Canal exibe curtas-metragens inéditos que mostram a pluralidade da produção audiovisual brasileira atual


 

Produzidos na Bahia, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo, os filmes serão exibidos no SescTV entre os dias 6 e 27 de dezembro



Curta: Naiá e a Lua. Foto: Divulgação.

 

 

Em dezembro, o SescTV estreia filmes de ficção realizados na Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. As produções vão ao ar todas as quintas-feiras, a partir das 21h, na faixa+ Curtas, e trazem histórias de solidão, medo, mistério, amores secretos e lendas amazônicas. São elas:  Ruby, que tem direção de Luciano Scherer, Guilherme Soster e Jorge Loureiro;Carranca, de Wallace Nogueira e Marcelo Matos de Oliveira; As Verdades Temporárias, de Eduardo Kishimoto; Shokogun, de Clara Lobo; Não me Prometa Nada, de Eva Randolph; A Mula Teimosa e o Controle Remoto, de Hélio Villela Nunes, e Naiá e a Lua, de Leandro Tadashi. A programação também pode ser assistida emsesctv.org.br/aovivo.


No dia 6, o curta Ruby (RS, 2015, 17 min.) mescla documentário e ficção para traçar um breve perfil de Ruby, um artista da Outsider Art (em português, Arte Bruta), que vive sozinho em uma casa próxima à praia, e se inspira na natureza e na fotografia para criar suas obras. O filme venceu diversos prêmios, entre eles, as categorias Crítica, Público, Revelação e Cineclube no Festival de Cinema Luso-brasileiro da Feira, em Portugal, em 2015. Na sequência, a ficção Carranca (BA, 2014,10 min.), ambientada às margens do Rio São Francisco, traz no roteiro uma carranca e uma menina que sente medo do que tem em torno do rio e de seus mistérios.

 

No dia 13, o filme As Verdades Temporárias (SP, 2009, 15 min.) mostra uma moça que desperta numa cama de casal ao lado de um senhor que tem três vezes a sua idade. Ela não entende o que está acontecendo. Ao longo do dia, este senhor, seu filho e sua neta tentarão a todo custo persuadi-la de que ela faz parte da família, e deve permanecer na casa. O curta tem no elenco o cineasta Carlos Reichenbach. Logo depois, em Shokogun (SP, 2015, 14 min.), uma venezuelana e uma brasileira vivem sensações de medo, solidão, tédio e incertezas e passam por estranhas transformações em uma grande cidade da América do Sul.


Com estreia no dia 20, a ficção Não me Prometa Nada (RJ, 2016, 21 min.) fala sobre a paixão secreta de dois primos chineses, Hua e Ayon.  Tudo vai bem com eles até o momento em que Ayon é chamado de volta para a China. O curta mostra as ruas do bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, que se preparam para o Ano Novo Chinês, enquanto a paisagem carioca se transforma para a Olimpíada.


Fechando a programação, no dia 27, a também ficção A Mula Teimosa e o Controle Remoto (SP, 2010, 15 min.) traz a descoberta da amizade e cumplicidade entre um garoto do campo e um menino da cidade; e em Naiá e a Lua (SP, 2010, 13 min.), uma jovem índia se apaixona pela lua de tanto ouvir da anciã de sua aldeia a história do surgimento das estrelas no céu. O filme recebeu o prêmio de Melhor Curta de Ficção no Curta Carajás - Festival de Cinema de Parauapebas em 2010; o de Melhor Curta de Ficção do Júri Popular no Amazônia Doc - Festival Pan-Amazônico de Cinema em 2010; e o de Menção Especial no International Short Film Festival Oberhausen, na Alemanha, em 2011.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana