Antonio Lavareda estreia quadro na CNN Brasil e apresenta o ‘Índice CNN’, novo agregador de pesquisas para as eleições 2024


Cientista político fica à frente do quadro, ao lado de Iuri Pitta, com dados e análises sobre candidatos e partidos

 

O cientista político Antonio Lavareda. Foto: Alexandre Mendonça/CNN Brasil

 

Estreia nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, na CNN Brasil, o quadro "Índice CNN", uma parceria com o cientista político Antonio Lavareda, que estará na apresentação ao lado de Iuri Pitta. O foco é a cobertura das eleições municipais de 2024, quando serão eleitos novos vereadores e prefeitos das cidades brasileiras. Um dos mais importantes e conceituados nomes na área da análise de tendências e pesquisas eleitorais, Lavareda agrega à CNN conteúdos para as plataformas digitais e também para a TV.

"Índice CNN" é um quadro semanal, dentro do jornal "Brasil Meio-Dia", sempre às quartas-feiras.

 

O apresentador Iuri Pitta. Foto: Ricardo Godoy/CNN Brasil

 

Nova plataforma

O nome do quadro também batiza uma nova plataforma de dados com pesquisas agregadas, que estará disponível na página especial de cobertura de eleições municipais que a CNN Brasil está lançando. O "Índice CNN" já está online e pode ser acessado aqui .

A ferramenta foi desenvolvida e será atualizada pelo Ipespe Analítica. Os dados serão atualizados até a véspera das eleições, com informações de 100 cidades brasileiras previstas com mais de 200 mil eleitores, incluindo as 26 capitais. Nestas localidades, que formam o chamado G100 dos maiores colégios eleitorais do Brasil,  há possibilidade de haver segundo turno para eleição de prefeito.

 

Como funciona

O Índice CNN é um dos produtos inéditos e exclusivos da cobertura da CNN Brasil nas eleições municipais de 2024.  O agregador projeta a intenção de voto para prefeito a partir dos levantamentos feitos por diversos institutos brasileiros.

Em ano eleitoral, todas as pesquisas de intenção de voto divulgadas são registradas na Justiça Eleitoral, apresentando informações como o número de pessoas entrevistadas, a forma como as respostas são colhidas (presencial face a face, por telefone ou online) e dados como margem de erro e intervalo de confiança, além do contratante.

Ao agregar as pesquisas feitas nesses municípios, em vez de olhar individualmente a série histórica de cada instituto, o algoritmo desenvolvido pelo Ipespe Analítica usado no Índice CNN oferece uma fotografia completa do cenário das disputas.

Como explica o cientista político Antonio Lavareda, presidente do conselho científico do Ipespe: "A ferramenta oferece um olhar mais apurado da corrida não só entre os candidatos, mas entre os principais partidos. O Índice CNN também trará um placar das siglas que mais lideram as campanhas nas capitais do país."

 

 

Machine learning

É importante entender que um agregador de pesquisas não faz uma simples média aritmética das intenções de voto de um candidato ao longo do tempo, captadas por diferentes institutos. O cálculo é feito por meio de técnicas sofisticadas, com uso de estatística bayesiana e machine learning (aprendizado de máquina).

Em linhas gerais, o algoritmo atribui pesos diferentes a cada percentual de intenção de voto dos candidatos, a depender do tempo entre a data da realização da pesquisa e a data da eleição – quanto mais recente o levantamento, maior o peso no resultado final apresentado pelo Índice CNN. Outro fator relevante é que os institutos são classificados conforme seu histórico e metodologia aplicada.

Cada vez que uma nova pesquisa for divulgada em cada município monitorado pelo Ipespe Analítica, o Índice CNN será atualizado, de modo a informar em tempo real o status da disputa nas principais cidades brasileiras. Até o final de 2023, foram feitas pesquisas em 25 das 26 capitais, enquanto o período entre 1º de janeiro e 20 de fevereiro registrou levantamentos em 12 capitais. A ferramenta estará disponível no site da CNN e ao longo da programação.

 

Quem é Antonio Lavareda

Antonio Lavareda tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Ciência Política. Atuou como Coordenador ou Consultor em 91 campanhas eleitorais majoritárias (Presidência, Governos estaduais, Senado e Prefeituras) no Brasil e no exterior. É membro do Conselho Político e Social (COPS) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e do Conselho de Opinião Pública (COP) da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP). Foi Consultor de Comunicação e Opinião Pública da SECOM da Presidência da República nos dois governos de Fernando Henrique Cardoso (1995- 2002). Atualmente é professor colaborador da Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

​AMC Networks International – Latin America continua desafiando as tendências do mercado