig Handly (55), Donald Harrison (57) e Stephen Scott (49), o grupo, que possui sete álbuns lançados, toca repertório que mistura hard bop e swing. O espetáculo tem direção para TV de Daniel Pereira e pode ser assistido também emsesctv.org.br/aovivo.
 
Sobre o trabalho da The Cookers, o trompetista David Weiss diz que é resultado das influências e aprendizados dos integrantes. "No histórico da banda você tem caras como Billy Hart e Cecil McBee, que são profissionais por mais de 50 anos", afirma e enumera "tocaram com todos os grandes artistas de jazz. Sony Rollins, Stan Getz, Elvin Jone, Miles Davis". Já Hart destaca o trompetista Eddie Henderson, o saxofonista Craig Hand e, o mais jovem deles, Donald Harrison. "Donald é um dos melhores músicos de jazz hoje. É reconhecido como um dos maiores saxofonistas do mundo", fala. 
 
Tido como um baixista de expressividade, McBee recorda quando surgiu o álbumForest Flower, gravado ao vivo no Festival de Monterrey, na Califórnia, em 1966, quando ele fazia parte do Charles Lloyd Quartet. "Éramos um grupo novo na época e as pessoas estavam muito empolgadas". O disco se tornou o primeiro, na história, a ultrapassar a venda de mais de um milhão de cópias. "Realmente se destacou e deu ao mundo razões para ouvir Keith Janett, eu, Jack DeJohnette e Charles Lloyd", reitera o músico. 
 
McBee lembra ainda de um episódio que aconteceu entre ele e a pianista e compositora Alice Contrane, que ficou viúva do saxofonista John Coltrane em 1967. Segundo o baixista, ela pediu para que McBee fizesse algo especial com música religiosa. "Isso foi alguns anos após o falecimento de Coltrane", fala. "A música possuía um som que chamamos de 'alterado'. Certos acordes que exigem uma expressão melhor, exigem tons adicionais do próprio ambiente", explica e conclui "Foi único para mim e acho que fui muito bem".
 
Sobre o repertório da banda The Cookers, McBee assegura que eles tocam composições de qualquer um dos integrantes, mas só sabem o que vão tocar quando já estão no palco, onde tudo acontece espontaneamente. No show exibido pelo SescTV, as músicas apresentadas - Teule´s Redemption eCroquet Ballet - são de autoria de Billy Hart, que toca bateria ao lado de Cecil McBee, no baixo acústico; Eddie Henderson e David Weiss, nos trompetes; Craig Handy, no saxofone tenor; Donald Harison, no saxofone alto; e Stephen Scott, no piano. 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho