Como proteger a sua privacidade no smartphone




Atualmente, os smartphones são uma máquina de pagamento único, saúde pessoal, trabalho, jogos, produtividade, mensagens de texto, tweeting e interação nas mídias sociais. Nós os usamos para fazer praticamente tudo, de banco a email de notas de última hora em um projeto.



Mas seja um navegador hackeado, pequenos ladrões na cafeteria ou a sua própria tendência a perder aparelhos eletrônicos nos táxis, usar o smartphone como fonte centralizada para todas as suas informações traz grandes riscos, e quanto mais você conectar e armazenar, mais você pode perder. De fato, apenas no último ano, pelo menos 7,1 milhões de telefones foram perdidos ou roubados



Isso é uma má notícia, não apenas para indivíduos, mas também para inúmeras empresas, principalmente se elas tiverem políticas de ´cada pessoa leva o seu computador´, porque cada telefone e operadora individuais realmente variam em seu nível de segurança.



Não é de admirar, então, que tantas pessoas e empresas estejam começando a levar a segurança móvel a sério. Vamos dar uma olhada em algumas etapas que você pode seguir para manter seu telefone - e sua riqueza de dados pessoais - seguros.



1. Use uma VPN enquanto estiver online

Uma rede privada virtual, também conhecida como VPN, é uma camada de proteção em tempo real que codifica toda a informação que sai do seu celular e computador para a internet. Protege seu smartphone de hackers e malwares.



2. Use uma senha

Isso pode parecer óbvio, mas, de acordo com uma pesquisa da Consumer Reports, 64% de nós não usam nossos códigos de acesso. (Para o registro, o uso da senha definida de fábrica totalmente não conta.)

Francamente, não usar uma senha é uma ideia horrível. Você está basicamente entregando todas as suas informações pessoais a qualquer pessoa que roube seu telefone.



Ao configurar sua senha, use as mesmas medidas de segurança que você usaria em qualquer outro dispositivo, como não usar seu aniversário ou número de segurança social para sua senha, e definitivamente não "1234". Nunca compartilhe sua senha com ninguém e não reutilize senhas de outros sites ou dispositivos.



Embora este seja um assunto de debate, a maioria dos especialistas pensa que é melhor usar um número PIN do que os padrões de desenho, pois as chances de adivinhar um código são muito menores do que adivinhar um padrão. Mas, ei, se você bloquear o telefone, qualquer uma das opções é boa.



3. Seja seletivo com seus aplicativos

Esse novo aplicativo pode parecer ótimo, mas com tantos fornecedores desconhecidos por aí, pode ser difícil saber o quão privado e seguro pode ser. Por esse motivo, é melhor acessar uma loja de aplicativos confiável como iTunes, Android Market ou Amazon e verificar minuciosamente as opiniões antes de fazer o download de qualquer aplicativo e inserir suas informações pessoais.



Seja particularmente cauteloso com aplicativos financeiros.



4. Não clique em links suspeitos

Talvez sejam aquelas telas minúsculas, quase indecifráveis, talvez seja uma falsa sensação de segurança, mas por algum motivo, as pessoas têm três vezes mais chances de clicar em links suspeitos no celular do que em um PC. Nosso melhor conselho para isso? Não faça isso. Veja com mais cuidado o URL, especialmente se eles estiverem pedindo para você inserir informações pessoais. A maioria dos bancos tem uma página explicando o que eles pedem e não pedem. Faça sua pesquisa antes de divulgar seus dados pessoais.



5. Ative a limpeza remota

Caso seu telefone seja perdido ou roubado, seria ótimo apagar seus dados importantes de longe. Você pode fazer isso por meio da limpeza remota, e é relativamente fácil na maioria dos dispositivos. Um iPhone, por exemplo, simplesmente exige que você ative o "Find My Phone" no dispositivo e se inscreva em uma conta do iCloud, que será o seu comando central na hora de limpar.



Existem algumas preocupações sobre as empresas que usam software de rastreamento de localização como esse para infringir os direitos de privacidade pessoal. Consulte a política da empresa e verifique se você se sente à vontade antes de configurar tudo.



6. Mantenha o software atualizado



As atualizações de software geralmente corrigem falhas de segurança e privacidade encontradas pelos usuários ao testar o software no mundo real. Manter seu software atualizado significa que você terá as soluções mais recentes. Dito isto, às vezes faz sentido esperar uma semana ou duas antes de instalar as versões mais recentes para verificar se há algum problema com lançamentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”

Paramount Channel Programação Semanal 1º a 07 de abril