"João Sem Deus - A Queda de Abadiânia" é selecionada para Iberseries, em sua primeira edição com a presença de produções brasileiras

Série estrelada por Bianca Comparato, Marco Nanini e Karine Teles terá estreia nacional no Canal Brasil no dia 13 de outubro

 

A diretora Marina Person e Marco Nanini / Karine Teles e Bianca Comparato. Crédito: Mariana Caldas. 

"João Sem Deus - A Queda de Abadiânia", nova série dirigida por Marina Person ("Califórnia"), terá première mundial em um dos maiores encontros da indústria audiovisual ibero-americana, o Iberseries & Platino Indústria. Com a proposta de reunir profissionais do setor para uma troca de experiências, ideias e oportunidades, é a primeira vez que o evento seleciona produções brasileiras para serem exibidas. As atividades acontecem em Madri, na Espanha, de 3 a 6 de outubro. Com o apoio do Projeto Paradiso, a diretora Marina Person e a produtora Paula Cosenza estarão presentes no evento espanhol. As vendas internacionais são lideradas pela Onza Distribution.


"João Sem Deus - A Queda de Abadiânia" se destaca como a primeira série de coprodução internacional independente entre Brasil e Portugal, trabalho assinado pela Ventre Studio, Canal Brasil, Coral Europa e TVI. A narrativa ficcional, inspirada em eventos reais, foi escrita por Patrícia Corso e Leonardo Moreira, com a colaboração de Giuliano Cedroni e Luiz Filipe Nóe. Estrelada por Marco Nanini, Bianca Comparato ("3%", Netflix), Karine Teles ("Que Horas Ela Volta?" e "Os Últimos Dias de Gilda"), Antonio Saboia ("Bacurau" e "O Mecanismo") e as atrizes portuguesas Ana Sofia Martins (da série da Netflix "Glória") e Dalila Carmo ("Na Corda Bamba"), a produção estreia no Canal Brasil dia 13 de outubro e os episódios ficam disponíveis no Globoplay + Canais na mesma data.


Marco Nanini | Crédito: Mariana Caldas

"Desde o início do desenvolvimento da série no Ventre Studio, pensamos na importância da dimensão internacional dessa história. Na ficção, essa ferramenta tão poderosa para se discutir o real, a perspectiva estrangeira se dá através das personagens portuguesas. Com a parceria do Canal Brasil, Coral Europa e TVI, estamos realizando uma das primeiras coproduções internacionais para séries independentes no país, uma prática cada vez mais comum em territórios europeus e norte-americanos. A série torna-se, assim, pioneira, tanto na forma e alcance de seu conteúdo, quanto na estruturação inovadora de negócio", diz Paula Cosenza, produtora e sócia do Ventre Studio.


"Muito felizes com este projeto conjunto do Canal Brasil com a TVI, Coral Europa e Ventre Studio. A coprodução é um modelo trabalhado no mundo inteiro e firmar essa parceria para levar o conteúdo brasileiro para além do nosso país, atingindo um público ainda maior, vai ao encontro de todos os nossos objetivos", diz André Saddy, diretor do Canal Brasil.


"É um motivo de orgulho para toda a equipa da Coral Europa esta primeira coprodução com o Brasil. Estamos claramente a investir no caminho da internacionalização e encontramos na TVI, no Ventre Studio e no Canal Brasil os parceiros ideais para concretizarmos esta minissérie sobre uma história tão atual, impactante e socialmente relevante", afirma Bruno Santos, diretor-geral da Coral Europa.


"A TVI está muito feliz por ser parceira nesta coprodução que ficciona uma história de impacto mundial e que conta com o talento das atrizes portuguesas Ana Sofia Martins e Dalila Carmo no elenco", conta Cristina Ferreira, diretora de ficção e entretenimento da TVI.


A série conta a história de duas irmãs que chegaram em Abadiânia 17 anos antes da prisão de João de Deus. Uma delas fica traumatizada com os abusos e violações sofridas, enquanto a outra vira uma fiel funcionária do médium, afirmando que vivenciou o milagre da cura da irmã. A trama se desenrola durante o reencontro das duas, que culmina em um surpreendente plot twist.


"As três protagonistas na nossa série representam as mulheres reais que começaram o escândalo: Carmem representa a fé nos poderes de cura de João de Deus, Cecília representa as vítimas de abuso e Ariane (filha da Carmem) faz o papel de uma menina que só percebe que foi abusada após a fala de outras mulheres", explica a diretora Marina Person.


Nanini é o antagonista da trama: "O convite para participar de 'João Sem Deus' me fez mergulhar na história que inspira a série. Foi um grande desafio interpretar essa personagem, mas o roteiro excelente, uma diretora muito talentosa, uma produção cuidadosa e um grupo de atores que admiro fizeram com que tudo corresse muito bem", afirma o ator.


A atriz Bianca Comparato vive a protagonista Carmem, a irmã que acredita nos poderes do médium: "O que me atraiu nesse projeto foi a abordagem para contar a história da queda de João de Deus, mas pela perspectiva feminina. Até o começo da série, a minha personagem, Carmem, está cega em relação aos relatos de abusos, mas, aos poucos, vai entendendo o monstro que está ao seu lado. Ela chega a se perguntar a quem ela foi devota por todo esse tempo, a Deus ou ao Diabo? É sobre essa dúvida de Carmem e sua dificuldade de aceitar que ela não ajudou mulheres abusadas. A obra é um thriller eletrizante e sem dúvida é uma grande personagem".


Já Karine Teles interpreta Cecília, a irmã que sofre abuso sexual: "Precisamos falar sobre abuso de poder, mentiras e ganância, mais do que nunca. Essa história é próxima da gente aqui no Brasil, mas é tristemente universal. Aceitei participar desse projeto delicado e difícil porque acredito no poder restaurador da arte. Espero que chegue nas pessoas e provoque reflexões em cada um de nós".


O ator Antonio Saboia também compõe o elenco, na pele de Lindinho, braço direito de João de Deus: "O projeto me seduziu por ter um roteiro forte sobre a escuridão dos nossos falsos profetas. É um privilégio poder trabalhar com Marina Person, Paula Cosenza, Marco Nanini, Karine Teles, Bianca Comparato e tantos outros talentos. Lindinho é um papel totalmente diferente do que já fiz antes, foi um desafio e tanto".


A produção de "João Sem Deus - A Queda de Abadiâniatem predominância feminina na equipe, principalmente nas posições de liderança, nas quais as decisões criativas e executivas foram tomadas por mulheres. Além da direção de Marina Person, também se destacam por trás das câmeras a direção de fotografia, assinada por Janice D'Avila, e a direção de arte, por Fernanda Carlucci. O projeto também contou com o acompanhamento da Bem Querer Mulher, iniciativa de acolhimento integral a mulheres que sofrem violência no Brasil, para a leitura sensível dos roteiros e apoio presencial no set durante as filmagens das cenas mais delicadas.


"Sou sobrevivente de abuso sexual, então esse tema me toca muito. Tivemos um cuidado e sensibilidade enormes na sala de roteiro por se tratar de vidas reais dessas mulheres, traumas que ainda não cicatrizaram para elas. Um desafio grande foi ter empatia com as mulheres que estavam ao lado do João, trabalhando dentro da Casa. Mas sempre acreditamos que o ponto de vista delas merecia ser contado e honrado. Elas também foram vítimas em muitos níveis", pontua Patricia Corso, roteirista e cocriadora da série.


"A trama nunca é contada sob o ponto de vista do abusador, mas das sobreviventes que enfrentaram a rede de proteção e o silenciamento que permitiu que esses abusos continuassem por tanto tempo. É uma história, infelizmente, ainda muito relevante no Brasil – tanto pela perigosa associação entre fé e política, quanto pela cada vez mais frequente utilização de discursos morais e religiosos para acobertar estupros, misoginia, usurpação financeira e exploração sexual", afirma Leo Moreira, roteirista e cocriador da série.


"João Sem Deus - A Queda de Abadiânia" foi gravada e pós produzida no Brasil e em Portugal em parceria com o Cinema Verde, uma iniciativa que visa reduzir o impacto ambiental causado pelas produções audiovisuais. 


Sinopse:

A vida de duas irmãs muda completamente quando elas cruzam o caminho de João de Deus, famoso líder místico que atrai milhares de pessoas a Abadiânia em busca de cura. Dezessete anos depois, durante a semana que antecede a queda e prisão do "maior curador do Brasil", acusado de cometer centenas de abusos sexuais ao longo de décadas, Cecília, a irmã traumatizada que foi morar em Lisboa, retorna a Abadiânia para resgatar Carmem, agora leal funcionária de João. O reencontro das irmãs – cada uma de um lado da história – se sobrepõe à queda do império de João de Deus.


Elenco:

Marco Nanini (João de Deus) 

Bianca Comparato (Carmem) 

Karine Teles (Cecília) 

Antonio Saboia (Lindinho) 

Maria Clara Strambi (Ariane)

Ana Sofia Martins (Joana) 

Dalila Carmo (Isabel) 


Ficha Técnica:

Direção: Marina Person   

Roteiro: 

Patrícia Corso (criadora e roteirista)  

Leonardo Moreira (criador e roteirista) 

Giuliano Cedroni (criador e coordenador de roteiro) 

Luiz Filipe Nóe (colaboração de roteiro)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

​AMC Networks International – Latin America continua desafiando as tendências do mercado