Plataforma de streaming amplia a diversidade no audiovisual

A TodesPlay surge da necessidade de criar um espaço exclusivo para a divulgação de conteúdos produzidos por profissionais negros


Com lançamento para o dia 18 de outubro, a TodesPlay - plataforma global de filmes, séries e produções audiovisuais via streaming, nasce com objetivo de contribuir e consolidar um mercado mais diverso e representativo. Gerida pela Associação de Profissionais do Audiovisual Negro (APAN), a escolha da data de estreia é uma forma de homenagear um dos maiores atores do cinema e da TV brasileira, Grande Otelo, que em vida completaria 105 anos. Segundo Thais Scabio, Gestora de Desenvolvimento de Negócios da plataforma, a ideia é expandir a importância da conservação, memória e preservação da narrativa identitária. "A TodesPlay nasce da necessidade de ter nosso próprio espaço de difusão. Queremos nos tornar referência no segmento e revolucionar o mercado de entretenimento", diz Scabio

A plataforma terá duas opções de acesso ao público, gratuito, que vai oferecer exibição de obras selecionadas e as mostras e festivais parceiros e por meio de assinatura paga, mensal ou anual, que disponibilizará materiais exclusivos de curtas, longas metragens e séries. Para Viviane Ferreira, CEO da plataforma, a TodesPlay chega com o intuito de contribuir com a entrega de uma programação alicerçada nos ideais de diversidade. "A TodesPlay se apresenta como uma janela potencializadora do poder de invenção de talentos múltiplos, evidenciando as relações existentes entre o conteúdo, quem o realizou, e a audiência", salienta a CEO.

A renda arrecadada dos valores da assinatura será destinada a produções audiovisuais exclusivas. Além disso, os produtores que tiverem filmes expostos na prateleira da Todesplay ganharão conforme o crescimento de assinaturas. A distribuição da receita será por meio de participação nos lucros "Revenue Share", ou seja, quanto mais views a obra tiver, mais o produtor ganha, sendo 60% do valor líquido das assinaturas destinado às produções e 40% para manutenção da TodesPlay. "Muitas produtoras disponibilizam suas produções no Youtube e Vimeo. No entanto, essas plataformas faturam milhões, e quem produz dificilmente tem retorno financeiro. Na TodesPlay, além de fortalecer toda a rede de produção, os autores poderão lucrar com novas obras", explica Thais Scabio.

A estimativa é ter novas obras a cada 15 dias e fechar o ano com 10 mil assinaturas.

A partir do dia 18/10, a TodesPlay já estará disponível para o público. Sendo que as 20 primeiras pessoas a assinarem, terão assinatura gratuita por 1 mês. E, para marcar o início da plataforma, às 18h, os idealizadores da TodesPlay farão uma live com diretores que representam o mercado no audiovisual, como Pâmela Peregrino (diretora da animação Òpárá de Òsùn: quando tudo nasce" RJ/BA), Riane Nascimento (diretora do documentário Travessia /AM) e Marcus Azevedo (diretor da ficção Afronte/DF). Às 19h, um bate-papo ao vivo com a atriz e pesquisadora Deise de Brito, que falará sobre o seu estudo sobre Grande Otelo e a representação do corpo negro e para finalizar participação especial do artista Lazaro Ramos também em homenagem ao Grande Otelo.

As lives serão transmitidas na própria plataforma. Já o filme de abertura da plataforma será o "Tudo que é Apertado rasga". Com direção, roteiro e montagem de Fábio Rodrigues Filho.

Serviço
18/10, às 18h - Live de lançamento com diretores que representam o audiovisual;
18/10, às 19h - Live Master Class com Deise de Brito. Tema: Grande Otelo e a representação do corpo negro;
18/10 às 20h - participação especial com Lázaro Ramos *homenagem ao artista Grande Otelo".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada