NO DIA MUNDIAL DO ELEFANTE ONAT GEO WILD APRESENTA UM ESPECIAL TEMÁTICO PARA CONHECER MAIS SOBRE ESTE ANIMAL MAJESTOSO

ALÉM DISSO, CONFIRA O REGISTRO FOTOGRÁFICO E EM VÍDEO DO TRASLADO DA ELEFANTA MARA DA ARGENTINA AO BRASIL DURANTE A PANDEMIA EM  WWW.NATIONALGEOGRAPHICBRASIL.COM

 

                                        

FONTE: HTTPS://WWW.NATIONALGEOGRAPHICBRASIL.COM/

 

SÃO PAULO, 10 de agosto de 2020.- Na próxima quarta-feira, 12 de agosto, é comemorado o Dia Mundial do Elefante e o Nat Geo Wild propõe uma série de conteúdos especiais que mostram a realidade dos elefantes e contribui para a conservação dessa espécie fascinante que está em perigo de extinção.

Para começar o especial de programação a partir das 20h30, o Nat Geo Wild estreia o documentário Elefantes: Em Nome da Liberdade. Os resgates de elefantes na Tailândia são imprevisíveis e perigosos. É muito mais comum - e até mesmo uma tradição ou negócio passado de geração em geração - caçá-los, vender suas peças no mercado negro e treiná-los para serem usados como animais de serviço ou entretenimento, principalmente como atração para turistas. Após uma jornada em que ela realmente conhece a realidade dessa espécie, a atriz e diretora Ashley Bell sabia que queria fazer alguma coisa. Bell e uma equipe de resgate de elefantes, liderada pelo conservacionista Lek Chailer, embarcam em uma missão ousada de mais de 720 quilômetros pela Tailândia para salvar e libertar Noi Na, uma elefanta de 70 anos, parcialmente cega, em um santuário. Ao longo de sua história, a produção expõe as condições às quais alguns elefantes asiáticos estão sujeitos.

Às 21h15 é a hora de Quase Humanos: A Vida dos Elefantes. Confrontados pelo fogo, fome, predadores e caçadores furtivos, três famílias de elefantes superam adversidades de formas que parecem quase humanas na natureza. Este especial acompanhará as jornadas das manadas de elefantes no Quênia, Índia e Mali enquanto eles migram rumo a comida e segurança, usando o conhecimento dividido ao longo de gerações. Ao olhar para as mentes dos elefantes, vemos que suas habilidades únicas de se comunicar, educar e simpatizar, os fornecem as características necessárias para sobreviver. Ainda assim, apesar da força e inteligência destas criaturas majestosas, os seres humanos estão fazendo com que as populações de elefantes diminuam em todo o mundo.

Às 22h o canal exibe Elefante Rainha. Após a trágica morte de sua mãe, a velha matriarca, Mensah agora deve levar seu pequeno filhote e o rebanho para algum lugar seguro. Esta jornada épica irá levá-los através do deserto árido, por pântanos de lama e por um vale de tempestades de poeira e além dos leões que guardam os portões de um reino proibido, até suas áreas de alimentação antigas. Mensah é sua última esperança, e como a nova matriarca, ela deve liderar a marcha dos elefantes.

Às 22h45 é a hora de um episódio especial de Sri Lanka: Um Mundo de Extremos. Enquanto o filhote de elefante Loka navega entre os gigantes, ele precisa aprender algumas lições cruciais sobre a vida - amamentando, nadando e controlando seu tronco desajeitado, tudo sob o olhar atento de sua família. Este é um lugar ideal para um jovem elefante crescer, mas quando a seca atinge o parque, a mãe de Loka é forçada a levá-lo a uma jornada perigosa em busca de comida fresca.

O especial encerra às 23h30 com a exibição de Mente de Elefante.  A história começa com uma descoberta acidental. Enquanto um time de cientistas luta para descobrir quantos elefantes ainda restam na África, eles descobrem um intrigante novo comportamento. Para sobreviver, os elefantes estão aprendendo. Eles estão claramente colaborando e passando informação entre si. O elefante africano é muito mais inteligente do que nós imaginávamos. Então uma animadora e especialmente conduzida pesquisa revela capacidades ainda mais surpreendentes.

 

Tempos de pandemia: o traslado da elefanta Mara da Argentina ao Brasil

 

Esse espécime asiático, com cerca de 50 anos, deixou o Ecoparque da cidade de Buenos Aires e viajou cerca de 2.700 quilômetros para chegar a sua nova casa, o Santuário de Elefantes em Mato Grosso.

 

Saiba mais sobre a história coberta por Sofía López Mañán, fotógrafa documental que acompanhou a mudança de Mara e cujo trabalho foi apoiado pelo Fundo de Emergência pelo COVID-19 para Jornalistas National Geographic Society em:

 

https://www.nationalgeographicbrasil.com/animais/2020/08/elefante-buenos-aires-transportado-santuario-mato-grosso-brasil-pandemia

 

Dia Mundial do Elefante: Dicas para cuidar desta espécie em perigo

Antonio de la Torre - explorador da National Geographic, biólogo, pesquisador e conservacionista mexicano - compartilhou algumas dicas para aprender mais sobre os elefantes e contribuir para a conservação dessa fascinante espécie em extinção. De la Torre está colaborando em um grande projeto para estudar os movimentos de elefantes na Península da Malásia, a fim de melhorar as estratégias de conservação para a espécie na natureza.

Atualmente, os elefantes enfrentam ameaças significativas:

§  A destruição e fragmentação de seu habitat causada pelo aumento da população humana e pela transformação de florestas para cultivo e construção de estradas.

§  Outra grande ameaça é o conflito entre elefantes e pessoas e, como consequência, muitos elefantes são envenenados quando entram em áreas de cultivo.

§  Existe uma indústria perigosa de turismo selvagem que tem elefantes como protagonistas de espetáculos acrobáticos e atividades de montaria. Para fazer parte dessas atrações, os animais são isolados de seus grupos sociais, mal alimentados e submetidos a treinamento violento, baseado em punição, para sua domesticação.

 

Dicas para ajudar na conservação dos elefantes:

§  Evitar locais onde há atrações onde os elefantes são submetidos a acrobacias, jogam futebol, transportam turistas ou tomam banho com eles.

§  Escolher lugares onde eles não são forçados a ser uma atração turística e são mantidos em boas condições. Existem santuários onde é possível caminhar com elefantes e tirar fotos. Muitos desses espaços funcionam como locais de resgate de elefantes que foram explorados em campos de madeira para o transporte de madeira e outros lugares onde eles trabalhavam como atração turística.

§   Ao visitar lugares para observar elefantes na natureza você não apenas combate o turismo de exploração, mas também apoia as comunidades locais e ajuda a manter o habitat dessa espécie.

§  Veja documentários, séries e outros conteúdos audiovisuais que te ajudem a conhecer a realidade das espécies e entender o contexto de onde elas vêm. A divulgação de informações ajuda a mudar a perspectiva e evitar práticas prejudiciais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada