Febre do Rato: Terceiro longa de Cláudio Assis estreia no Canal Brasil

febre do rato
 

 
Irandhir Santos, Nanda Costa, Matheus Nachtergaele fazem parte do elenco

Terceiro longa do pernambucano Cláudio Assis, Febre do Rato estreia no Canal Brasil na próxima terça, dia 26, às 22h. A expressão que dá nome à produção é utilizada no nordeste para indicar algo fora de controle. Nos subúrbios pobres do Recife, o cineasta insere personagens aparentemente descontrolados para analisar e investigar os costumes mais primitivos do ser humano em um lugar onde arte, anarquia e sexualidade são explorados livremente. Estrelado por Irandhir Santos, Nanda Costa, Matheus Nachtergaele, Juliano Cazarré, Ângela Leal, Mariana Nunes e Maria Gladys, o filme conquistou três troféus Grande Otelo no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro – melhor filme pelo júri popular, roteiro original e atriz coadjuvante – e oito prêmios no Festival de Cinema de Paulínia.
 
Febre do Rato é o nome do pequeno jornal produzido artesanalmente por Zizo (Irandhir Santos), um poeta marginal morador de uma região pobre do Recife. Dedicado e com grande apreço pelo seu trabalho, ele publica seus escritos com orgulho e declama seus versos em mesas de bar e largos com grande louvor, chamando a atenção de quem está ao redor realizando verdadeiras performances em praça pública. As ideias do protagonista são tão anárquicas quanto seu modo de encarar a vida. Ele preza por uma grande liberdade na rotina e sexual, fugindo de rótulos e valorizando o livre arbítrio de todos. Seu cotidiano sem amarras começa a ruir, no entanto, quando ele conhece Eneida (Nanda Costa), por quem rapidamente se interessa apesar das constantes negativas da moça.
 
Cláudio Assis opta por uma fotografia em preto e branco – assinada por Walter Carvalho – para apagar o brilho da colorida Recife e oferecer uma tonalidade ríspida à capital pernambucana. O diretor foca grande parte de sua atenção no comportamento humano a partir das relações sexuais – traço marcante também em Amarelo Manga (2002) e Baixio das Bestas (2006), seus dois primeiros longas-metragens. Para um olhar desatento, o protagonista poderia ser uma vítima simbólica da febre do rato, como alguém completamente despido da realidade e do convívio em sociedade, mas a direção opta pelo caminho oposto, trazendo lucidez ao comportamento liberal do papel. Entre versos, lascívia, pobreza e anarquia, um retrato cru da batalha de um homem solitário contra a opressão do sistema.
 
 
FEBRE DO RATO (2012) (110')
ESTREIA
Horário: Terça, dia 26, às 22h
Horário alternativo: Sábado, dia 30, à 0h
Classificação: 18 anos
Direção: Cláudio Assis

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana