CINESESC ESTREIA QUATRO NOVOS TÍTULOS NA SÉRIE CINEMA #EMCASACOMSESC E REALIZA BATE-PAPO COM KLEBER MENDONÇA FILHO, CAROL RODRIGUES E ANA RÜSCHE





Na quarta-feira, 29 de julho, às 20h, o tradicional bate-papo Cinema da Vela ganha sua segunda edição on-line ao vivo, no canal do Youtube do CineSesc, com o tema Cinema de Distopia: das telas para o cotidiano

A partir de quinta-feira, 30 de julho, o Sesc Digital disponibiliza ficção Kapò - Uma História do Holocausto, do diretor italiano Gillo Pontecorvo, além do longa E Então Nós Dançamos, do sueco Levan Akin, a ficção Quase Samba, de Ricardo Targino e a animação nacional infantil Peixonauta - Agende Secreto da O.S.T.R.A, de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo

A série Cinema #EmCasaComSesc oferece a cada semana streaming gratuito de filmes em alta qualidade e sem necessidade de cadastro; para assistir, acesse sescsp.org.br/cinemaemcasa

Fotos dos filmes em alta qualidade para imprensa: clique aqui !

São Paulo, 27 julho de 2020 - Nesta quarta-feira, 29 de julho, às 20h, o CineSesc realiza o bate-papo ao vivo Cinema de distopia: das telas para o cotidiano, que abordará o filão dos filmes-catástrofe, obras que estimulam a capacidade do público de projetar fins de um mundo que parece estar sempre à beira do colapso. Em tempos de pandemia e isolamento, muitos desses filmes parecem ter migrado das telas para a vida comum. Que cinema um cotidiano catastrófico deve nos exigir produzir? O bate-papo ao vivo contará com a presença dos cineastas Kleber Mendonça Filho e Carol Rodrigues, além da escritora e pesquisadora Ana Rüsche, e será mediado pela jornalista Flávia Guerra, pelo canal no YouTube: youtube.com/cinesesc. A programação marca a segunda edição virtual do Cinema da Vela, que reúne mensalmente cineastas, artistas, pesquisadores e críticos, no CineSesc, para discutir com o público os rumos do cinema durante o tempo do queimar de uma vela.

Lançada há menos de dois meses e com mais de 200 mil visualizações, a série Cinema #EmCasaComSesc, realizada pelo Sesc São Paulo, traz uma programação de filmes em streaming na plataforma Sesc Digital, com curadoria do CineSesc, e oferece mais quatro novos títulos a partir desta quinta-feira30 de julho. Basta acessar o Cinema Em Casa para conferir longas e curtas-metragens, ficcionais e documentais, sempre a partir de quinta-feira, com acesso gratuito a qualquer hora do dia para ver e rever quando e onde quiser, e sem necessidade de cadastro.

Nesta semana, o #EmCasaComSesc exibe o longa de ficção Kapò - Uma História do Holocausto. O filme de 1960 foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro no ano seguinte. Dirigido pelo italiano Gillo Pontecorvo, conta a história de Edith, uma adolescente judia, que é presa e deportada com a família ao campo de concentração de Auschwitz. Após sofrer o trauma da execução de seus pais e disposta a sobreviver a qualquer custo, Edith se prostitui aos nazistas, sendo promovida ao posto de Kapò (guarda) dos outros prisioneiros. Porém, a chegada de Sacha, um prisioneiro russo, a faz recuperar a esperança e lutar pela liberdade.

Outra estreia da semana é E Então Nós Dançamos, do sueco Levan Akin. O filme sueco-georgeano conta a história do bailarino Merab, que desde bem jovem pratica dança tradicional georgiana com sua parceira Mary. Quando se junta ao grupo o carismático e descontraído bailarino Irakli, Merab se sente ameaçado e atraído por aquele que se tornará uma fonte de rivalidade e desejo. Em um cenário conservador e tradicional, Merab terá que se libertar e impor sua identidade.

A partir desta quinta, 30, o público também poderá conferir o longa nacional Quase Samba, de Ricardo Targino. Fábula sobre a família contemporânea, o filme narra a vida de Teresa, uma cantora de rádio de uma periferia imaginária do Brasil. Em seu último mês de gravidez, três homens disputam seu coração e o destino do bebê.

Fechando a lista de estreias da semana, a animação infantil Peixonauta - Agente Secreto da O.S.T.R.A, de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo, traz para a linguagem do cinema alguns dos melhores momentos da série de sucesso da TV, com momentos inéditos. Neste filme, o peixe-agente Peixonauta está pronto para mais um desafio: se tornar Agente Especial da O.S.T.R.A. - Organização Secreta para Total Recuperação Ambiental. Mas para isso, terá que cumprir sete incríveis missões. Com a ajuda de seus amigos Marina, Zico e toda a turma do Parque das Árvores Felizes, cumprir as missões vai ser muito divertido.

A programação do Cinema #EmCasaComSesc contempla quatro eixos principais neste primeiro momento. Uma curadoria de clássicos do cinema, em sua maioria cópias restauradas e exclusivas na plataforma; uma seleção contemporânea internacional, com filmes que tiveram uma trajetória relevante em festivais no mundo todo e que merecem uma nova oportunidade de exibição ao público; uma janela dedicada ao cinema nacional, com produções de grande alcance de público e filmes independentes que merecem maior espaço de exibição - haverá também destaque aos documentários, ponto forte na produção cinematográfica brasileira; e por fim, uma seleção de filmes infantojuvenis, visando a formação de público, desde os primeiros anos de vida, para a diversidade do cinema e ampliação do lastro de narrativas.

A iniciativa de oferecer filmes em streaming em sua nova plataforma digital reforça os aspectos que ancoram a ação institucional do Sesc São Paulo, garantindo o acesso a conteúdos da cultura a variados públicos. Com maior presença no ambiente online, o Sesc amplia sua ação de difusão cultural, de maneira acessível e permanente. O público ganha assim mais um espaço para contemplar, descobrir e redescobrir o cinema, a partir de grandes obras selecionadas, disponibilizadas online e gratuitamente.

Os filmes ficam disponíveis por um período determinado, com alterações e novas estreias semanais a cada quinta-feira (considerando a semana de cinema de quinta à quarta-feira). Haverá ainda possibilidade de prorrogação da exibição, conforme a demanda do público, além de sessões especiais por períodos menores (como 24h, por exemplo). A curadoria do Cinema #EmCasaComSesc conta com a experiência do CineSesc, que segue fechado desde o mês de março, por conta da crise causada pelo novo coronavírus.

+ FILMES EM CARTAZ

Quem navega pela plataforma Sesc Digital encontra outras que permanecem disponíveis para acesso gratuito e irrestrito do público. Em Cinema Em Casa , há o clássico De Crápula a Herói, de Roberto Rossellini, o alemão Manifesto, do cineasta e multiartista Julian Rosefeldt, o terror surrealista A Hora do Lobo, do sueco Ingmar Bergman, e a cópia restaurada de Mamma Roma, de Pier Paolo Pasolini.

Também permanecem no serviço de streaming do Sesc São Paulo, o belo A Carruagem de Ouro, do francês Jean Renoir, Os Palhaços, de Federico Fellini, Academia das Musas, de José Luis Guerín, Violência e Paixão, de Luchino Visconti e Paterson, de Jim Jarmusch, que teve sua exibição prorrogada devido à grande procura do público.

A produção do cinema nacional tem um espaço de destaque no Sesc Digital, com 12 títulos, entre filmes, documentários a animações. A lista conta com Corpo Elétrico, do diretor Marcelo Caetano, Todos os Paulos do Mundo, de Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira, Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira. Completam a lista os infantis Garoto Cósmico e O Menino e o Mundo, de Ale Abreu.

Ainda estão em cartaz Francofonia - Louvre sob Ocupação, de Alexander Sokurov, o documentário franco-alemão Visages, Villages, da cineasta belga Agnès Varda e do fotógrafo e artista urbano francês JR, pseudônimo de Jean Réné, A Sociedade Secreta de Souptown, do diretor Margus Paju, Cinco Graças, da diretora turco-francesa Deniz Gamze Ergüven, Entrelaços, da japonesa Naoko Ogigami e os documentários brasileiros Partido Alto e Encantado - O Brasil em Desencanto .

CINESESC

Um dos cinemas de rua mais queridos da cidade, o CineSesc iniciou seu funcionamento em 21 de setembro de 1979, no número 2075 da rua Augusta, na cidade de São Paulo, e se dedica à missão de fomentar a difusão do cinema de qualidade, exibindo obras que muitas vezes ficam fora do circuito comercial nas salas de cinema e plataformas online. Sua programação inclui grandes e pequenas produções do mundo todo.

Além de integrar o corpo de curadores em mostras especiais, o CineSesc também recebe festivais importantes do calendário cinematográfico paulistano, como a Mostra Internacional em São Paulo, Festival Mix Brasil e o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, entre outros. O cuidado com a programação tem reconhecimento do público e da crítica, que o elegeu, por diversas vezes, a melhor sala especial de cinema na cidade de São Paulo.

Serviço:

Bate-papo ao vivo Cinema de distopia: das telas para o cotidiano

Quarta, 29/07 às 20h

Com: Kleber Mendonça Filho, Carol Rodrigues, Ana Rüsche e Flávia Guerra.

ESTREIAS Cinema #EmCasaComSesc 30 DE JULHO

KAPÒ - UMA HISTÓRIA DO HOLOCAUSTO

(Dir.: Gillo Pontecorvo, Iugoslávia/França/Itália, 1960, 118 min, Ficção, 10 anos)

Em Paris, Edith, uma adolescente judia, é presa e deportada com a família ao campo de concentração de Auschwitz. Após sofrer o trauma da execução de seus pais e disposta a sobreviver a qualquer custo, Edith se prostitui aos nazistas, sendo promovida ao posto de Kapò (guarda) dos outros prisioneiros. Porém, a chegada de Sacha, um prisioneiro russo, a faz recuperar a esperança e lutar pela liberdade.

E ENTÃO NÓS DANÇAMOS

(Dir.: Levan Akin, Suécia/Geórgia/França, 2019, 106 min., Ficção, 16 anos)

Desde bem jovem, Merab pratica dança tradicional georgiana no Georgian National Dance Ensemble com sua parceira Mary. Quando se junta ao grupo o carismático e descontraído bailarino Irakli, Merab se sente ameaçado, e também atraído, por aquele que se tornará uma fonte de rivalidade e desejo. Em um cenário conservador e tradicional, Merab terá que se libertar e impor sua identidade.

QUASE SAMBA

(Dir.: Ricardo Targino, Brasil, 2015, 82 min, Ficção, 16 anos)

Teresa é uma cantora de rádio de uma periferia imaginária do Brasil. Em seu último mês de gravidez, três homens disputam seu coração e o destino do bebê. O amor toma a forma de conflito em uma fábula sobre a família contemporânea.

PEIXONAUTA - AGENTE SECRETO DA O.S.T.R.A

(Dir.: Célia Catunda e Kiko Mistrorigo, Brasil, 2012, 95 min, Animação, Livre)

Peixonauta está pronto para mais um desafio: se tornar Agente Especial da O.S.T.R.A. - Organização Secreta Para Total Recuperação Ambiental. Mas para isso, terá que cumprir 7 incríveis missões. Com a ajuda de seus amigos Marina, Zico e toda a turma do Parque das Árvores Felizes, cumprir as missões vai ser muito divertido. Com momentos inéditos do Peixe Agente Secreto, o filme reúne algumas das melhores aventuras da série de TV. Juntos, nós somos demais!



Serviço:

Cinema #EmCasaComSesc

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC