Isabeli Fontana fala sobre insegurança e boicote na carreira em canal da Rede Snack


Em conversa com Julia Faria a modelo contou o que fez para enfrentar seus piores medos

Dá para acreditar que até mesmo uma top model como Isabeli Fontana tem seus dias de insegurança? Pois é a mais pura verdade. A modelo foi a convidada do canal Julia Faria da Snack, maior rede multiplataforma brasileira de social vídeo.

Isabeli participou da playlist Se Conselho Fosse Bom e junto com Julia falou de um tema que ronda a maior parte das pessoas, a autoestima.

"Na escola eu era muito magrela e queria me esconder. Durante dois anos eu não falava, todo mundo achava que eu era muda, não olhava nos olhos, baixava a cabeça e pedia para o meu primo falar para eu ir ao banheiro. Quando a minha mãe descobriu que eu não falava na escola ela me colocou na terapia".

Isabeli conta que caiu no mundo da moda por acaso, ela odiava fotografar. "Eu não me aceitava, olhava para mim e me achava sempre horrorosa, esquisita e as pessoas falava pra mim 'você não sabe fazer isso ou aquilo' e eu comecei a acreditar que eu não sabia mesmo, que eu era impotente, não conseguia. Eu não conversava e desfilava bem, sempre tinha alguma coisa dentro de mim que me colocava pra baixo. Só hoje aos 35 anos eu passei a me aceitar.

A modelo lembrou de um episódio do começo de carreira em que foi boicotada: "Uma vez eu estava fazendo o desfile do Calvin Klein, ele gostou do meu jeito de caminhar. Eu não caminhava como menininha, essa coisa feminina foi abrochando um pouco mais pra frente. Eu tinha uma atitude, a moda era propícia a isso. Ele (Calvin Klein) quis colocar quatro looks em mim. Eu estava começando, tinha 15 anos, e isso era algo que só super model usava. Daí uma pessoa que trabalhava lá dentro quis me boicotar, porque alguém da família desfilava e tinha só um look e eu quatro. Ela falou para a minha camareira me vestir bem devagar, eu me atrasei e aí no ensaio que já era com a roupa, o estilista cortou um look meu. Esse mundo é complicado.

Isabeli conta que só hoje consegue lidar melhor com sua magreza e que o que a ajudou mudar de vida completamente foi o caminho espiritual: "Eu vivia deprimida, achava que eu só prestava para ganhar dinheiro. Tinha uma puta carreira bem-sucedida, meu apartamento pago, meus filhos e eu comecei a olhar e pensar de que adiantava tudo o que havia conquistado se eu não era feliz. Faltava um amor correspondido, até que eu encontrei o Diego. Quando você chega num patamar de dizer 'Eu agradeço pelas dores que eu tive' é porque você realmente mudou.

Se você ficou curioso e quiser saber mais sobre o vídeo, clique aqui: http://www.youtube.com/watch?v=xBPYTJw3GME&t=312s


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana