INVESTIGAÇÃO DISCOVERY ESTREIA DOCUMENTÁRIO QUE REÚNE MATERIAL EXCLUSIVO SOBRE CASO HARVEY WEINSTEIN

 
Áudios que registram investidas contra vítimas e entrevista com Seth Freedman, detetive particular contratado pelo magnata para seguir mulheres, estão no documentário
 
 

O detetive particular Seth Freedmam

 

Harvey Weinstein assediou, estuprou, agrediu, constrangeu, ameaçou e intimidou dezenas de vítimas, certo de que seu poder econômico bastaria para silenciá-las. Mas, o inesperado aconteceu e o então magnata da indústria cinematográfica é hoje mais um detento que cumpre pena de 23 anos e segue como réu em diversos outros processos.

Neste sábado, 18 de julho, às 22h, o Investigação Discovery traz revelações exclusivas sobre o caso que gerou a mobilização mundial contra o assédio sob a campanha #MeToo com a estreia de CRIMES MISTERIOSOSHARVEY WEINSTEIN (Harvey Weinstein: ID Breaking Now), documentário com uma hora de duração.

Entre o material reunido no especial estão mensagens de voz deixadas por Weinstein e gravações que mostram suas investidas contra as vítimas; entrevista com Seth Freedman, o detetive particular contratado para seguir e deslegitimar algumas das vítimas, além de depoimentos de seis mulheres que estão entre as dezenas que narram situações de abuso ocorridas durante encontros com o poderoso produtor. O conteúdo exclusivo mostra como Weinstein agia deliberadamente para ocultar seus feitos e silenciar suas vítimas. Por décadas, ele agiu sistematicamente: mais de oitenta mulheres o acusaram de condutas abusivas que vão de constrangimentos a estupros.

Cercado por pessoas também poderosas, o magnata nutria a reputação de predador sexual; no entanto, mesmo que seus crimes fossem amplamente conhecidos, as campanhas difamatórias, chantagens e coações faziam com que o silêncio das vítimas perdurasse. Até que as mulheres superaram as ameaças e o medo de represálias e começaram a falar sobre casos de abuso que tinham muito em comum: além do perpetrador, a forma como ele prosseguia agindo para intimidá-las e mantê-las caladas.

Em 2017, pouco antes da avalanche de denúncias, o detetive particular Seth Freedman foi contratado por Weinstein para levantar informações sobre algumas das vítimas que falam ao documentário: Katherine Kendall, Rosanna Arquette, Rowena Chiu e Zelda Perkins. Freedman levantou informações pessoais de todas elas, que passaram a ser vigiadas na busca por qualquer coisa que as pudesse desabonar e deslegitimar eventuais denúncias.

Katherine Kendall, atriz e fotógrafa, foi encurralada por Weinstein no apartamento dele, em 1993; a atriz Rosanna Arquette sofreu abuso também no início de 1990, em um hotel de Los Angeles; Rowena Chiu, contratada para ser assistente do produtor em 1998, sofreu tentativa de estupro enquanto trabalhava para ele no Festival de Veneza; Zelda Perkins, chefe de Rowena à época, manteve-se ao lado da funcionária – juntas, as duas enfrentaram a ira de  Weinstein na tentativa de abafar a repercussão da tentativa de estupro. Zelda compartilha os áudios enviados por Weinstein à época.

Além delas também concedem entrevistas as vítimas Tarale Wulff e Ambra Gutierrez. Wulff conta como, em 2005, quando era aspirante a atriz, foi atraída para uma emboscada: ela foi estuprada por Weinstein no apartamento dele. Dez anos depois, em 2015, Ambra Gutierrez foi chamada para uma seleção de atores que terminou em assédio. Ela foi à polícia imediatamente e concordou em colaborar na reunião de provas: marcou encontro com o executivo enquanto usava um gravador sob a roupa. Todas elas foram perseguidas e sofreram tentativas ostensivas de desqualificação.

SERVIÇO

CRIMES MISTERIOSOSHARVEY WEINSTEIN

(Harvey Weinstein: ID Breaking Now),

Estreia: sábado, 18 de julho, às 22h

Classificação indicativa: 14 anos

A atriz Rosanna Arquette sofreu abuso no início de 1990

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada