“As Vilãs que Amamos” é a nova série documental do VIVA


Com Fernanda Montenegro, Marieta Severo, Renata Sorrah, Adriana Esteves, entre outras atrizes consagradas, série relembra grandes vilãs da TV brasileira

 

As mocinhas podem até salvar o mundo, mas são as malvadas que despertam paixões. Para homenageá-las, no dia 22 de junho, às 19h, estreia no VIVA a nova série documental 'As Vilãs que Amamos'. Com criação de Hermes Frederico e direção de Felipe Careli e Waldecir de Oliveira, a atração recebe atrizes de peso, que deram vida a uma vilã marcante na teledramaturgia nacional. "As telenovelas brasileiras possuem uma qualidade artística ímpar e são interpretadas por grandes atores. As personagens denominadas de vilãs passaram a ganhar, no decorrer dos anos, um aperfeiçoamento dramatúrgico de qualidade, tornando-se arrebatadoras para o público", comenta Hermes. 

Fernanda Montenegro, Lília Cabral, Susana Vieira, Claudia Abreu, Eva Wilma, Nathália Timberg, Cássia Kis, Marieta Severo, Lea Garcia, Laura Cardoso, Joana Fomm, Glória Menezes, Renata Sorrah, Gloria Pires e Adriana Esteves são as convidadas da atração. A cada episódio, elas comentam a importância das antagonistas dentro das tramas e o que as faz serem, ao mesmo tempo, tão odiadas e amadas pelos telespectadores, além de compartilharem memórias, curiosidades, inspirações e influências. A partir de depoimentos, atrizes e autores consagrados contam tudo o que está por trás do processo de construção de personagens vilanaços tão vivos ainda hoje, como Odete Roitman ("Vale Tudo"), Nazaré Tedesco ("Senhora do Destino"), Carminha ("Avenida Brasil"), Branca ("Por Amor") e Bia Falcão ("Belissíma"), por exemplo. 

A série se propõe a revisitar clássicos da TV brasileira, relembrar personagens icônicos e homenagear essas mulheres que marcaram a memória do público. "O VIVA é uma marca que se consolida como o ponto de encontro de gerações, para viver e reviver os clássicos da televisão. Vemos em projetos assim a oportunidade de apresentar uma programação que fala diretamente com a memória afetiva do público."  diz Suely Weller, Gerente de Conteúdo dos canais GNT, VIVA e MAIS Globosat. "Reunir nomes como Fernanda Montenegro, Eva Wilma, Marieta Severo, Renata Sorrah e Adriana Esteves, entre outros, para relembrar obras e personagens que amamos, reforça o propósito do VIVA em resgatar as emoções do passado e deixar o presente mais leve.", completa. 

A série conta também com a participação especial dos autores Aguinaldo Silva, Benedito Ruy Barbosa, Manoel Carlos, Gilberto Braga, e Silvio de Abreu, além de Regina Duarte, que já no primeiro episódio faz um contraponto entre vilãs e heroínas. "Uma boa vilã pede uma boa mocinha; uma mocinha competente pede uma vilã de igual competência, para que haja esse embate que dá vida à trama, que gera o interesse do público em acompanhar a história", diz a namoradinha do Brasil.

"As Vilãs que Amamos" terá 16 episódios exibidos semanalmente na TV e, também, poderá ser assistida no VIVA Play.

 

 "As Vilãs que Amamos"

Estreia: 22/06, às 19h – todo sábado, no VIVA


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO