HBO ESTREIA DOCUMENTÁRIO SOBRE UM DOS MENTORES MAIS CONTROVERSOS DE DONALD TRUMP







São Paulo, 16 de junho de 2020 - BULLY. COVARDE. VíTIMA. A HISTÓRIA DE ROY COHN, estreia na terça-feira, 23 de junho, às 20h15, com exclusividade na HBO e HBO GO. O documentário retrata a vida e a morte do infame lobista e advogado norte-americano Roy Cohn, principal conselheiro do senador Joseph McCarthy e mentor político de Donald Trump. O filme tem início na década de 1950, quando ele começa a exercer influência na política norte-americana, e o acompanha até os anos 1980, quando se tornou um dos queridinhos da Casa Branca no governo Reagan e ativista contra a homossexualidade. Cohn morreu de AIDS em 1986.

O documentário mostra o período em que Cohn ganhou notoriedade com suas acusações contra o casal Julius e Ethel Rosenberg. O episódio, que ficou conhecido como o caso dos "espiões atômicos", é apresentado pela diretora Ivy Meeropol, de Indian PointUma Usina Nuclear em Nova York e HERDEIRA DE UMA EXECUÇÃO da HBO, a partir de sua perspectiva única, como neta do casal. Meeropol passou parte de sua vida sentindo uma mescla de repulsa e fascínio pelo homem que acusou, condenou e lutou pela execução de seus avós . Baseado em um extenso material de arquivo recém-descoberto, o documentário compõe o relato mais revelador de Roy Cohn até hoje.

BULLY. COVARDE. VíTIMA. A HISTÓRIA DE ROY COHN estreou mundialmente em 2019 no Festival de Cinema de Nova York. Seu conteúdo é narrado por diversas vozes, entre familiares, amigos, funcionários e amores de Cohn, assim como pessoas que ele perseguiu - todas profundamente afetadas por isso. O documentário também conta com áudios inéditos de conversas francas entre Cohn e o jornalista Peter Manso, gravados no auge da carreira do advogado como lobista em Nova York. Entre os principais períodos da vida de Cohn é retratada a sua fase em Provincetown, onde se sentia mais confortável com própria sexualidade e onde dividiu uma casa com Manso e com o escritor Norman Mailer. John Waters, Cindy Adams, Alan Dershowitz, Nathan Lane e Tony Kushner estão entre os entrevistados. Lane, que interpretou Cohn e recebeu o prêmio Pulitzer® de teatro em 2018 pela peça Anjos na América, contou como ele era perigoso e como exercia o poder por meio de insinuações e calúnias.

"Roy Cohn ficou famoso como advogado acusando e lutando pela execução dos meus avós Ethel e Julius Rosenberg", disse Meeropol. "Muitos anos depois se tornou advogado, mentor e amigo íntimo de Donald Trump . Está na hora de refletirmos sobre como chegamos até aqui. Sou muito grata pela oportunidade de apresentar este documentário ao público da HBO."

Com direção de Ivy Meerpol, BULLY. COVARDE. VíTIMA. A HISTÓRIA DE ROY COHN é uma produção da Motto Pictures e da Red 50 Production para a HBO Documentary Films. Produtores: Julie Goldman, Christopher Clements, Ivy Meeropol e Carolyn Hepburn; produtor associado: Juan Daniel Torres; coprodutores: Marissa Ericson e Peter Manso; consultor de produção: Frank Rich. Direção de fotografia: Daniel B. Gold; edição: Anne Alvergue e Adam Kurnitz; música: Nathan Halpern e Chris Ruggiero. Produtoras executivas da HBO: Nancy Abraham e Lisa Heller.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada