“IRON – O HOMEM DA MÁSCARA DE FERRO” TERÁ TRANSMISSÃO INÉDITA NA TV CULTURA, NO SÁBADO (30/12)

 



 

 

COM DIREÇÃO DE MARCOS ROMBINO, PRODUÇÃO, QUE ABRE ESPAÇO AOS MUSICAIS NA EMISSORA, VAI AO AR A PARTIR DAS 22H30
 

 

No dia 30 de dezembro (sábado), a partir das 22h30, como parte da programação especial de fim de ano, a TV Cultura faz uma transmissão inédita, dirigida por Marcos Rombino, do espetáculo  "Iron – o Homem da Máscara de Ferro". O musical é uma releitura do clássico de Alexandre Dumas, idealizada por Ulysses Cruz, Caio Paduan e Marcos Daud, e acontece no 033 RoofTop, do Teatro Santander, em São Paulo.
 

"Essa é uma transmissão inédita. Estamos abrindo espaço dentro da programação da TV Cultura para a linha de musicais. Por ser em uma arena, foram usadas oito câmeras fixas e duas móveis em dois espetáculos contínuos. A concepção artística e a métrica dessa gravação é completamente diferente e só poderia ser realizada pela TV Cultura", diz Marcos Rombino, diretor do programa.
 

Captada com exclusividade pela Cultura, a peça é uma experiência musical interativa em 360º, rompendo os limites entre palco e plateia. "O espetáculo se passa numa galeria de arte fictícia, mas na verdade ela é uma grande rave, uma festa, onde o tempo inteiro o público interage com os atores, participando de forma ativa do espetáculo. O RoofTop é transformado em uma arena onde os atores e o público interagem em cima da música e do espetáculo", explica Rombino.
 

Iron – o homem da máscara de ferro passa em um espaço de arte onde o mestre de cerimônias Saulo Vasconcellos faz uma narração sobre a importância da arte na vida das pessoas, como a arte faz as pessoas refletirem, faz as pessoas pensarem e terem um melhor discernimento para escolherem os caminhos da vida.
 

Alexandre Dumas, que é interpretado pelo Tobias da Escola de Samba Vai-Vai e que pela primeira vez está em um papel importante em uma peça de teatro musical, entra na galeria. Ele está vivendo uma crise, tem um bloqueio, e está muito aflito, amargurado e triste, não conseguindo mais escrever.
 

Nesse momento, surgem em cena os três heróis que Alexandre Dumas criou no conto Os Três Mosqueteiros, Athos, Porthos e Aramis, que o chamam para voltar a ter inspiração e escrever. E assim ele volta a fazer um conto, que se passa na França absolutista de Luis XIV, onde o rei é totalitário e governa com mãos de ferro. E o irmão do rei está trancado na Bastilha com uma máscara de ferro, instrumento de tortura onde as pessoas não podiam ver seu rosto
 

O rei da França governa o país com descaso e arrogância, mais interessado em suas amantes e em seus prazeres pessoais. Os três mosqueteiros têm a missão de depor o rei e substituí-lo pelo seu irmão gêmeo. Começa, então, a perigosa aventura para se livrar de um líder irresponsável e pôr em seu lugar alguém que esteja de fato preocupado com o futuro da nação.
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

Imersão internacional