Em programa especial, Sabor & Arte apresenta curiosidades do Rio Coffee Nation

No Rio Coffee Nation, Martina Barth d'Avila conversa com Amilton Gonçalves Júnior (Divulgação/Sabor & Arte)



Principal encontro sobre cafés especiais e orgânicos do Brasil, o Rio Coffee Nation ganha um novo especial na programação do canal Sabor & Arte. A atração vai ao ar nesta quarta-feira (15/11), às 22hMartina Barth d'Avila, que é idealizadora do evento, apresenta o programa.


"O especial mostra o ambiente alegre do evento, um público qualificado, amante de bons cafés e profissionais do segmento (produtores, técnicos, baristas, torrefações, donos de cafeterias, etc.)", diz Martina.


Ao longo de três dias, o Rio Coffee Nation contou com a presença de 7 mil visitantes. A quarta edição aconteceu entre 20 e 22 de outubro, no Rio de Janeiro. Foram realizadas 16 palestras, 22 receitas, 12 oficinas, com a participação de mais de 50 expositores, compradores internacionais e profissionais de destaque no setor.


Todos estiveram reunidos com o objetivo de estimular a profissionalização e a cultura desse mercado, além de apoiar, promover e ajudar a agricultura familiar, unindo os experts aos amantes da bebida. Na pauta, a importância da sustentabilidade, do comércio justo, do turismo, das cafeterias, do know-how brasileiro em plantação e torrefação, dos métodos de extração e degustações.


"Em sua quarta edição, o Rio Coffee Nation demonstrou que está crescendo a cada ano e contribuindo para promover os cafés especiais do Brasil. Também destacamos o nosso compromisso com a sustentabilidade e uma agenda ESG: neutralização de carbono, inclusão social, utilização de materiais reciclados, recicláveis e biodegradáveis, coleta seletiva de resíduos e apoio a organizações não governamentais", comenta Martina.


Conceito de café especial


Atualmente, esse segmento representa cerca de 12% do mercado internacional da bebida. De acordo com a Metodologia de Avaliação Sensorial da SCA (Specialty Coffee Association), usada no mundo todo, café especial é todo aquele que atinge, no mínimo, 80 pontos em uma escala cujo limite é 100.


São considerados os seguintes requisitos: fragrância/aroma, uniformidade (na qual cada xícara representa estatisticamente 20% do lote avaliado), ausência de defeitos, doçura, sabor, acidez, corpo, finalização e harmonia. Com base nisso, o classificador atribui a impressão geral sobre o café, chamada de conceito final. Esta é a única parcela de subjetividade do classificador na avaliação da amostra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

​AMC Networks International – Latin America continua desafiando as tendências do mercado