Pesquisadores vêm ao Brasil propor que a história da humanidade seja recontada

 

Giorgio Tsoukalos e Erich von Däniken garantem que os livros escolares e universitários de história estão longe de contar a verdade sobre o passado da Terra e da humanidade

 

Em dezembro desembarcam para fazer palestras em São Paulo, Brasília e Curitiba os internacionalmente reconhecidos pesquisadores Giorgio Tsoukalos e Erich von Däniken, que estão à frente de um dos maiores sucessos da TV, a série "Alienígenas do Passado", do canal History, que está em sua 13ª temporada nos Estados Unidos e 8ª aqui no Brasil, com um público estimado em 65 milhões de pessoas.

 

Tsoukalos e Däniken – este que na década de 60 lançou seu famoso livro "Eram os Deuses Astronautas", que vendeu dois milhões de cópias em dezenas de idiomas –, garantem que a história do planeta Terra e da humanidade está errada desde o princípio. "É indiscutível que nossa espécie sofreu forte, contínua e decisiva intervenção por parte de civilizações extraterrestres em inúmeras épocas, desde a Antiguidade", argumenta Tsoukalos, que já estudou mais de 7.000 mil anos de história em busca de evidências para apoiar o que afirma.

 

"Entre elas estão incontáveis monumentos erguidos em todo o planeta com tecnologias e ferramentas que nossos ancestrais não tinham, a exemplo das pirâmides, que não se restringem ao Egito, mas estão em todos os continentes e até mesmo na Amazônia", diz, por sua vez, o veterano Däniken, que é fluente em quatro idiomas e, mesmo aos 84 anos, é um ávido pesquisador e viajante enérgico, com uma média de 200.000 quilômetros percorridos por ano para visitar lugares remotos da Terra atrás dos rastros do que ele chama de "antigos astronautas", que ele diz que chamamos erroneamente de "deuses".

 

Para Tsoukalos e Däniken, as tradições culturais religiosas, mitológicas e simbólicas de todas as civilizações que a Terra já abrigou e que hoje estão extintas, e ainda muitas das que ainda sobrevivem, contêm claras evidências de nossos antepassados receberam conhecimentos, ferramentas e tecnologias destes deuses em vários momentos. Alguns exemplos são notórios e reconhecidos até mesmo pelas academias de ciência de vários países.

 

Pedras Incas

 

Um dos casos seriam as Pedras de Ica, no sul do Peru. Foram encontradas milhares delas pelo médico e arqueólogo Javier Cabrera Darquéa, há mais de 50 anos, que hoje estão no museu homônimo naquela cidade. As pedras, algumas de poucos centímetros e outras que passam de um metro e algumas toneladas, contêm desenhos de dinossauros, de rituais ancestrais e até de tecnologias avançadas. Mas o mais incrível é que algumas mostram extração de sangue, cirurgias cesarianas, de transplante de coração e outras. Porém, elas são estimadas em ter milhares de anos, quando tais procedimentos não existiam.

 

Pinturas rupestres e medievais

 

Pinturas rupestres e medievais também formam parte destas evidências. As primeiras estão espalhadas por cavernas e paredões rochosos de todo o mundo, algumas com até 135.000 anos, denunciando com clareza a passagem pela Terra de outras inteligências cósmicas em suas naves. É que nossos remotos antepassados tinham o hábito de registrar desta forma tudo o que viam, e junto de representações de suas caçadas e lutas cotidianas, faziam o desenho de fenômenos astronômicos que presenciavam e até de avistamentos de discos voadores e seus tripulantes. "A semelhança destas imagens com as de UFOs vistos atualmente é surpreendente", garante Tsoukalos.

 

As pinturas medievais, por sua vez, estão espalhadas por museus de toda a Europa e algumas datam dos séculos XIV e XV. Os artistas da Idade Média sofriam forte pressão da Igreja para retratar figuras religiosas em suas pinturas, artesanatos, tapeçarias, moedas etc. Mas é incrível como eles também registravam em suas obras seres e artefatos não identificados não pertencentes à sua época. Isso está até mesmo no Vaticano, como é o caso da pintura Glorificação da Eucaristia, datada do século XV. "Nela se vê retratada com clareza uma esfera metálica e com antena, semelhante a um satélite dos anos 60, como o Sputnik. Como isso é possível?", questiona Däniken.

 

Mohenjo Daro

 

Os exemplos não param por aí, mas abundam por qualquer época da história que se queira analisar e se estendem por incontáveis países. Outra destas evidências é Mohenjo Daro, uma cidade da Civilização do Vale do Indo, onde hoje é o Paquistão, local que foi considerado o berço da civilização indiana. Trata-se de um sítio arqueológico com mais de 4.000 anos descoberto em 1922 por arqueólogos e que apresenta um dos maiores enigmas da Antiguidade.

 

Pelas ruas das ruínas de Mohenjo Daro foram encontrados aproximadamente 44 esqueletos com traços de carbonização e calcinação datando entre 1.900 e 1.500 anos a.C., todos de bruços e muitos segurando as mãos uns dos outros. "A única causa possível para a morte desses habitantes, que coincide com exames feitos nas antigas construções, seria uma explosão nuclear, mas tal forma de armamento foi desenvolvido apenas há pouco mais de 70 anos, durante a Segunda Guerra Mundial", afirma Tsoukalos. Como Mohenjo Daro, há inúmeras outras cidades em todo o mundo que se acredita que tiveram o mesmo fim, como Gobekli Tepe, no sudeste da Turquia.

 

"Enfim, se olharmos com um senso crítico e com uma ótica moderna, veremos evidências da passagem de outras espécies cósmicas pela Terra e muitas vezes do convívio de seres extraterrestres com nossos antepassados em inúmeras obras inusitadas", garante Däniken. Ele cita, entre outras, Machu Picchu, as linhas de Nazca, o candelabro de Paracas, os moais da Ilha da Páscoa, o sítio arqueológico de Stonehenge, as pirâmides do Egito e de Chichén Itzá, estas no México, e Puma Punku, aqui na Bolívia.

 

Giorgio Tsoukalos e Erich von Däniken, megacelebridades internacionalmente – a série "Alienígenas do Passado" passa em mais de 140 países –, estão fazendo uma cruzada mundial para recontarmos a história do planeta como ela realmente se deu, "e não como querem os livros de história que temos nas escolas e universidades", garante Tsoukalos. Ele completa: "Aceitamos o convite da Revista UFO para irmos ao Brasil para incluirmos o país nesta cruzada". Será a primeira vez que eles se apresentam juntos no Brasil e na América do Sul.

 

O International UFO Summit Brazil 2018 ocorrerá em São Paulo, Brasília e Curitiba, nos dias 4, 6 e 8 de dezembro (respectivamente) para recontar a história da humanidade. 

 

Serviço

International UFO Summit Brazil 2018

 

São Paulo / SP

Data: 04/12

Horário início: 21h

Local: Grande Auditório do Anhembi

Ingressos: a partir de R$ 180,00

Bilheteria Oficial no Allianz Parque (sem cobrança de taxas) - Rua Palestra Itália, 214 - Perdizes

Ou pelo site eventim.com.br

 

Brasília / DF

Data: 06/12

Horário início: 20h

Local: Centro de convenções Ulysses Guimarães

Ingressos: a partir de R$ 160,00

Bilheteria Oficial na Loja Eventim – Brasília Shopping (sem cobrança de taxas) - SCN Quadra 5 Bloco A, 2o Subsolo

Ou pelo site eventim.com.br

 

Curitiba / PR

Data: 08/12

Horário início: 20h

Local: Expo Unimed

Ingressos: a partir de R$ 150,00

Bilheteria Oficial na Amplitur (sem cobrança de taxas) - Rua Padre Leonardo Nunes, 440 - Portão

Ou pelo site eventim.com.br

 

Mais Informações: www.ufosummit.com.br

Redes sociais: facebook.com/ufosummitbrazil/  /  instagram.com/ufosummitbrazil

 

Realização: Seven Entretenimento e Revista UFO


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana