CANAL L!KE:: DESTAQUES DE 5 A 11 DE JULHO

Entrevistas exclusivas, dicas imperdíveis e muito mais! A semana do Canal Like (530 da Claro) será movimentada e Maytê Piragibe, Hugo Bonemer e Anne Braune prepararam programas especiais sobre as principais novidades da TV por assinatura e do streaming.

Domingo tem o "Agenda Like", com um resumão da semana. Na segunda, dia 6 de julho, às 20h, o canal reforça a importância do debate de igualdade racial com o "Listas: Vidas Negras Importam", especial que indica três produções que dão voz aos negros e exaltam ainda mais suas histórias. No mesmo dia, à 0h, pode preparar o lencinho, porque tem novidade para lá de emocionante no streaming e o Like conta detalhes do drama no "Exclusivo Para Sua Casa: 18 Presentes". Na terça, dia 7, às 18h, é a vez de Anne Braune bater um papo com o diretor, coroteirista e personagem-narrador de "Em Busca de Kardec" no "Entrevista Like em Casa: Karim Akadiri Soumaïla". Já na quinta, dia 9, às 15h, o Like exibe um programa gravado antes do início da pandemia sobre o premiado "Liquid Voices: A História de Mathilda Segalescu", filme que chega direto às plataformas de streaming no Brasil. No especial, Anne Braune conversa com a diretora e compositora Jocy de Oliveira e com a atriz e soprano Gabriela Geluda.

 

AGENDA LIKE

Se você quer curtir o melhor da semana, já sabe: o domingo começa com as dicas de Anne Braune no "Agenda Like". Dia 5 de julho, às 10h, ela vai antecipar as estreias, os especiais e as maratonas da TV por assinatura, do VoD e do streaming.

Na segunda já tem dobradinha de novidades no Gloob. Indicada ao Daytime Emmy Awards 2020, a animação "Vera e o Reino do Arco-Íris" estimula os pequenos, inspirando consciência e atenção plena, além de contar com importantes ferramentas para o desenvolvimento de competências socioemocionais. E os estranhos moradores de Caçapa do Canto estão de volta com a segunda temporada de "GigaBlaster"! Já o Space comemora o dia de um dos ídolos dos filmes de ação. O especial "Feliz Aniversário Stallone" vai exibir em sequência: "Ajuste de Contas", "Fuga Para a Vitória", "Alta Velocidade", "Stallone Cobra", "Daylight" e "O Especialista".

No Animal Planet, julho é o "Mês dos Grandes Felinos" e o canal exibe uma programação temática com atrações dedicadas aos animais da natura selvagem. Na terça, dia 7, é a vez de "Leões-da-Montanha: Vida no Limite", documentário produzido pela BBC que acompanha pela primeira vez, durante um ano inteiro, duas famílias de um dos predadores mais conhecidos das Montanhas Rochosas, na América do Norte.

Quarta é dia de se empolgar com a 15ª temporada de "America's Got Talent", destaque no canal Sony. Heidi Klum está de volta e Sofia Vergara entra para o time de jurados do show de talentos da TV. E, no Cartoon Network, tem "Garotas Desenham Garotas: Dois Camaleões", um curta animado criado a partir da arte e de histórias enviadas por três garotas talentosas.

A quinta será cheia de adrenalina no Space, com a estreia de "Em Ritmo de Fuga", estrelado por Lily James, Jon Hamm, Jamie Foxx e Ansel Elgort. O talentoso motorista de fuga Baby está sempre com fones de ouvido porque a música silencia um zumbido que o perturba desde um acidente. Depois de conhecer Debora e se apaixonar, ele quer se livrar do estilo de vida que leva e recomeçar.

A Netflix estreia na sexta "O Crush Perfeito", reality show com encontros às cegas. A atração se passa em São Paulo e acompanha seis solteiros em busca de um novo amor. Cada um deles vai a cinco dates e conhece pessoas com perfis completamente diferentes. Com Charlize Theron, "The Old Guard" também chega à plataforma de streaming. Inspirado na série de quadrinhos, o filme tem quatro guerreiros eternos, que protegem a humanidade em segredo há séculos. Eles são perseguidos justamente quando descobrem uma nova imortal.

Já ouviu falar em Ruth Bader Ginsburg? A dica de sábado é ver "Suprema", na HBO. Interpretada por Felicity Jones, a jovem está no início da carreira e da luta contra a desigualdade de gênero. O adversário? Um século de discriminação institucionalizada. O filme é um relato inspirador sobre o caminho desse ícone até se tornar parte da Suprema Corte Americana. Na HBO Plus, vai ter maratona de "Monstro do Pântano". A minissérie mostra uma investigação do que parece ser um vírus mortal encubado no pântano de um pequeno povoado da Louisiana e de uma criatura misteriosa que emerge no local. Na sequência, ainda tem "A Freira", "Annabelle 3: de Volta Para Casa" e "A Maldição da Chorona".

Para os que curtem mergulhar no passado, o History estreia "Devoradores de História" no domingo. Especialistas em comidas antigas descobrem, desembalam e consomem os alimentos mais nostálgicos e impactantes do mundo. No primeiro episódio, Josh e Smokey tentam consumir um cereal peculiar. Depois experimentam salgadinhos de milho feitos na época da Guerra Civil americana.

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar domingo, dia 5 de julho, às 10h

Assista também: terça, dia 7, e quinta, dia 9, às 10h

 

 

LISTAS: VIDAS NEGRAS IMPORTAM

Na segunda, dia 6 de julho, às 20h, o Like reforça a importância do debate de igualdade racial e indica três produções que dão voz aos negros e exaltam ainda mais suas histórias: "Infiltrado na Klan", "Corra!" e o brasileiro "Branco Sai, Preto Fica". Filmes que reafirmam um sentimento que, infelizmente, ainda precisa ser explicitado para todo mundo entender: vidas negras importam.

A primeira dica do "Listas: Vidas Negras Importam" é "Infiltrado na Klan", estrelado por John David Washington e Adam Driver e com direção de Spike Lee, uma das vozes negras mais contundentes do cinema internacional. Premiado no Oscar na categoria Melhor Roteiro Adaptado, o filme se passa nos anos 70 e conta uma versão ficcional de uma história real, de como um policial negro conseguiu se infiltrar no grupo local de Ku Klux Klan - organização americana que defende a supremacia branca. A produção traça paralelos históricos importantes do passado recente com os dias de hoje e é bem clara na sua mensagem: abaixo os racistas.

Também vencedor do Oscar, com a estatueta de Roteiro Original, "Corra!" foi desenvolvido pelo então comediante Jordan Peele e bombou pelo mundo. Com Daniel Kaluuya, Allison Williams, Catherine Keener e Bradley Whitford, o longa de terror designa o racismo estrutural em todas suas faces mais sutis e socialmente aceitas.  

O cinema nacional é destaque no "Listas: Vidas Negras Importam" com o premiado "Branco Sai, Preto Fica". O filme se passa na Ceilândia, região do Distrito Federal, nos arredores de Brasília. Enquanto dois homens negros ainda lidam com o trauma de terem sido baleados pela polícia em um baile Black, nos anos 80, um terceiro homem vem do futuro para entender melhor o que se passou e buscar reivindicações. A produção é a primeira que tem um viajante temporal negro, pobre e em combate direto com o sistema.

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar segunda, dia 6 de julho, às 20h

Assista também: quarta, dia 8, e sexta, dia 10, às 20h

 

 

EXCLUSIVO PARA SUA CASA: 18 PRESENTES

Pode preparar o lencinho, porque tem novidade para lá de emocionante no streaming. E, na segunda, dia 6 de julho, à 0h, o Like traz detalhes sobre o drama no especial "Exclusivo Para Sua Casa: 18 Presentes".

Uma experiência real que comoveu o mundo inspirou o filme, que aborda um amor maternal que ultrapassa as fronteiras do tempo e da morte. Com direção de Francesco Amato e Vittoria Puccini, Benedetta Porcaroli e Edoardo Leo no elenco, "18 Presentes" relembra a história de Elisa Girotto - o roteiro conta com a colaboração de seu viúvo, Alessio Vicenzotto.

Vittoria Puccini interpreta Elisa, mulher que se divide entre o trabalho, o relacionamento com o marido (Edoardo Leo) e os preparativos para a chegada de um bebê. Sua vida tem uma reviravolta quando ela recebe duas notícias impactantes ao mesmo tempo: será mãe de uma menina, mas não terá tempo de criá-la, por conta da descoberta de um câncer terminal. Elisa não desanima e encontra um jeito de se manter próxima a Anna. Ela decide que vai deixar dezoito mimos e surpresas para a pequena, cada um tem que ser dado em um aniversário.

A produção mostra a passagem do tempo e como Anna (Benedetta Porcaroli) vai recebendo esse legado. Até que, aos dezoito anos, ela se rebela com o ritual anual e vem um misto de tristeza e raiva pela ausência da mãe durante toda sua vida. A ficção entra em cena: Anna briga com o pai, foge de casa, é atropelada e entra em coma. De forma surpreendente, ela consegue voltar no tempo e conhecer sua mãe, viva e grávida.

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar segunda, dia 6 de julho, à 0h

Assista também: quarta, dia 8, e sexta, dia 10, à 0h

 

 

ENTREVISTA LIKE EM CASA: KARIM AKADIRI SOUMAÏLA ("EM BUSCA DE KARDEC")

Julho chega com novidade no Prime Box Brazil, a série documental "Em Busca de Kardec", que mergulha no espiritismo e procura ressignificar o luto. Na terça, dia 7, às 18h, você pode conferir o papo de Anne Braune com o diretor, coroteirista e personagem-narrador da produção no "Entrevista Like em Casa: Karim Akadiri Soumaïla".

Da Europa ao Brasil. Em oito episódios, a série mostra o francês tentando se comunicar com Ifa, sua falecida filha, através de pintura mediúnica. Com a experiência, descobre escritos inéditos de Allan Kardec, importante propagador da doutrina espírita.

Durante a entrevista, o cineasta revela como foi dirigir e ser personagem ao mesmo tempo. "Não estou acostumado a ficar em frente à câmera, normalmente estou atrás dela. Tive que ter um cuidado a mais. Foi muito pesado contar toda a verdade e ter que lidar com o luto e com todas essas coisas. Ao mesmo tempo, minha mente focou em produzir esse documentário e rapidamente esqueci esses sentimentos. Era minha missão produzir esse documentário, então esqueci o lado afetivo e foquei no assunto, que era Kardec. Significou muito para mim", comenta Karim Akadiri Soumaïla.

No Brasil, o viajante também conhece o legado de médiuns como Chico Xavier e destaca que viveu momentos únicos e profundos ao filmar "Em Busca de Kardec". "Tivemos acesso a correspondências privadas do Kardec e descobrimos revelações inesperadas. Vamos explicar a razão pela qual ele se tornou kardecista. Eu mergulhei nas leituras das correspondências dele e vimos muitas coisas peculiares. O sentimento é que, algumas vezes, Kaderc estava perto de mim nesse trabalho".

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar terça, dia 7 de julho, às 18h

Assista também: quinta, dia 9, às 18h

 

LIKE ENTREVISTA: "LIQUID VOICES: A HISTÓRIA DE MATHILDA SEGALESCU"

Na quinta, dia 9 de julho, o Like exibe um programa gravado antes do início da pandemia sobre o premiado "Liquid Voices: A História de Mathilda Segalescu", filme que chega direto às plataformas de streaming no Brasil. O especial começa às 15h e Anne Braune conversa com a diretora e compositora Jocy de Oliveira – a primeira mulher a ter uma ópera encenada no Theatro Municipal de São Paulo – e com a atriz e soprano Gabriela Geluda.

"É algo completamente inusitado em qualquer parte, não só no Brasil, por não ser o registro de uma ópera em cinema. Isso se faz muito e existem maravilhosos! Esse é um roteiro escrito para o cinema, de uma ópera cinemática. É interessante analisarmos as diferenças de teatro, que foi sempre o meu mundo, através da música, com o cinema. O cinema em geral tem uma linguagem naturalista e, o teatro, mais simbólica. Então, começando por aí, escolhemos uma linguagem simbólica no cinema. Daí, vários dos parâmetros, digamos de cinema, foram questionados. Por exemplo, também, em relação à música. No cinema, a música é uma trilha sonora, mas, para nós, ela determina a duração das cenas e é primordial. Toda a questão da filmagem foi muito em vista do som, do áudio, da música", explica Jocy de Oliveira.

Filmada nas ruínas do Cassino da Urca, no IED, no Rio de Janeiro, a produção é uma ficção com inspirações em um evento real. Em 1941, o navio Struma foi o último a sair da Europa, da Romênia em direção Palestina, levando 769 refugiados judeus. O acidente com a embarcação foi o maior naufrágio com passageiros civis durante a Segunda Guerra Mundial. Em "Liquid Voices: A História de Mathilda Segalescu", o único sobrevivente é o piano da protagonista, uma cantora judia refugiada, interpretada por Gabriela Geluda. A ficção continua quando o instrumento é encontrado por um árabe, vivido pelo ator e tenor Luciano Botelho. Junto ao piano vem o espectro de Mathilda, que aparece todas as noites para o pescador, surgindo uma paixão.

Durante a entrevista, Gabriela destaca a importância que o filme carrega ao abordar a questão cultural entre árabes e judeus: "Traz uma possibilidade de lidar com esse conflito de uma forma poética, artística e mais conciliatória. Também tem o atravessar de fronteiras de várias maneiras, não só dessa questão, como ópera e cinema, música antiga e música contemporânea. São muitas as fronteiras atravessadas e todos esses encontros são importantes".

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar quinta, dia 9 de julho, às 15h

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC