BATERISTA DO PANIC! AT THE DISCO CRIA NOVA CAIXA ACÚSTICA COM IMPRESSÃO 3D


Músico da banda norte-americana redesenha peça de sua bateria e utiliza tecnologia de manufatura aditiva para torná-la realidade.

São Paulo, Brasil - Stratasys, líder mundial em impressão 3D, ajudou um dos mais conhecidos e respeitados músicos da atualidade a transformar um sonho pessoal em realidade. O músico Dan Pawlovich, baterista da banda de pop rock norte-americana Panic! At The Disco, construiu, com ajuda da Stratasys Direct Manufacturing - braço da Stratasys para prestação de serviços de impressão 3D sob demanda - sua nova caixa acústica, uma das peças de sua bateria, cujo corpo foi totalmente impresso em 3D, com base em um desenho criado pelo músico.

A Stratasys Direct Manufacturing presta serviços de impressão 3D de peças sob demanda em diversas tecnologias, incluindo Stratasys FDM e PolyJet, tanto para pequenos projetos de prototipagem até pedidos de moldagem por injeção de alto volume. O usuário envia, online, seu design 3D para análise, escolhe o material e a tecnologia de impressão, faz uma cotação instantânea e encomenda suas peças.

No caso de Pawlovich, o músico buscava uma forma de criar uma caixa acústica que lhe desse um som mais limpo e cristalino. Para isso, ele sabia ser necessário eliminar boa parte das peças de metal que ficam presas ao redor da caixa e fazem a junção entre as peles acústicas superiores e inferiores, responsáveis pela ressonância acústica, mantendo-as presas ao corpo do instrumento. Quando teve esta ideia, há algumas décadas, simplesmente não havia solução tecnológica que pudesse ajudá-lo, até que ele descobriu que, com impressão 3D, poderia criar sua nova caixa de bateria.

Uma caixa tradicional de bateria acústica é composta pelo corpo circular do tambor, geralmente produzido em madeira ou em acrílico, com peles acústicas que tampam as partes superiores e inferiores da caixa, e são fixadas ao tambor por meio de peças de metal posicionadas entre as duas extremidades da caixa, colocadas por toda a extensão do tamanho do tambor. A caixa desenhada por Pawlovich eliminou a necessidade das peças de metal para fixar as peles das duas extremidades, embutindo, no corpo do tambor criado pela impressora 3D, pequenos espaços e saliências para fixar as peles com menor necessidade possível de peças de metal, sem que as duas extremidades da caixa fossem conectadas pelos tensores de metal.

Satisfação do Músico e da Banda

Antes de procurar a Stratasys, Pawlovich teve experiências frustrantes com outros serviços de impressão em 3D. Contudo, a atenção que ele recebeu da empresa fez com que seu projeto tão sonhado finalmente desse certo. "Conversar com um especialista em projetos me ajudou a lidar com os principais problemas a serem resolvidos na criação do protótipo. É essencial esta atenção individual que a Stratasys me deu e que garantiu o sucesso da minha ideia", afirma o músico.

Quando levou sua nova caixa impressa em 3D para a turnê da banda, o músico ganhou elogios de seus companheiros e dos técnicos de som. "O som da caixa é bem mais claro e limpo, foi uma grande surpresa principalmente para nossos técnicos de som. Além disso, enfrentamos diversas mudanças de temperatura durante a turnê e a caixa aguentou muito bem", completa Pawlovich.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada