​EM NOVA TEMPORADA DE “DEU RUIM NA TATTOO” DO TLC, TRIO DE ARTISTAS CONSERTA E ENCOBRE TATUAGENS HORRENDAS

 
 

Histórias comoventes e hilárias se alternam no salão do estúdio comandado por Jay Hutton, Alice Perrin e 'Sketch'

 
 

 

Ter consigo um desenho que acha bonito para sempre, render uma homenagem, lembrar-se daquele momento ou fase da vida – os motivos para uma tatuagem são muitos e convergem para a permanência: o tempo passa e a tatuagem fica.

Mas, e quando bate o arrependimento? É aí que entram em cena profissionais como os de DEU RUIM NA TATTOO (Tattoo Fixers), série que chega a sua segunda temporada nosábado, 28 de julho, às 23h, e segue a rotina de um estúdio especializado em reparar e cobrir algumas das piores tatuagens já vistas.

A maioria dos clientes que chega ao trio formado por Jay Hutton, Alice Perrin e 'Sketch' tem algo em comum; fizeram uma tatuagem sem pensar ou escolheram o tatuador no impulso e chegaram ao mesmo efeito: carregam, arrependidos, um desenho horrendo e permanente em seus corpos. São tatuagens mal executadas, fora de proporção, inacabadas, com traços tremidos ou que materializam decisões completamente equivocadas.

Em cada episódio de uma hora, o trio de tatuadores recebe diversos clientes que contam por que estão ali: as razões oscilam entre o constrangimento e a pura comédia espontânea; há os que chegam ao estúdio chateados, tristes e os que dão risada de si mesmos. Primeiro, os clientes contam suas histórias – algumas comoventes, outras simplesmente hilárias – e ajudam o artista a definir qual desenho será feito para o conserto.

Respeitando os limites e desejos de cada um e as características dos desenhos por cobrir, os tatuadores sugerem opções. As agulhas trabalham e aquilo que era um lembrete sem sentido vira uma obra de arte. As câmeras seguem todo o processo, até a finalização.

O primeiro cliente da segunda temporada de DEU RUIM NA TATTOO é o jovem Kris. Há quatro anos ele fez uma tatuagem no peito que o envergonha na hora de tirar a camiseta, até mesmo na frente da namorada: o desenho é o retrato do uma mulher seminua, definitivamente não combina com o local escolhido, e o traço está longe de profissional.

Jay, Alice e Sketch apresentam suas ideias a Kris. Cores fortes e desenhos estrategicamente posicionados para encobrir completamente a tatuagem antiga fazem parte dos trabalhos sugeridos.

A nádega é um dos locais mais doloridos para tatuagem – Abby, ainda adolescente, não sabia disso quando resolveu tatuar o rosto de uma personalidade, um amor platônico, bem ali. Para ajudar, a amiga que fez a tatuagem havia acabado de comprar sua primeira máquina... Kristin também tatuou uma celebridade na nádega e agora fica furiosa toda vez que olha para o desenho.

Ainda no episódio de estreia, Vicky quer fazer uma tatuagem que marque a superação de um acidente grave sofrido em uma montanha-russa e que causou a amputação de uma de suas pernas.

Assim, entre as diversas histórias hilárias e comoventes, DEU RUIM NA TATTOO faz um importante lembrete: tatuagens são permanentes, mas não há desenho desastroso que não tenha jeito nas mãos de profissionais qualificados e experientes.

 

DEU RUIM NA TATTOO (Tattoo Fixers)
Estreia: sábado, 28 de julho, às 23h
Classificação indicativa: 12 anos

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana