Estreia no Canal Brasil “Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava”, documentário que analisa o legado das pornochanchadas brasileiras

 

Estreia no Canal Brasil na próxima terça, dia 7, o documentário "Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava (2018)", que propõe uma leitura sobre o surgimento das pornochanchadas, um dos momentos mais icônicos do cinema brasileiro. Em meio aos anos mais duros da ditadura militar, entre as décadas de 1960 e 1980, o mercado cinematográfico encontrou, como forma de manifestação artística, um gênero de grande identidade nacional, capaz de atrair milhões de pessoas às salas de projeção com comédias de forte cunho sexual. Muitos anos após o fim das pornochanchadas, a diretora Fernanda Pessoa busca discutir não apenas os detalhes das produções da época, mas também mostrar o legado dessas obras e a influência no cenário atual.

A diretora aposta na montagem de dezenas de filmes exibidos na década de 1970 para mostrar um retrato do Brasil na época, quando o machismo e a objetificação da mulher imperavam. As cenas funcionam como o próprio fio condutor do roteiro para abordar temas como o medo do comunismo em plena Guerra Fria, o fetiche por moças sensuais, a suposta recuperação econômica que nunca alcançava as classes mais baixas, a industrialização do país e a fixação das autoridades por temas subversivos. O documentário retrata um período fundamental e controverso da nossa cultura.

 

HISTÓRIAS QUE NOSSO CINEMA (NÃO) CONTAVA 

INÉDITO E EXCLUSIVO

Horário: Terça, 7/04, à 1h10

Reapresentações: Sexta, 10/04, às 2h20 e segunda, 13/04, às 4h.

Classificação: 16 anos

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”