TV por Assinatura cai 4,33% em abril


Provedor regional

De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil registrou 17,97 milhões de contratos de TV por Assinatura ativos em abril de 2018. Redução de 4,33% (-814,05 mil) nos últimos 12 meses e menos 0,05% (-8,83 mil) na comparação com março deste ano.
Estados e Distrito Federal
São Paulo continua com o maior número contratos de TV por Assinatura em operação no país, 37,53% do total (6,74 milhões); seguido por Rio de Janeiro, com 13,52% (2,43 milhões); e Minas Gerais com 8,73% (1,57 milhões). Na Região Sul o estado com o maior número de contratos é o  Rio Grande do Sul com 7,03% (1,26 milhões); no Nordeste a Bahia com 3,13% (563,11 mil); no Centro-Oeste, o Distrito Federal com 2,64% (473,40 mil); e na Região Norte, o Pará com 1,70% (306,10 mil).
Nos últimos 12 meses, o Rio Grande do Norte apresentou crescimento de 18,33% (+44,00 mil) nos contratos em operação da TV por Assinatura; seguido do Ceará com mais 5,77% (+22,89 mil); do Piauí com mais 5,31% (+4,55 mil);do Maranhão com mais 2,68% (+4,69 mil); e do Tocantins com mais 0,98% (+0,42 mil). Todos os outros estados apresentaram redução.
Grupos
Em abril de 2018, o grupo Claro/Net detinha 49,85% do mercado de TV por assinatura ou  8,96 milhões do total de contratos; seguido pela SKY com 29,32% (5,27 milhões); a Vivo com 8,87% (1,59 milhão); Oi com 8,51% (1,53 milhão);Nossa TV com 0,69% (123,38 mil); Algar Telecom com 0,67% (119,64 mil); e Cabo 0,57% (102,55 mil).
Informações mais detalhadas sobre linhas móveis em operação estão disponíveis no  Portal da Anatel

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho