Canal Brasil celebra o mês do rock com mostra de filmes dedicados ao gênero

 

 

O Canal Brasil entra no embalo da comemoração do mês do rock com uma programação especial durante todo o mês de julho. Sempre aos sábados, às 19h, vão ao ar: no dia 6/7, "Rock Brasília – Era de Ouro" (2011), documentário de Vladimir Carvalho sobre o cenário musical da capital nacional; no dia 13/7, "Raul – O Início, o Fim e o Meio" (2012), com a biografia do pai do rock brasileiro; no dia 20/7, "Loki – Arnaldo Baptista" (2009); e no dia 27/7, a programação chega ao fim com "Cazuza – O Tempo Não Para" (2004), inspirado na vida do exagerado mais querido da música nacional.

 

Rock Brasília – Era de Ouro (2011) (112')
Horário: Sábado, dia 6/7, às 19h
Direção: Vladimir Carvalho
Classificação: 12 anos
Sinopse: Documentário nacional sobre a trajetória do cenário rock/musical de Brasília nos anos 80, desde os primórdios, das bandas embrionárias até o estouro nacional de Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude. Com depoimentos de diversos músicos, familiares e personalidades importante, o filme revela detalhes sobre a chamada Era de Ouro da cidade e a origem de diversos grupos.

Raul – O Início, o Fim e o Meio (2012) (129')
Horário: Sábado, dia 13/7, às 19h
Direção: Walter Carvalho
Classificação: 14 anos
Sinopse: Responsável por uma revolução não apenas na música, mas também na cultura do país de forma abrangente, com ideias libertárias e uma filosofia anárquica, Raul Seixas foi homenageado, 23 anos após seu falecimento, neste documentário de Walter Carvalho, que conta com depoimentos de Caetano Veloso, Marcelo Nova, Paulo Coelho e Pedro Bial.

Loki – Arnaldo Baptista (2009) (122')
Horário: Sábado, dia 20/7, às 19h
Direção: Paulo Henrique Fontenelle
Classificação: Livre
Sinopse: A história de talento e superação de um dos maiores nomes do rock brasileiro. Arnaldo Baptista tem sua incrível trajetória revelada nesta cinebiografia, dirigida por Paulo Henrique Fontenelle. Produzido, finalizado e distribuído de forma independente pelo Canal Brasil – que, pela primeira vez, assinou a produção de um longa-metragem –, o documentário é embalado por músicas que marcaram época. Depoimentos fortes e imagens raras ilustram a rica e muitas das vezes misteriosa vida do compositor, cantor, baixista e pianista. A narrativa é, ao mesmo tempo, poética, dramática e divertida, costurada com delicadeza por entrevistas emocionantes, enquanto o artista pinta um imenso e emblemático quadro.

Cazuza – O Tempo Não Para (2004) (97')
Horário: Sábado, dia 27/7, às 19h
Direção: Sandra Werneck
Sinopse: A vida louca e breve do rockeiro Cazuza é o foco da cinebiografia dirigida por Sandra Werneck em parceria com Walter Carvalho. A sede de liberdade permeava a trajetória de Cazuza (Daniel de Oliveira). Embalado por canções que marcaram uma geração, o longa-metragem acompanha a carreira do cantor e compositor, desde o encontro com o grupo Barão Vermelho até o precoce desfecho causado pela Aids, em 1990. Adepto da experimentação, o artista vivia intensamente. Sempre ao lado do filho, Lucinha Araújo (Marieta Severo) foi o pilar da resistência de Cazuza frente ao vírus HIV. Corajosamente, o músico encarou a doença e não abriu mão dos poucos prazeres que lhe restavam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO