Com a entrada de cinco novas regiões, 500 cidades brasileiras passam a ter acesso à TV Digital


O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, nesta quarta-feira (31/1) em Brasília, declarou que o desligamento do sinal analógico da TV aberta é uma experiência de destaque na condução das políticas públicas do Governo Federal.  A declaração foi realizada na assinatura da portaria que autoriza o término do sinal em cinco regiões do país, que incluem as capitais Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), e também as cidades paulistas de Franca e Ribeirão Preto. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, informou que, com os novos municípios da portaria, cerca de 500 estão em processo de desligamento ou já o concluíram. Assim, 90 milhões de brasileiros passam a ter acesso à qualidade da transmissão digital na TV aberta.

O desligamento total do sinal analógico em Curitiba (PR) e em outros 26 municípios próximos será realizado às 23h59 desta quarta-feira (31/1). Nas outras quatro regiões, os desligamentos, que também se iniciam nesta quarta-feira, serão escalonados: até 21/2 em Franca (SP) e outros 24 municípios e em Ribeirão Preto (SP) e mais 18 municípios próximos; até 28/2 em Florianópolis (SC) e mais seis municípios próximos; e até 14/3 em Porto Alegre (RS) e mais 106 cidades gaúchas.

Sucesso

Segundo o presidente da Anatel, 92% dos domicílios da cidade de São Luís (MA), que terá o desligamento do sinal da TV aberta analógica no dia 28 de março de 2018, já estão digitalizados, de acordo com pesquisa realizada 90 dias antes da data do desligamento. É mais um destaque dentro do sucesso desta política de digitalização, esclareceu Juarez Quadros. No entanto, para ele a digitalização de São Luís (MA) "é uma surpresa esperada porque a Região Nordeste tem surpreendido". A digitalização das capitais nordestinas de Recife (PE), em 26/7/2017, e de Fortaleza (CE) e Salvador (BA), em 27/9/2017, ocorreram nas datas programadas sem necessidade de escalonamento.

O presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Márcio Novaes, destacou a ausência de reclamações em relação à digitalização da TV aberta no país, fato que também demonstra o sucesso alcançado pelo projeto.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

“QUILOS MORTAIS” CHEGA À QUINTA TEMPORADA COM NOVAS HISTÓRIAS DE LUTA CONTRA OBESIDADE MÓRBIDA

INVESTIGADOR PARTICULAR FAMOSO POR SUAS ARTIMANHAS, BRIAN WOLFE RECONSTITUI CASOS DE SEU ARQUIVO EM SÉRIE INÉDITA

BIS estreia terceira temporada de "Versões" em 19 de julho