Aos 9 anos, após se destacar no teatro, Carol Ratton se prepara para estrear no cinema em dois filmes, "Dona da Mente" e "Voo ou não Voo"


A atriz mirim, que tem Millie Bobby Brown, a Eleven de "Stranger Things", como inspiração, interpreta Sabine, uma menina médium em 'Dona da Mente', e Betina Rios, uma passageira surtada, em 'Voo ou Não Voo'.


Os filmes serão apresentados numa mostra de cinema no Cinesystem Américas, no Recreio, no dia 25 de janeiro.



Carolina Ratton - Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação/Nobre Assessoria


Completamente apaixonada pela arte e atuação, Carol Ratton, com apenas nove anos, vem se tornando um dos grandes nomes mirins no teatro no Rio de Janeiro, com 5 espetáculos em apenas 2 anos em seu currículo. Para este início de 2020, a pequena notável se prepara para sua estreia no cinema em dose dupla. Ela está no elenco dos filmes "Dona da Mente" e "Voo ou não Voo", que serão exibidos no próximo dia 25 de janeiro numa mostra de cinema no Cinesytem Américas, no Recreio - - a mostra "CurtaSystem", que acontece das 16h às 21h.

Para a estreia nas telonas, Carol leva toda sua desenvoltura, presença de palco e naturalidade ao atuar; características já destacadas por diretores e também pela imprensa. Em "Dona da Mente", a atriz mirim dá vida à Sabine, uma menina médium, e em "Voo ou Não Voo" ela interpreta a surtada Betina Rios.


"Atuar é o que eu amo e faço feliz da vida. É muito legal me colocar em um 'outro mundo'. Me sinto como o personagem naquele momento", fala a pequena, toda empolgada. Ela explica: "Fiz a Sabine, uma menina médium bem sinistra no suspense 'Dona da Mente' e depois, na comédia 'Voo ou não Voo' fiz a Betina Rios, uma passageira surtada e apavorada."

O talento de Carol foi notado rapidamente por seus pais, que a apoiam na vida artística: "Desde os cinco anos eu já brincava com meus bonecos de teatro, inventava músicas. Aos 7 anos meus pais me perguntaram se eu queria fazer teatro e eu fiquei muito feliz. Hoje já tenho uma história artística para contar, com algumas peças de teatro. É realmente o que eu amo. Tenho muita facilidade em decorar texto e um apoio muito grande da minha família"


Carol revela ainda suas inspirações e com quem ainda sonha em trabalhar: "Minha inspiração para o suspense foi na Millie Bobby Brown, a Eleven de Stranger Things. Ela vai do terror ao humor com a mesma competência. É maravilhosa! No Brasil eu sonho em trabalhar com Juliana Paes, a galera da Turma da Mônica no cinema e com a Larissa Manoela."

Elogios de grandes nomes:


Carol Ratton é vista como uma das grandes promessas pelos diretores de teatro e colegas que trabalharam com ela. Andrea Avancini, por exemplo, é só elogios para a pequena que dirigiu nos espetáculos "Contando Estrelas" e "A sereia que não queria ser fada": "Carol é uma das atrizes mais talentosas que conheço. Com sua intensidade, verdade e carisma encanta a todos que tem a felicidade de conhecer seu trabalho incrível! Sou fã dela"

Juliana Kelling, diretora de "Voo ou não Voo" também se enche de orgulho ao falar da atriz: "Carol é uma menina iluminada, talentosa e doce. Acredito nela e sei o quanto ela vai crescer muito! Uma princesa linda que eu admiro e agradeço Deus pela oportunidade de trabalhar com essa grande estrela que é uma promessa no nosso meio artístico".


Já o músico e diretor Pedro Sol Blanco, com quem Carol fez sua primeira peça, "No Mundo da Música", fala que o que o encantou na atriz mirim é sua veracidade: "A Carol em cena simplesmente é quem ela é na vida real, essa veracidade em cena não se aprende e nem se ensina, de fato ela nasceu para brilhar nos palcos, cantando e atuando de verdade".

Sobre "Dona da Mente"


Com texto de Leon Borghes e direção de Juliana Kelling, 'Dona da Mente' traz a família Amâncio numa história de amor e ódio nos limites do sobrenatural. Sabine, personagem de Carol Ratton, é a filha mais nova de Hélio. Menina que possui mediunidade avançada. Sente a presença da mãe e prevê algumas coisas. Sente que a família está sendo dominada por uma força estranha e fica angustiada porque não acreditam em suas clarividências.

Sobre "Voo ou Não Voo"

A companhia aérea Can Fly AirLines com destino a Dubai, faz uma viagem com voo fretado para o Beauty Congress. Um congresso de beleza nos Emirados Árabes. Em quase 15 horas de voo a tripulação se vê em uma aventura nas alturas. Exaltando as personalidades mais contrastantes de uma turbulenta viagem. O filme tem direção de Juliana Kelling. Carol Ratton vive Betina Rios. Sem muitas condições financeiras, ela tem acrofobia (medo de altura). Seu pavor com avião acaba contagiando algumas pessoas ao redor.


SERVIÇO:

2ª Mostra de Filmes - 'CurtaSystem'

Local: Cinesystem America - Americas Shopping - Avenida das Américas, 15500 - Recreio dos Bandeirantes

Dia: 25/01/2020 - sábado

Horário: das 16h às 21h

Valores e Ingressos: www.ingressocerto.com

Mais informações:

Mara (21) 99769-4702

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

DUPLA DÁ VIDA NOVA A CASAS ABANDONADAS NA SÉRIE “ALISON E DONOVAN: REFORMANDO COM ESTILO”