Gleisi Hoffmann diz ao ‘CNN Entrevistas’ que vai pedir fim do registro de armas para colecionador


 

Programa será exibido no próximo sábado, às 18h45


 

Gleisi Hoffmann, Tainá Falcão e Debora Bergamasco no CNN Entrevistas, nos estúdios de Brasília. Divulgação/CNN Brasil

.

O "CNN Entrevistas" recebe nesta semana a deputada federal (PR/PT) e presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann. Ela afirma que vai apresentar um projeto que acabará com o registro de armas para colecionadores. No governo anterior, de Jair Bolsonaro, as regras para a posse de armas haviam sido facilitadas e esse é um tema sensível de debate no Congresso. A presidente do PT também fala sobre a situação de Marta Suplicy e as falas de Lula sobre a guerra entre Israel e Hamas. A entrevista foi feita nos estúdios da CNN em Brasília pelas jornalistas Tainá Falcão e Debora Bergamasco e será exibida neste sábado, 09 de março, às 18h45, na CNN Brasil.
 

Gleisi diz que apresentará ao Congresso um projeto para colocar fim ao CAC, que é o Concessão de Certificado de Registro para pessoa física para realizar atividades de Colecionamento de armas de fogo, Tiro Desportivo e Caça. "Vou apresentar um projeto no Congresso para acabar com a CAC. Tem gente com 50 armas em casa. Vejam como cresceu o número de feminicídio. Ele impulsionou uma sociedade da violência, usando um discurso de que tinha que andar armado porque a gente tinha um problema com a violência", afirma Gleisi. "Não estamos mais no velho oeste. Quem precisa andar armada é a polícia. É a polícia que precisa fazer o embate com o crime organizado", diz.
 

A presidente do PT também elogiou Marta Suplicy, com quem teve desavenças políticas no passado, principalmente em decorrência do apoio ao impeachment de Dilma Rousseff. "A Marta teve uma importância muito grande na construção do PT, muito grande no movimento feminista. E eu acho que ela se equivocou no impeachment de Dilma. Mas ela reavaliou. E se reposicionou", afirma. Gleisi fala da importância de Marta. "Ela deixou um legado importante na cidade de São Paulo e foi uma das melhores prefeitas da cidade de São Paulo e é isso que a gente pretende nessa parceria com a legenda do Guilherme Boulos", comenta.
 

Ainda, Gleisi diz que o presidente Lula agiu de maneira correta ao criticar a ação do Estado de Israel na Faixa de Gaza. "Ele botou o assunto na ordem do dia. Ele agiu de maneira correta." Questionada se a comunicação foi falha ao comparar a ação com a de Hitler, Gleisi negou. "Não, é que as vezes você precisa ser forte, ser firme para chamar a atenção."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

​AMC Networks International – Latin America continua desafiando as tendências do mercado