TV por assinatura perde 536 mil clientes em 12 meses

Provedor  regional

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil registrou 17,79 milhões de contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de agosto de 2018, diminuição de 536 mil (-2,93%) nos últimos 12 meses. Na variação entre o mês de agosto de 2018 e julho do mesmo ano, a redução foi de 37 mil assinaturas (-0,21%).
Grupos
Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17,29 milhões de contratos ativos (97,17% do mercado) em agosto de 2018. São eles: a Claro, com 8,89 milhões (49,98%), a Sky, com 5,21 milhões (29,30%), a Vivo, com 1,61 milhão (9,05%), e a Oi, com 1,57 milhão (8,84%). As pequenas prestadoras da TV por assinatura totalizam 503 mil assinantes (2,83%).
Das grandes prestadoras de TV por Assinatura no país, apenas a Oi apresentou crescimento, mais 126 mil contratos (+8,70%) nos últimos 12 meses, a Vivo, menos 25 mil (-1,56%), a SKY, menos 146 mil (-2,73%), e a Claro, menos 402 mil (-4,32%).  As pequenas prestadoras de TV por Assinatura tiveram redução de 89 mil contratos (-15,00%).
Tecnologia
Em agosto de 2018, mais da metade dos assinantes de TV por Assinatura no Brasil receberam a programação por satélite, 9,71 milhões (54,55% do mercado), por cabo, 7,48 milhões (42,05%), e por fibra ótica, 605 mil (3,40%).
Apenas os assinantes que receberam a programação da TV por Assinatura por fibra ótica aumentaram em número nos últimos 12 meses, mais 248 mil (+69,71%). Os assinantes via satélite tiveram redução de 676 mil (-6,51%) e os que recebem o sinal por cabo diminuíram em 107 mil (-1,41%).
Estados e Distrito Federal
Nos últimos 12 meses, os estados com maior expansão no serviço de TV por Assinatura foram Ceará, mais 26 mil contratos (+6,76%), Amazonas, mais 16 mil (+5,54), Mato Grosso do Sul, mais 5 mil (+2,89%), Piauí, mais 2 mil (+2,63%) e Tocantins, mais 915 unidades (2,13%).
Os números da TV por Assinatura estão disponíveis no Portal da Anatel. A Agência informa que a prestadora Brisanet teve o registro de abril de 2018 repetido para o mês de agosto de 2018 por não encaminhar os números do serviço há quatro meses. A Anatel informa também que a prestadora Nossa TV não encaminhou os dados de agosto de 2018 e essa não se encaixa nos critérios definidos na Comissão de Gestão de Dados da Anatel para que seus números sejam repetidos (empresas com mais de 50 mil acessos ou empresas com mais de 5% de acessos em alguma unidade da federação).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana