Sucesso pelo Brasil, “Fulaninha e Dona Coisa” apresenta segunda temporada pelo país


 
Com Nathalia Dill e Vila Mello, espetáculo irá passar por sete teatros administrados pela Opus
 
Crédito: Nana Moraes
 
"Todos temos na vida um lado Fulaninha e um lado Dona Coisa. Brincamos com isso quando as atrizes invertem de papel no palco", detalha Daniel Herz, diretor da comédia "Fulaninha e Dona Coisa", de Noemi Marinho, que faz turnê pelo Brasil.
 
O espetáculo, idealizado por Eduardo Barata, passará por Recife (11/11 - Teatro RioMar Recife), , Fortaleza (17/11 - Teatro RioMar Fortaleza), Natal (18/11 - Teatro Riachuelo), Rio de Janeiro (21/11 - Teatro Bradesco Rio), São Paulo (23/11 - Teatro Bradesco), Novo Hamburgo (07/12 - Teatro Feevale), Porto Alegre (09/12 - Teatro do Bourbon Country). Os ingressos já estão à venda e podem ser adquiridos nos pontos credenciados e pela internet.
 
"Fulaninha e Dona Coisa" retrata através do humor as dificuldades da convivência diária entre patroa e empregada. De um lado está Dona Coisa (Vilma Melo), uma mulher moderna, independente, que prefere manter certa distância em suas relações. Do outro está Fulaninha (Nathalia Dill), uma jovem com a cabeça cheia de sonhos que chega do interior para trabalhar como empregada doméstica e se envolve em inúmeras trapalhadas. "Fulaninha e Dona Coisa" fala das diferenças de origem e da relação entre duas pessoas, ao mesmo tempo, tão ricas e distintas. *Haverá substituição no elenco em algumas cidades.
 
"A possibilidade de emocionar o público dentro de uma comédia é algo quem me instiga e me interessa", comenta Daniel Herz, que além de assinar a direção, também interpreta, nas 5 primeiras cidades, o papel de um técnico de telefone que se envolve com Fulaninha.

"Em um momento em que o país passou por transformações nos direitos trabalhistas dos empregados domésticos, a peça aparece como uma oportunidade de falar das recentes modificações, de maneira bem-humorada, sem deixar de ser informativa. Um espetáculo que fala das muitas possibilidades e ambiguidades que existem numa relação entre o personagem que oprime e o que é oprimido", afirma o produtor Eduardo Barata.
 
"Como as mudanças de cena são muito rápidas resolvemos fazer uma brincadeira a partir do conceito de transformação", conta Clívia Cohen, responsável pelos figurinos, que se transformam em múltiplos elementos e adereços, assim como a relação entre as duas personagens também vai se transformando. Leandro Castilho compôs vinhetas e trilhas que auxiliam nas transições de cenas.

"A música contribui bastante com o humor. Aproveitei ritmos bem brasileiros, como batucada de tamborim, cuíca e samba", comenta Castilho. A cenografia de Fernando Melo da Costa, com algumas sugestões de elementos que compõe a casa de Dona Coisa, propõe um espaço de jogo cênico e com que cada espectador idealize uma casa diferente para Dona Coisa, através da imaginação. A iluminação é de Renato Machado.
 
A Vivo acredita que o teatro vai além do espetáculo e investe na cultura como elemento de transformação. Há 14 anos, por meio do Teatro Vivo, em São Paulo e de espetáculos com circulação nacional, buscamos proporcionar novas experiências culturais e ampliar nossa conexão com o público. Esse compromisso com as artes cênicas valoriza tanto atores consagrados como novos artistas em espetáculos por todo país.
 
Ficha Técnica:
Texto: Noemi Marinho
Direção: Daniel Herz
Idealização: Eduardo Barata
Cenário: Fernando Mello da Costa
Figurinos: Clívia Cohen
Iluminação: Renato Machado
Trilha sonora original: Leandro Castilho
Direção de produção: Elaine Moreira
Produção executiva e diretor de palco: Tom Pires

Elenco:
Fortaleza - Nathalia Dill, Claudia Ventura e Daniel Herz
Recife - Nathalia Dill, Vilma Melo e Daniel Herz
Porto Alegre - Nathalia Dill, Vilma Melo e Daniel Herz
Novo Hamburgo - Nathalia Dill, Vilma Melo e Daniel Herz
Rio de Janeiro - Nathalia Dill, Vilma Melo e Daniel Herz
São Paulo – Nathalia Dill, Vilma Melo e Leandro Castilho
Natal - Nathalia Dill, Vilma Melo e Leandro Castilho

Duração: 70 min.
Classificação: 12 anos
SERVIÇO

SÃO PAULO (SP)
Dia 23 de novembro
Sexta-feira, às 21h
Teatro Bradesco (Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso – Bourbon Shopping)
www.teatrobradesco.com.br
 
INGRESSOS:
SetorInteiraMeia-Entrada
Plateia (A a N)R$ 120,00R$ 60,00
Camarote PrimeR$ 120,00R$ 60,00
Plateia (O a W)R$ 100,00R$ 50,00
FrisasR$ 50,00R$ 25,00
Balcão NobreR$ 50,00R$ 25,00
 
- 20% de desconto para clientes, funcionários e acionistas da Rede MERCURE/ACCOR, limitados a 50 ingressos por sessão, dois por CPF;
40% Cartões Zaffari Card e Bourbon Card somente ESTRÉIA, limitado a 100 ingressos na compra de até 2 ingressos por titular do cartão. Vendas apenas na Bilheteria do teatro.
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo.
 
*** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais em São Paulo:
 
- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
- ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
 - JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
- JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
 - DIRETORES, COORDENADORES PEDAGÓGICOS, SUPERVISORES E TITULARES DE CARGOS DO QUADRO DE APOIO DAS ESCOLAS DAS REDES ESTADUAL E MUNICIPAIS mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.
 - PROFESSORES DA REDE PÚBLICA ESTADUAL E DAS REDES MUNICIPAIS DE ENSINO mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.
 
**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.
 
CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:
 BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE SERVIÇO
Bilheteria do Teatro Bradesco
OUTROS PONTOS DE VENDA - COM TAXA DE SERVIÇO
 Site: www.uhuu.com

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana