GNT e Globo são indicados ao Emmy(R)Internacional 2018 com três produções

  

 


 

"Eu Sou Assim" e "Palavras em Série" são os programas do GNT nomeados ao prêmio

 
 

A Academia Internacional de Artes e Ciências da Televisão anunciou, nesta quinta-feira, dia 27, os indicados ao Emmy Internacional 2018. Das seis indicações brasileiras ao prêmio, três delas são do Grupo Globo. O GNT é finalistas com duas produções: a série documental "Eu Sou Assim", dirigida por Eduardo Vaisman e Calvito Leal, uma coprodução com a TV Zero, na categoria "Documentário" e "Palavras em Série", na categoria "Programa de Arte", dirigido por Alberto Renault, uma coprodução com a Hungry Man. Com "Aldo - Mais Forte que o Mundo", a Globo é finalista na categoria "Filme/Minissérie para TV". Os vencedores serão conhecidos no dia 19 de novembro, em uma cerimônia em Nova York, nos Estados Unidos.

"Eu Sou Assim" é uma série documental de 13 episódios exibida em 2017 que aborda a história de famílias com filhos com transtornos e síndromes que ainda são alvo de estigmas e preconceitos, através de um ponto de vista positivo, construtivo e de superação. A série, produzida em parceria com a TvZero e com direção de Eduardo Vaisman e Calvito Leal, conta como as famílias convivem com esses desafios e retrata também adultos que aprenderam a lidar com as dificuldades e a transcender as limitações que essas condições impõem.

Já "Palavras em Série", produzido em parceria com a Hungry Man, é um programa de cinco episódios exibido em 2017 sobre sentimentos e palavras, que mostra encontros das atrizes Andrea Beltrão, Monica Iozzi, Lilia Cabral, Camila Pitanga e Regina Casé com as obras das autoras Adélia Prado, Tati Bernardi, Ana Cássia Rebelo, Hilda Hilst e Clarice Lispector respectivamente. A cada programa, uma atriz interpreta questões apresentadas em uma das obras enquanto conversa com o diretor Alberto Renault.

"É uma honra enorme para todo o time GNT ser indicado a um prêmio tão importante, que reconhece internacionalmente a diversidade e excelência na televisão. Buscamos promover diálogos com temas atuais, que inspirem e promovam a quebra de paradigmas e é muito importante ver esses conteúdos sendo reconhecidos", revela Daniela Mignani, Diretora do GNT.

Estrelada por José Loreto, a minissérie "Aldo - Mais Forte que o Mundo" contou, na Globo, a saga do herói brasileiro José Aldo, uma surpreendente história real de determinação, afeto e superação. Nascido na periferia de Manaus, filho de família pobre e com um pai alcoólatra, o lutador se tornou o maior campeão de MMA de todos os tempos, um ídolo mundial. Baseada no filme "Mais Forte que o Mundo", de Afonso Poyart, uma coprodução da Globo Filmes, a minissérie seguiu, em quatro capítulos, uma narrativa que misturou dramaturgia, imagens documentais e entrevistas com a família, amigos e com o próprio Aldo, para revelar os bastidores da aventura deste amazonense que conquistou o mundo.  Desde a origem humilde na periferia de Manaus, passando pela ida para o Rio de Janeiro em busca de uma chance na academia de Jiu-Jitsu de Dedé Pederneiras (Milhem Cortaz), até se tornar o primeiro campeão dos Peso Pena do Ultimate Fighting. Com roteiro de George Moura, Afonso Poyart e Marcelo Rubens Paiva, a obra contou ainda com grandes nomes no elenco, como Cleo Pires, Claudia Ohana, Jackson Antunes e Milhem Cortaz, entre outros.

Os vencedores do Emmy® Internacional 2018 serão anunciados em cerimônia no dia 19 de novembro, no hotel Hilton New York, nos Estados Unidos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana