Life, Life in São Paulo: único brasileiro vencedor do Crown Wood International Film Festival na Índia em 2020


Curta de Heitor Cavalheiro volta a ser a única produção nacional em destaque no exterior, repetindo o feito conquistado recentemente na Dinamarca.

Isolado fisicamente em São Paulo, o diretor Heitor Cavalheiro vem se destacando - a distância - em festivais internacionais de cinema. Depois de ser o único representante brasileiro no Locked In Film Festival (A Film Festival In Quarantine), na Dinamarca, o curta Life, Life in São Paulo repete o feito, consagrando-se entre os vencedores estrangeiros do Crown Wood International Film Festival, na Índia. Mensalmente, a iniciativa "celebra filmes de todo o mundo com prêmios em diferentes categorias e gêneros".

Além de serem exibidos em diferentes cidades indianas, incluindo Calcutá, os vencedores de cada mês participam automaticamente da competição "Melhores do Ano" que, a princípio, conta com todo o glamour dos grandes eventos mundiais de cinema, como tapete vermelho, celebridades internacionais e festa de gala. Por causa da pandemia, Heitor ainda não sabe qual será o formato da premiação do fim de ano, mas sabe que, até o momento, é o único brasileiro vencedor em 2020, de acordo com as listas oficiais divulgadas com os vencedores de janeiro a maio.

A partir da dura realidade da maior cidade do país, onde cerca de 700 mil famílias vivem em condições inadequadas, Life, Life in São Paulo traz imagens filmadas na Ocupação 9 de Julho, sincronizadas com o poema Vida, Vida de Arseny Tarkovsky. Diretor do curta, Heitor Cavalheiro também assina a criação do filme ao lado de Guillermo Gumucio e Sumaya Lima. Para assistir Life, Life in São Paulo, que se destacou na Dinamarca e na Índia, clique aqui.

Heitor Cavalheiro- Com 14 anos de carreira dedicados ao cinema, Heitor Cavalheiro já transitou por diversas áreas criativas e técnicas da indústria em mais de uma centena de projetos. A ampla experiência e compreensão do processo o levou à Direção e à Direção de Fotografia, suas atuais áreas de atuação. Já em um de seus primeiros trabalhos no departamento de câmera, Heitor foi convidado a ser um dos diretores de fotografia da Expedição Oriente, da Família Schurmann, no qual teve a oportunidade de realizar a volta ao mundo à bordo do famoso veleiro Kat e documentar a cultura e vida dos povos dos mais de 55 portos do roteiro ao longo de dois anos e meio de produção para o National Geographic e para o Fantástico, da Rede Globo.

Na categoria Documentário, Heitor dirigiu e fotografou projetos como a mini série Rastreando o Rio Araguaia, a série de 13 episódios Aprendiz de Big Rider, da surfista Claudia Gonçalves para o Canal Off e foi um dos diretores de fotografia da série Explorer Investigation, da Vice para o National Geographic. Em Ficção, se destaca pela direção de fotografia do curta Fly A Way in LA, rodado em Los Angeles e que estreou para o público no NYLA International Film Festival e mais recentemente a direção e fotografia de fashion films, filmes publicitários e vídeo clipes de diversos artistas, como Luisa Sonza, Preta Gil e Karol Conka.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC