Cantor pernambucano Siba é destaque em duas produções inéditas no SescTV



 

Um show, onde o músico, acompanhado da orquestra Fuloresta, apresenta repertório brasileiro de ritmos como ciranda e maracatu de baque solto; 

e um documentário sobre sua trajetória


Foto: Divulgação.

 


 

SescTV exibe pela primeira vez duas atrações com o cantor, compositor e guitarrista Siba Veloso. A primeira é o show Siba e a orquestra Fuloresta, que apresenta repertório que mistura sonoridades da cultura popular da Região da Mata, em Pernambuco, como ciranda e maracatu de baque solto. Com direção para TV de Daniel Pereira, o espetáculo irá ao ar nos dias 17/10, às 22h, 18/10, às 2h; 20/10, às 19he 21/10às 3h, às 7h e às 24h. A segunda é o documentário Siba nos Balés da Tormenta, que aborda a carreira do artista, no dia 19/10, às 23h, e 23/10, à 1h, com direção de Caio Jobim e Pablo Francischelli. As produções também podem ser assistidas em sesctv.org.br/aovivo.

 

Nascido no Recife, Sérgio Roberto Veloso de Oliveira, ou simplesmente Siba como é conhecido, iniciou sua carreira, em 1992, tocando guitarra e rabeca na Mestre Ambrósio, umas das mais importantes bandas do movimento manguebeat, no Recif, capital pernambucana. Com o grupo mudou-se para São Paulo, onde ficou até o término do conjunto, em 2002.  Neste ano, retornou para o seu estado e foi viver na cidade de Nazaré da Mata. Ali deu início a uma nova pesquisa musical, com foco na cultura popular da região.

 

Como fonte de estudos, manteve contatos com os trabalhadores da extração de cana-de-açúcar do município, que, diariamente, vivem manifestações folclóricas como o maracatu e a ciranda de roda. "É importante pensar que é uma cultura que mistura música, dança, poesia, teatro e artes plásticas de um modo que a gente não imagina no mundo contemporâneo", explica Siba. Nessa relação, o guitarrista conheceu aqueles que viriam a ser os integrantes da orquestra Fuloresta. Ao lado da banda, fez carreira nacional e internacional.

 

Após ficarem seis anos sem tocar juntos, o guitarrista e a orquestra se reencontraram no início deste ano, no show Siba e a Fuloresta, realizado no Sesc Pompeia, na capital paulista, e que será exibido pelo SescTV, no dia 17/10, às 22h, com reapresentações nos dias 18/10, às 2h; 20/10, às 19h; e 21/10, às 3h, às 7h e às 24h. No repertório, composições dos álbuns Fuloresta do Samba (2003) e Toda Vez Que Eu Dou Um Passo o Mundo Sai do Lugar (2008), lançados por eles, com arranjos modernos de ciranda, coco de roda, maracatu de baque solto, samba e frevo.

 

Três dias após a exibição do show (19/10, às 23h), o documentário Siba nos Balés da Tormenta destaca a trajetória profissional, a musicalidade e a poesia presente no trabalho do artista. A produção lembra a chegada do músico à Nazaré da Mata, cidade na qual o guitarrista conquistou sua linguagem poética e se tornou mestre de maracatu; fala sobre a passagem de siba pela banda Mestre Ambrósio nos anos de 1990, assumindo uma identidade local e de raiz, e sobre o período em que o pernambucano esteve à frente da orquestra Fuloreska. Além disso, aborda a criação do seu primeiro álbum solo, Avante (2012), produzido por Fernando Catatau.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana